Não houve má fé. Após ser julgado por uso de atleta irregular na Heineken Champions Cup, o Saracens foi punido com multa de 50 mil euros e manterá sua vaga nas quartas de final da competição.

Na última rodada do torneio, o clube inglês inscrevera o americano Lamositele um dia após o visto de trabalho do atleta ter vencido. A renovação havia atrasado por motivos burocráticos e a situação foi regularizada na semana seguinte. Por isso, o Saracens não sofreu pena maior.