Brasil luta bravamente mas sucumbe frente à Romênia

1
1239

ARTIGO COM VÍDEO – Hoje o Brasil esteve diante de seu mais importante test match. Enfrentou o seu mais bem ranqueado adversário. A Romênia ocupa hoje a décima sexta posição no ranking mundial e disputou todos as Copas do Mundo. Os romenos também são os atuais campeões do Campeonato Europeu de Seleções, o Six Nations B. Juntando tudo isso, podemos dizer que os romenos são os adversários mais fortes que já enfrentamos na história.

Nossos guerreiros Tupis fizeram bonito. Lutaram e mostraram valentia para igualar as forças em determinados momentos da partida, mas a força do leste europeu é grande e nos superou e o placar mostra isso. Ao fim do primeiro tempo eles já nos venciam por 35 x 0 e ao final da partida o placar foi de 56 x 5.

Os Tupis e os Stejarii entraram com suas forças principais e não demorou muito para que os europeus abrissem a vantagem. O pack de forwards dos carvalhos, como são conhecidos os romenos, é forte e não poupou nossos brasileiros. Seja nos lineouts, nos scrums ou nos volantes, eles tiveram grandes vantagens e já aos 21 minutos o placar do primeiro tempo já estava feito.

A partir de então a equipe européia só precisou administrar o jogo. Restou ao Brasil se esforçar para defender e manter seu território. Durante o início do segundo tempo, nossos jogadores igualaram as forças e mantiveram os romenos longe de nosso ingoal por muito tempo e até anotaram o try para o nosso país. Mas, os romenos realmente dominavam a partida e não perdiam o controle do jogo.

- Continua depois da publicidade -

As ações eram sempre calculadas pelos romenos. E sempre que o Brasil baixava a guarda ou relaxava um pouco na defesa ou em seu scrum, a Romênia pontuava. Isso aconteceu principalmente a partir da segunda metade do segundo tempo, quando a Romênia resolveu acelerar novamente seu jogo, definindo de vez o placar.

A partida serviu de grande experiência para os Tupis que fizeram uma boa partida, apesar do placar extremamente reverso. Como disse o CEO da CBRu “Se queremos participar da Copa do Mundo, devemos enfrentar adversários que participaram e participam deste evento”. E o autor deste artigo concorda plenamente com esta afirmação.

 

romênia 56versus copiar  05  

Romênia  56 x 05  Brasil, em Bucareste

Árbitro: Dan Jones (Gales)

Romênia

Tries: Gorciaia(3), Radoi(3), Macovei e Poparian.

Conversões: Samoa(7), Vlaicu.

1 Ionel Badiu (Carcassonne, França/2ª divisão), 2 Andrei Radoi (Timisoara Saracens), 3 Andrei Ursache (Carcassonne, França/2ª divisão), 4 Johannes Van Heerden (Stiinta Baia Mare), 5 Marius Antonescu (Colomiers, França/2ª divisão), 6 Andrei Gorcioaia (Massy, França/3ª divisão), 7 Vlad Nistor (Albi, França/2ª divisão), 8 Mihai Macovei (C) (Colomiers, França/2ª divisão), 9 Florin Surugiu (Steaua Bucuresti), 10 Luke Samoa (Stiinta Baia Mare), 11 Jack Cobden (CSM Bucuresti), 12 Sione Fakaosilea (Stiinta Baia Mare), 13 Paula Kinikinilau (CSM Bucuresti), 14 Fonovai Tangimana (Timisoara Saracens), 15 Marius Simionesuc (Timisoara Saracens);

Suplentes: 16 Ovidiu Cojocaru (CSM Baia Mare), 17 Constantin Pristavita (Stiinta Baia Mare), 18 Alexandru Gordas (CSA Steaua), 19 Valentin Poparlan (Timisoara Saracens), 20 Viorel Lucaci (Steaua Bucuresti), 21 Tudorel Bratu (Dinamo Bucuresti), 22 Florin Vlaicu (Steaua Bucuresti), 23 Ionut Dumitru (Steaua Bucuresti);

Brasil

Try: Buda

1 Jonatas “Chabal” Paulo (Band Saracens), 2 Yan Rosetti (C) (CUBA, Argentina), 3 Pedro Bengaló (Desterro), 4 Cléber “Gelado” Dias (Poli), 5 Gabriel Paganini (Band Saracens), 6 João Luiz “Ige” Da Ros (Desterro), 7 Arthur Bergo (SPAC), 8 André “Buda” Arruda (Desterro), 9 Lucas “Tanque” Duque (São José), 10 Josh Reeves (Jacarei), 11 Jacobus De Wet (Poli), 12 Moisés Duque (São José), 13 Felipe Sancery (São José), 14 Laurent Bourda-Couhet (Band Saracens), 15 Daniel Sancery (São José);

Suplentes: 16 Endy Willian (Curitiba), 17 Lucas Abud de Andrade (Poli), 18 Matheus “Blade” Rocha (Jacarei), 19 Matheus Wolf (Joaca), 20 Nick Smith (SPAC), 21 Matheus “Matias” Daniel (Jacarei), 22 Robert Tenorio (Pasteur), 23 Guilherme Coghetto (Desterro);

Foto: FFR

1 COMENTÁRIO