O primeiro dia de jogos do torneio masculino do Rio 2016 se encerrou com a segunda derrota dos Tupis em Deodoro. Jogando diante dos Estados Unidos, o Brasil foi superado por 26 x 0, sem sustos para os americanos, que dominaram a posse de bola e o território.

 

Defensivamente, o Brasil mostrou positiva resistência às Águias. Folau Niua rompeu o tackle e garantiu na potência o primeiro try dos EUA. Logo depois, Moisés recebeu amarelo e o Brasil não conseguiu mais fechar os espaços como vinha conseguindo, permitindo a Nate Ebner, ex NFL, correr para o segundo try antes do intervalo. Daniel Sancery ainda salvou o Brasil no começo da segunda etapa com lindo tackle dentro das 22 evitando contra golpe americano. Logo depois, Ebner recebeu amarelo e abriu a chance para o try brasileiro, que quase saiu na primeira boa ação de mãos, com Alemão correndo para um try não validado por knock-on. Tanque, no entanto, também recebeu cartão amarelo e os EUA não perdoaram no 6 contra 6, com o velocista Carlin Isles disparando para mais um try dos EUA. No fim, Unufe ainda faria o quarto try dos norte-americanos, selando a vitória em 26 x 00.

 

- Continua depois da publicidade -

No mesmo grupo do Brasil, Argentina e Fiji protagonizaram o jogo mais empolgante da segunda rodada, que terminou com precioso vitória fijiana por 21 x 14. Os argentinos largaram na frente mostrando um rugby altamente técnico e sabendo lidar com os espaços abertos pelo jogo fijiano. Fiji largou na frente com try de Tuisova, mas Sabato empatou para os Pumas e em grande de Ezcurra costurando Alvarez finalizou o segundo try no começo da segunda etapa. Mas, Fiji cresceu e sua máquina de offloads apareceu em Deodoro, com Taliga fazendo os dois tries finais do triunfo.

 

Outro grande jogo foi disputado entre Japão e Grã-Bretanha, com os japoneses passando muito perto de novo vitória. Rodwell correu para os dois primeiros tries britânicos, mas Lemeki reduziu antes do intervalo e Sakai deixou tudo igual. O jogo era “lá e cá” e com Watson achou o espaço para arrancar para o terceiro try. No fim, Lemeki fez o try e deu a chance de igualar tudo, mas a conversão foi perdida e os nipônicos amargaram a derrota.

 

No mesmo grupo, a Nova Zelândia se reergueu dos reveses e venceu com autoridade o Quênia por 28 x 05. O maior anotador de tries da história do sevens mundial, Colins Injera, inaugurou o placar para os quenianos, deixando sua marca no Rio, mas ele mesmo recebeu amarelo e o jogo desandou para os africanos, cedendo penal try para os neozelandeses. Akira Ioane, Pulu e Ormand dariam números finais ao triunfo.

 

África do Sul e França também fizeram um jogo muito aguardado, entre vitoriosos da primeira rodada, mas os Boks não deram chances aos Bleus, 26 x 0. Um pouco antes, a Austrália conseguira seu primeiro triunfo, mas com muito sofrimento diante da fraca Espanha. Poggi, com dois tries para os Leões, complicou a situação australiana, com os aussies respirando apenas no fim com Foley afastando o risco de derrota. 26 x 12.

 

rio 2016

Rio 2016 – Jogos Olímpicos – Torneio de Rugby Sevens

Torneio Masculino

SeleçãoPJVEDPPPCSP
Uruguai933001354392
Chile431111026636
Brasil431116677-11
Paraguai0300343160-117
- Vitória = 3 pontos;
- Empate = 1 ponto;
- Derrota = 0 pontos;

- Os 2 primeiros colocados garantem vaga para enfrentar a Argentina na Sudamérica Rugby Cup de 2017
SeleçãoJogosPontos
Grupo Norte
México314
Ilhas Cayman310
Bermuda305
Bahamas300
Grupo Sul
Guiana313
Trinidad e Tobago311
Barbados305
Jamaica300

 

Foto: Fotojump