Amanhã começa o Rugby em Cadeira de Rodas nos Jogos Paralímpicos!

ARTIGO COM VÍDEO – Nessa quarta-feira terá início o torneio do Rugby em Cadeira de Rodas dos Jogos Paralímpicos do Rio 2016! O SporTV 2 e 3 e a TV Brasil poderão transmitir vários dos jogos da modalidade ao vivo e nós também estaremos de olho.

 

Todos os jogos serão disputados na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca.

 
Leia nossa entrevista com Lucas Junqueira, da seleção brasileira
 
Você conhece o Rugby em Cadeira de Rodas?

Também conhecido como “Quad Rugby”, o Rugby em Cadeira de Rodas surgiu no Canadá nos anos 70 com o nome de “Murderball” e é regulado mundial pela IWRF, a Federação Internacional de Rugby em Cadeira de Rodas (International Wheelchair Rugby Federation), que conta hoje com quase 40 países praticantes, sendo 29 países ranqueados – o Brasil ocupa o 19º lugar do mundo no momento. Recentemente, o World Rugby anunciou uma parceria de colaboração com a IWRF na promoção da modalidade pelo mundo.

 

O Rugby em Cadeira de Rugby é jogada em quatro tempos de 8 minutos entre duas equipes com 4 atletas cada em quadra, sendo que cada equipe pode contar com até 12 jogadores inscritos na súmula. O jogo é disputado de forma mista, com homens e mulheres competindo juntos, e o objetivo é cruzar com pelo menos 2 rodas a goal line, a área de meta, demarcada com dois cones, no fundo da quadra, valendo 1 ponto. No máximo até 3 atletas defensores podem entrar na área demarcada imediatamente na frente da goal line. A quadra tem o tamanho de uma quadra de basquete, com 28 metros x 15 metros, e a bola é redonda, podendo ser passada para a frente.

 

Quando tem a posse da bola, o atleta precisa bater a bola na quadra a cada 10 segundos, tendo cada time até 12 segundos para deixar a quadra de defesa quando com a posse da bola e até 40 segundos para definir sua jogada no campo ofensivo. O contato entre as cadeiras é permitido – e muito frequente – mas o contato físico diretamente entre os atletas é ilegal.

 

Para jogarem Rugby em Cadeira de Rodas, os jogadores precisam ter algum tipo de deficiência motora na parte inferior do corpo, sendo que a deficiência de cada atleta recebe uma classificação que é pontuada de 0,5 (maior deficiência) a 3,5 pontos (menor deficiência). A soma das pontuações dos quatro atletas que estão ao mesmo tempo em quadra por uma equipe não pode superar 8.

 

Clique aqui para baixar as Regras do Rugby em Cadeira de Rodas completas.

 

Onde é possível praticar o Rugby em Cadeira de Rodas no Brasil?

Hoje, há 11 associações filiadas à Associação Brasileira de Rugby em Cadeira de Rodas, a ABCR (clique aqui para acessar a lista completa), espalhadas por 6 estados e 9 municípios. Há Rugby em Cadeira de Rodas em Campinas/SP (o Gigantes e a Adeacamp), Bebedouro/SP (MSB), Brasília/DF (BSB e Lobos Cetefe), Curitiba/PR (Gladiadores), Colombo/PR (Titans Apdecpr), Belo Horizonte/MG (Minas Quad), Rio de Janeiro/RJ (Santer), Mesquita/RJ (Assidef) e Vitória/ES (Irefes). Mas há muitos outros times sendo formados.

 

rio 2016 paralimpicos

Jogos Paralímpicos – Rugby em Cadeira de Rodas – de 14 a 18 de setembro

Grupo A: Canadá, Austrália, Grã-Bretanha e Brasil

Grupo B: Estados Unidos, Japão, Suécia e França

 

Quarta-feira, 14 de Setembro

10h30 – Austrália x Grã-Bretanha

14h15 – Estados Unidos x França

16h00 – Japão x Suécia

19h15 – Canadá x Brasil

 

Quinta-feira, 15 de Setembro

10h30 – Suécia x United States

14h15 – Grã-Bretanha x Canadá

16h00 – Japão x França

19h15 – Austrália x Brasil

 

Sexta-feira, 16 de Setembro

10h30 – França x Suécia

14h15 – Brasil x Grã-Bretanha

16h00 – Estados Unidos x Japão

19h15 – Canadá x Austrália

 

Sábado, 17 de Setembro

Disputa pelo 7º lugar e Semifinais

10h30 – Disputas pelo 7º e 8º lugar

14h15 – Semifinal

16h00 – Semifinal

 

Disputa pelo 5º lugar

19h15 – Disputas pelo 5º e 6º lugar

 

Domingo, 18 de Setembro

Disputa pelo Bronze

09h00 – Disputa pelo Bronze

 

Disputa pelo Ouro e Prata

12h30 – Disputa pelo Ouro e Prata

14h30 – Cerimônia de Premiação
Vídeos didáticos:


Melhores momentos de 2012

Comentários