Brasil Rugby

Na última rodada do Sul-Americano M20, em Assunção, no Paraguai, a Seleção Brasileira encarou a Colômbia, e manteve o prospecto vitorioso por um placar contundente: 59 x 7 para os Curumins.

O jogo começou com o Brasil dominante no jogo aberto, impondo-se com um handling de boa qualidade frente aos colombianos. E a velocidade brasileira fez-se sentir quando, aos 5 minutos de partida, Patrick Fonseca correu para o primeiro tento brasileiro, convertido por Lucas Spago, o abertura da equipe. Apesar de um bom desenvolvimento em termos de velocidade no ataque e coesão defensiva, o time do Brasil sofreu nas primeiras formações fixas, perdendo lines e recebendo pressão do pack colombiano nos scrums. Os Curumins também encontravam dificuldades em avançar por fazer muitos penais, especialmente durante a manutenção do breakdown. Aos 18 minutos o Brasil consegue mais um tento, dessa vez com o centro Feijão, que crava no ingoal em boa posição para Spago converter, garantindo mais 7 pontos e a vantagem de 14 pontos contra os Tucanos. A Colombia chegou a tentar diminuir com dois penais, mas acabou desperdiçando as cobranças. O avanço dos tucanos era sempre barrado – e, por vezes, até voltado – por uma agressiva e concisa defesa brasileira, com tackles muito duros pra cima da equipe adversária. E a agressividade foi essencial no terceiro tento brasileiro quando, em penal após scrum, Patrick recebe a bola de novo para mais um try e, mais uma vez, o inspirado Spago arremata a conversão. Pouco tempo depois, após boa sequencia de offloads, a Colombia consegue diminuir o placar, convertendo o try. Placar de 21 a 7 para os Curumins. O try colombiano foi sentido pelo time brasileiro, que volta a cometer penais mas, com pouco tempo no relógio, o time colombiano não consegue aproveitar e o jogo vai para o intervalo com a vitória parcial. Brasil vencendo por 21 a 7.

O segundo tempo foi marcado por um jogo menos veloz e com mais erros de handling de ambas as equipes, o que mantinha o jogo no meio do campo e com muito contato. Aos 10 minutos, após algumas fases da saída do scrum, o ponta Thiago Ramos recebe a bola e marca mais um tento, dessa vez não aproveitado por Spago. Apesar de pecar nas finalizações das jogadas, o Brasil mostra ímpeto físico e de mãos, pressionando constantemente o acuado time colombiano. Aos 20 minutos, Thiago Ramos recebe a bola rente à lateral e mergulha para mais um try curumim, não convertido. Menos de 5 minutos depois, Adrio de Melo consegue boa corrida para servir o try de Joel Victor dos Santos, convertido pelo abertura brasileiro. Brasil 38 a 7 contra os Tucanos. Quase que imediatamente, após recepção do kickoff colombiano, o Brasil consegue excelente corrida pelo meio do campo e marca mais um, em posição tranquila para a conversão de Spago. Liderando o placar, o Brasil não tratou de desacelerar e aproveitou-se dos erros do time colombiano que, visivelmente cansado, lutava para manter a posse de bola contra um poderio físico Curumim e, após uma bela troca de passes e uma corrida de 60 metros, João Victor “Pirulito” assina mais um try, convertido por Spago. O pack brasileiro castigava o pack colombiano nas formações fixas, empurrando o adversário com contundência e, quando não recuperava diretamente a posse, ganhava penais para chutar para a lateral, com grandes distâncias em um dia de chutes afiados de Lucas Spago. E Spago, em um passe espetacular, serve mais um try para o Brasil. Convertido, mais uma vez.

Perto do fim, o Brasil viu crescer a pressão colombiana, mas não dava tempo de mais nada: final de partida com vitória contundente do Brasil pelo placar de 59 a 7, encerrando a participação curumim no Sul-Americano M20.

- Continua depois da publicidade -

O Portal do Rugby elegeu Lucas Spago como melhor jogador da partida.

 

59versus copiar7

Brasil 59 x 07 Colômbia

15 Robson de Moraes, 14 Thiago Ramos, 13 Ariel Rodrigues, 12 Victor Guilherme “Feijão” da Silva, 11 Patrick Fonseca, 10 Lucas Spago, 9 Felipe Cunha, 8 Matheus Cláudio, 7 Rafael Henrique Teixeira, 6  João Victor “Pirulito” da Silva, 5 Williams Crippa, 4 Matheus “Acerola” de Oliveira, 3 Henrique Ferreira, 2 Brendon Pinheiro, 1 Levy Marinho;

Suplentes: 16 Piero Pozzi, 17 David Páscoa, 18 Leonardo “Neymar” da Silva, 19 Gabriel “Argentino” Graef, 20 Adrio de Melo, 21 Douglas “Tarzan” Machado, 22 Joel Victor dos Santos, 23 Leo Dias;