Romênia enfrentou o Chile nesse sábado. Foto: Victor Montalva / Chile Rugby

Não foi só de Brasil e Espanha que foi o fim de semana de jogos internacionais. Vamos a um giro pela ovalada de seleções.

 

Romênia vence jogo sem brilho contra Chile

Em Valparaíso, o Chile recebeu a Romênia no primeiro jogo dos romenos na gira de amistosos pela América do Sul. Apesar da diferença de Ranking (18º lugar para os romenos e 29º para os chilenos), a Romênia (com muitos jovens em campo) encontrou resistência dos Cóndores, que contaram com o apoio da torcida da cidade litorânea. Apenas 27 x 11 para os visitantes, que cruzaram o in-goal com Capatana, no primeiro tempo, e Boldor, após o intervalo. O Chile esboçou reação com try de Iñaki Ayarza, recebendo belo passe de Blanc, mas o veterano Vlaicu marcou o último try dos Stejarii antes do fim.

- Continua depois da publicidade -

A Romênia visitará o Brasil no próximo sábado, enquanto o Chile receberá a Espanha.

11versus copiar27

Chile 11 x 27 Romênia, em Valparaíso

Árbitro: Claudio Antonio (Argentina)

Chile

Try: Ayarza

Penais: Videla (2)

1 Ramón Ayarza, 2 Augusto Böhme, 3 Matías Dittus, 4 Pablo Huete, 5 Javier Eissman, 6 Nicolás Garafulic, 7 Ignacio Silva, 8 Martín Sigren (capt.), 9 Beltrán Vergara, 10 Santiago Videla, 11 Julio Blanc, 12 Iñaki Ayarza, 13 Domingo Saavedra, 14 Lucca Avelli, 15 Christian Huerta;

Suplentes: 16 Tomás Dussaillant, 17 Javier Carrasco, 18 José Tomás Munita, 19 Augusto Sarmiento, 20 Clemente Saavedra, 21 Benjamín Soto, 22 Juan Pablo Larenas, 23 Benjamín Baraona;

Romênia

Tries: Capatana, Boldor e Vlaicu

Conversões: Vlaicu (3)

Penais: Vlaicu (2)

1 Constantin Pristavita, 2 Eugen Capatana, 3 Alexandru Gordas, 4 Johan van Heerden, 5 Marius Antonescu, 6 Mihai Macovei (capt.), 7 Adrian Ion, 8 Cristi Chirica, 9 Florin Surugiu, 10 Tudor Boldor, 11 Nicolas Onutu, 12 Florin Vlaicu, 13 Taylor Gontineac, 14 Mihai Lamboiu, 15 Dorin Manole;

Suplentes: 16 Alexandru Savin, 17 Ovidiu Cojocaru, 18 Cosmin Manole, 19 Ionut Muresan, 20 Vlad Neculau, 21 Gabriel Rupanu, 22 Daniel Plau, 23 Robert Neagu;

 

Olha a Rússia aí!

No domingo, a Nations Cup chegou à sua 2ª rodada em Montevidéu com uma rodada dupla de arrepiar no Estadio Charrua. O primeiro jogo opôs a Argentina XV, preparando-se para a Currie Cup, e a Rússia, em preparação para a Copa do Mundo. E os Ursos assombraram a seleçãso de desenvolvimento da Argentina vencendo um jogo incrível de 48 x 44, com 6 tries para cada lado.

Os argentinos usaram a base do elenco campeão do Americas Rugby Championship e do Sul-Americano e, mesmo assim, foram surpreenddidos, com a Rússia abrindo 17 x 00, incluindo try do fullback Godlyuk chutando para o in-goal em confusão na defesa argentina. Sbrocco e Ureta marcaram 2 tries para os argentinos que sugeriam uma virada, mas os Ursos morderam forte antes do intervalo com Davydov rompendo a defesa azul na velocidade para cruzar o in-goal e Golosnitskiy disparando para 2 tries seguidos.

A Argentina XV começou o segundo tempo com sensação de nocaute, cedendo mais um try, agora com Garbuzov no pick anf go. Mas os sul-americanos reagiram no restante da primeira etapa, com Montagner deixando o seu e Facundo Cordero marcando 3 tries. Mas faltou o tempo para a virada, com Ianiushkin selando a vitória dos Ursos com um último penal.

