Brasil cai diante do Chile na estreia do Sul-Americano M19

ARTIGO ATUALIZADO – Neste domingo foi dada a largada para a edição 2016 do Campeonato Sul-Americano M19, no campo do Old Boys, em Santiago, Chile. E o Brasil encarou logo na abertura o time da casa, em jogo decisivo para os dois lados, que sabiam que uma vitória significava, na prática, a manutenção do sonho de jogarem o Troféu Mundial M20 em 2017.

 

O duelo, como esperado e como já sugeria o histórico recente entre os dois times, foi muito parelho e decidido apenas no segundo tempo. No ano passado, jogando em solo paraguaio, o Brasil havia sido derrotado por 32 x 3 contra os chilenos, em jogo no qual os brasileiros haviam sofrido por indisciplina – diferente de 2014, quando o Brasil havia perdido para os chilenos, no Uruguai, por apenas 18 x 0, debaixo de chuva e lama. Novamente, o que pesou contra o Brasil foram os cartões e o tabu dos brasileiros jamais terem vencido os chilenos no Sul-Americano M19 seguiu, com um 16 x 0 a favor dos donos da casa.

 

O primeiro tempo foi parelho, com o Chile largando logo em vantagem graças a um penal a0s 3′ chutado por Baraona. Leo desperdiçou dois penais para o Brasil, com o vento atrapalhando, e logo os Curumins foram reduzidos a 14 homens com o sul-africano Devon Muller recebendo amarelo. O Chile não aproveitou a vantagem numérica e logo teve seu amarelo também, para Oyarzún. O placar não mexeu até o intervalo, com os Condoritos indo para a pausa na frente, 3 x 0.

 

No segundo tempo, o Chile ganhou rapidamente dois penais, com Baraona errando o primeiro, mas acertando o segundo para elevar o marcador a 6 x 0. A situação se complicou para os Curumins com dois amarelos em sequência, para Blade e Michael. O Chile não perdoou e Baraona chutou mais um penal, abrindo 9 x 0 já preocupantes. E o golpe fatal veio com pouco mais de 10 minutos para o fim, com Videla cravando o try solitário dos Condoritos. 16 x 0, que ficaram inalterados até o fim.

 

No outro duelo do dia, o Uruguai aplicou arrebatadores 90 x 00 sobre o Paraguai, depois de um primeiro tempo mais módico de 30 x 00. Frederico Bruno e Martín Fittipaldo fizeram três tries cada, enquanto Grille, Civetta e Portela fizeram 2 tries cada e outros três atletas cruzaram uma vez o in-goal.

 

Campeonato Sul-Americano M19 de 2016 – em Santiago, Chile

Domingo, 11 de setembro

chile logo16versus(14)00tupi logo

Chile 16 x 00 Brasil

 

Chile

Try: Videla

Conversão: Baraona (1)

Penais: Baraona (3)

 

Brasil

15 Ariel Silva (Jacareí), 14 Victor Guilherme Silva (São José), 13 Frederico Pasquali (Charrua), 12 Thiago Evaristo (Curitiba), 11 Daniel Lima (Rio Branco), 10 Leo Ceccarelli (Jacareí), 9 Douglas Rauth (Curitiba), 8 Matheus Cláudio (Jacareí), 7 Devon Muller (Sharks Academy, África do Sul), 6 Felipe Rosa (São José), 5 Matheus Rocha (Jacareí), 4 Arthur Etlin (Pasteur), 3 Pedro Bedin Franco (Tornados Indaiatuba), 2 Brendon Pinheiro (Pasteur), 1 Piero Pozzi (Jacareí);

Suplentes: 16 Michael Oliveira (Iguanas), 17 David Páscoa (BH Rugby), 18 Levy Silva (São José), 19 João Vitor Silva (São José), 20 Igor Campos (São José), 21 Felipe Cunha (Pasteur), 22 Luiz Felipe Trindade (SPAC), 23 Federico Padilla (Curitiba);

 

uru novo copy copy90versus(14)00paraguai copy

Uruguai 90 x 00 Paraguai

 

Quarta-feira, 14 de setembro

14h00 – Uruguai x Brasil

16h00 – Chile x Paraguai

 

Sábado, 17 de setembro

14h00 – Brasil x Paraguai

16h00 – Chile x Uruguai

 

Foto – Revista Rugbiers – https://twitter.com/RevistaRugbiers

Comentários