Tucumán, de Laranja, enfrentando o Brasil em 2018. Foto: Tomás Gray/Tercer Tiempo NOA

ARTIGO COM VÍDEOS – A Seleção Brasileira retornou a campo nesta sexta-feira pela primeira vez depois do jogo histórico contra os Maori All Blacks e acabou sendo derrotada na partida de estreia da gira pelo Noroeste da Argentina. Foi um jogo intenso e de alto nível entre os Tupis e Los Naranjas, a seleção da província de Tucumán, vice campeã argentina de 2017.

O jogo se deu nas dependências do Tucumán Lawn Tennis e brasileiros e tucumanos não desapontaram o torcedor presente, que viu um jogo dramático decidido apenas no fim. E o início da partida foi memorável para o Brasil, com penal try de scrum, contra uma província famosa pela qualidade de seus avançados.

A vantagem brasileira permaneceu em um jogo bastante pegado, com Josh ampliando o marcando apenas aos 23′, com novo penal. Mas Tucumán respondeu rápido, com try do ponta Avellaneda, aos 26′. A resposta brasileira, no entanto, foi imediata e novamente com os avançados brasileiros mostrando qualidade. Bruxinho cravou no in-goal argentino e colocou 17 x 07 no marcador.

Entretanto, houve tempo ainda para Tomás Albornoz chutar mais um penal para Los Naranjas, decretando o resultado de intervalo: Tupis 17 x 10.

- Continua depois da publicidade -

O segundo tempo não começou como o Brasil gostaria. Albornoz reduziu mais uma vez a distância com penal e, aos 52′, Santiago Pérez marcou o segundo try laranja, virando o marcador para 20 x 17.

A partir desse momento a disputa ficou alucinante. Arthur Bergo rompeu para o terceiro try brasileiro, devolvendo a frente imediatamente, apenas para logo na sequência Dominguez cruzar o in-goal para os argentinos, que voltando à dianteira, 25 x 24. Try considerado o mais bonito dos donos da casa, que ainda aproveitaram o momento favorável e ampliaram com drop goal do letal Albornoz. 28 x 24, com 10 minutos para o fim.

O Brasil parecia crescer na pressão e Felipe Sancery deu o troco imediato com try brasileiro para por os Tupis na frente. Mas, no fim, os tucumanos arrancaram 2 penais para Albornoz empatar aos 72′ e virar aos 79′, dando a vitória ao time anfitrião. Tucumán 34 x 31 Brasil, números finais.

Os Tupis voltarão a cam eo na terça-feira, dia 27, contra Salta, encerrando a viagem ao país vizinho e seu ano de 2018.

34versus copiar31

Tucumán (Argentina) 34 x 31 Brasil, em San Miguel de Tucumán

Brasil

Tries: Penal try, Bruxinho, Bergo e Felipe Sancery

Conversões: Josh (4)

Penais: Josh (1)

1 Lucas Abud, 2 Murilo “Nelson” Rebolo, 3 Jardel Vettorato, 4 Lucas “Bruxinho” Piero, 5 Cléber “Gelado” Dias, 6 Michael “Ilha” Oliveira, 7 Arthur Bergo, 8 André ‘Buda” Arruda , 9 Douglas Rauth, 10 Josh Reeves , 11 Robert Tenório, 12 Valentin Garcia, 13 Felipe Sancery (c), 14 Lucas “Zé” Tranquez, 15 Daniel Sancery;

Suplentes: 16 Endy Willian, 17 João “Sininho” Talamini, 18 Pedro Bengaló, 19 Gabriel Paganini, 20 Devon Muller, 21 Daniel “Maranhão” Silva, 22 Jacobus De Wet Van Niekerk, 23 Stefano Giantorno;

Tucumán

Tries: Avellaneda, Pérez e Dominguez

Conversões: T Albornoz (1)

Penais: T Albornoz (4)

Drop Goal: T Albornoz (1)

1 Lucio Urueña, 2 Luciano Proto, 3 Rodrigo Navarro, 4 Jorge Herrera, 5 José María Young, 6 Nicolás Proto, 7 Juan Martín Guerineau, 8 Santiago Aguilar, 9 Gonzalo García, 10 Tomás Albornoz, 11 Pablo Avellaneda, 12 Gabriel Ascárate, 13 Ignacio Albornoz, 14 Lucas Cartier, 15 Jorge Domínguez.

Suplentes: 16 Francisco Trejo, 17 José Luis González, 18 Ramón Sánchez, 19 Santiago Pérez, 20 Mariano Perondi, 21 Nicolás Alvizo, 22 Matías Ferro, 23 Agustín Cortés;