40versus copiar48

Argentina XV 40 x 48 Rússia, em Montevidéu – Copa das Nações

Árbitro: Francisco González (Uruguai)

Argentina XV

Tries: Cordero (3), Sbrocco, Ureta e Montagner

Conversões: Roger (6)

1 Nicolás Solveyra, 2 Diego Fortuny, 3 Martín Segurotti, 4 Ignacio Calas, 5 Carlos Repetto, 6 Jerónimo Ureta, 7 Lautaro Bavaro (capt.), 8 Nicolás Sbrocco, 9 Martín Landajo, 10 Martín Roger, 11 Manuel Montero, 12 Lucas Mensa, 13 Tomás Cubilla, 14 Julián Domínguez, 15 Facundo Cordero;

Suplentes: 16 José Luis González, 17 Rodrigo Martínez, 18 Luciano Ortiz, 19 Lucas Santa Cruz, 20 Santiago Montagner, 21 Manuel Nogués, 22 Bautista Ezcurra, 23 Tomás Albornoz;

Rússia

Tries: Davydov (2), Golosnitsky (2), Godlyuk e Garbuzov

Conversões: Gaisin (6)

Penais: Gaisin (1) e Ianiushkin (1)

1 Evgeny Mishechkin, 2 Evgeny Matveev, 3 Kirill Gotovtsev, 4 Evgeny Elgin, 5 Andrey Garbuzov, 6 Roman Khodin, 7 Vitaly Zhivatov, 8 Victor Gresev (capt.), 9 Vasily Dorofeev, 10 Ramil Gaisin, 11 Vladislav Sozonov, 12 Kirill Golosnitskiy, 13 Vladimir Ostroushko, 14 German Davydov, 15 German Godlyuk;

Suplentes: 16 Sergey Chernyshev, 17 Andrei Polivalov, 18 Innokentiy Zykov, 19 Alexander Ilin, 20 Tagir Gadzhiev, 21 Dmitry Perov, 22 Sergei Ianiushkin, 23 Vasily Artemyev;

 

Uruguai deixa virada épica escapar no fim

Em duelo de times de Copa do Mundo, o Uruguai sofreu uma atípica derrota em casa contra a Namíba, que já havia levado trabalho à Argentina XV e agora começa a ficar otimista para o Mundial. Vitória por 30 x 28 no apagar das luzes.

Os africanos começaram atordoando os uruguaios com 2 tries seguidos do oitavo Venter, mostrando potência e aproveitando o amarelo precoce ao hooker Kessler. Atrás 17 x 00, os Teros só conseguiram try antes do intervalo, em bela ação da linha com Vilaseca marcando.

O segundo tempo começou com Loubser marcando penal para a Namíbia e aumentando a pressão para cima dos Teros. Vilaseca respondeu com seu segundo try, apanhando chute de Cat, mas o Uruguai desperdiçou momento precioso, falhando em somar pontos após o amarelo a Mouton. E pior: os Welwitschias voltaram a cruzar o in-goal, com Greyling em contra-ataque fulminante, impondo frente para os africanos de 27 x 14.

Foi somente nos 10 minutos finais que os Teros cresceram e conseguiram aquilo que seria uma espetacular virada, com tries de Ardao e Kessler. Mas, com o tempo esgotado, o Uruguai novamente pecou na disciplina e cedeu penal fatal que Loubser não desperdiçou, dando o histórico 30 x 28 para os Welwitschias.

28versus copiar30namibia logo copy copy copy

Uruguai 28 x 30 Namíbia, em Montevidéu – Copa das Nações

Árbitro: Ben Whitehouse (Gales)

Uruguai

Tries: Vilaseca (2), Kessler e Ardao

Conversões: Favaro (4)

1 Mateo Sanguinetti, 2 German Kessler, 3 Juan Pedro Rombys, 4 Diego Magno, 5 Manuel Leindekar, 6 Juan Manuel Gaminara (capt.), 7 Juan Ormaechea, 8 Alejandro Nieto, 9 Santiago Arata, 10 Juan Manuel Cat, 11 Nicolás Freitas, 12 Andrés Vilaseca, 13 Tomás Inciarte, 14 Federico Favaro, 15 Felipe Etcheverry;

Suplentes: 16 Guillermo Pujadas, 17 Facundo Gattas, 18 Juan Echeverria, 19 Ignacio Dotti, 20 Santiago Civetta, 21 Agustin Ormaechea, 22 Juan Pablo Constabile, 23 Manuel Ardao;

Namíbia

Tries: Venter (2) e Greyling

Conversões: Loubser (3)

Penais: Loubser (3)

1 Andre Rademeyer, 2 Obert Nortje, 3 Johan Coetzee, 4 AJ Retief, 5 Tjiuee Uanivi, 6 Wian Conradie, 7 Muharua Katjijeko, 8 Janco Venter, 9 Damian Stevens, 10 Cliven Loubser, 11 Oderich Mouton, 12 Darryl De La Harpe, 13 Johan Deysel (capt.), 14 JC Greyling, 15 Helarius Kisting;

Suplentes: 16 Niel Van Vuuren, 17 AJ De Klerk, 18 Desiderius Sethie, 19 Thomasau Forbes, 20 Jan Booysen, 21 Eugene Jantjies, 22 Justin Newman, 23 Gino Hartung;

 

Hong Kong larga forte na Ásia

Hong Kong fez sua estreia na edição 2019 do Campeonato Asiático e provou que o título será seu, já que o Japão não está mais na competição. 47 x 10 para os Dragões fora de casa sobre a Coreia do Sul, que havia vencido a Malásia nos dois primeiros jogos. A diferença está clara entre as duas seleções.

10versus copiar47hong kong rfu logo

Coreia do Sul 10 x 47 Hong Kong, em Incheon – Asia Rugby Championship

 SeleçãoJogosPontos
Hong Kong315
Coreia do Sul210
Malásia41
- Vitória = 4 pontos;
- Empate = 3 pontos;
- Derrota = 0 pontos;
- Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
- Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto extra;

 

Holanda fecha “Six Nations C” em alta

No fechamento do Rugby Europe Trophy, o “Six Nations C”, a Holanda provou sua evolução batendo fora de casa a Lituânia por 50 x 03, ficando como vice campeonato. O campeão Portugal encarará a Alemanha, última do “Six Nations B”, na repescagem de promoção/rebaixamento.

 

03versus copiar50

Lituânia 03 x 50 Holanda, em Panevezys – Rugby Europe Trophy

 SeleçãoJogosPontos
Portugal524
Holanda518
Suíça512
Polônia510
Lituânia55
Tchéquia51
- Vitória com 3 ou mais tries de diferença = 5 pontos;
- Vitória com menos de 3 tries de diferença = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota por 5 pontos ou menos pontos = 1 ponto

- Campeão - classificado à Repescagem de Promoção contra o último colocado do Rugby Europe Championship (1ª divisão);
- Último colocado - Rebaixado à Conference 1 (3ª divisão);

 

Sevens: Alemanha vence entre as mulheres, Hungria avança entre os homens

Por fim, a Europa também teve a largada de sua temporada de sevens.

Na Sérvia, foi jogada a 3ª (e última) divisão do sevens masculino europeu, o Conference Sevens, com 16 países jogando etapa única. Hungria e a zebra Turquia surpreenderam as favoritas Suíça e Holanda e conquistaram a promoção à 2ª divisão de 2020. Os húngaros ficaram com o título e, de quebra, ainda conseguiram vaga no Pré Olímpico, que rolará no mês que vem na França.

E a Hungria ainda foi palco da 1ª etapa (de 2) da 2ª divisão feminina da Europa, o Women’s Trophy Sevens. O título do torneio ficou com a Alemanha, que se impôs sobre a Romênia na final. A 2ª e decisiva etapa será em Lisboa nos dias 22 e 23 de junho.

 

Rugby Europe Men’s Conference Sevens – 3ª divisão do Europeu de Sevens Masculino – Etapa Única, em Belgrado, Sérvia

Grupo A: 1 Hungria, 2 Holanda, 3 Áustria, 4 Eslováquia;

Grupo B: 1 Mônaco, 2 Finlândia, 3 Chipre, 4 Liechtenstein;

Grupo C: 1 Moldávia, 2 Suíça, 3 Montenegro, 4 Eslovênia;

Grupo D: 1 Turquia, 2 Noruega, 3 Sérvia, 4 Andorra;

Quartas de final: Hungria 24 x 00 Noruega, Moldávia 43 x 00 Finlândia, Turquia 14 x 12 Holanda, Suíça 31 x 14 Mônaco;

Semifinais: Hungria 24 x 07 Moldávia, Turquia 19 x 14 Suíça;

FINAL: Hungria 43 x 00 Turquia;

Classificação final: 1 Hungria (classificada ao Pré Olímpico e promovida), 2 Turquia (promovida), 3 Moldávia, 4 Suíça, 5 Holanda, 6 Finlândia, 7 Noruega, 8 Mônaco, 9 Chipre, 10 Áustria, 11 Sérvia, 12 Montenegro, 13 Andorra, 14 Eslováquia, 15 Liechtenstein, 16 Eslovênia;

 

Rugby Europe Women’s Trophy Sevens – 2ª divisão do Europeu de Sevens Feminino –  1ª etapa, em Budapeste, Hungria

Grupo A: 1 Alemanha, 2 Tchéquia, 3 Turquia, 4 Suíça;

Grupo B: 1 Portugal, 2 Finlândia, 3 Geórgia, 4 Hungria;

Grupo C: 1 Suécia, 2 Noruega, 3 Romênia, 4 Israel;

 

Quartas de final: Alemanha 33 x 00 Turquia, Portugal 07 x 14 Romênia, Suécia 00 x 05 Tchéquia, Finlândia 17 x 10 Noruega;

Semifinais: Alemanha 25 x 05 Finlândia, Romênia 12 x 07 Tchéquia;

FINAL: Alemanha 20 x 07 Romênia

Classificação da etapa: 1 Alemanha, 2 Romênia, 3 Tchéquia, 4 Finlândia, 5 Suécia, 6 Noruega, 7 Portugal, 8 Turquia, 9 Hungria, 10 Geórgia, 11 Suíça, 12 Israel;

1 COMENTÁRIO