ARTIGO COM VÍDEOS -As Yaras não decepcionaram e seguem invictas na América do Sul! Pela 13ª vez, o Brasil se sagrou campeão do Sul-Americano Feminino, assegurando sua classificação à Copa do Mundo de Sevens, ao Hong Kong Sevens de 2018 e a etapa do Canadá da próxima Série Mundial de Sevens. Campanha mais uma vez impecável no Carrasco Polo, em Montevidéu, mas com uma final apertada diante da Argentina.

 

Primeiro dia perfeito das Yaras!

O primeiro desafio brasileiro acabou com um tranquilo 34 x 00 sobre o Peru, com 6 tries, 3 em cada tempo. Baby guardou 2 em sequência no primeiro tempo abrindo o caminho para a vitória consistente. Paulinha, Haline, Leila e Aline marcaram os demais.

- Continua depois da publicidade -


No segundo embate da sexta, as Yaras fizeram seu primeiro jogo na história contra a debutante Costa Rica e venceram por simples 55 x 00, em um jogo de um time só que teve Aline fazendo um hat-trick (3 tries) para o Brasil. Milena, Leila, Rafa, Raquel, Bianca e Tixa fizeram os demais tries verde e amarelos.

A sexta-feira se encerrou de com outro show brasileiro. As Yaras fecharam o dia invictas e sem levarem tries com um contundente 55 x 00 sobre o Chile, que teve mais 3 tries de Aline, em dia incrível (7 tries em 3 partidas para ela), outros 2 cada de Bianca e de Baby, além de um try de Tixa e um penal try.

 

Brasil segue com vitória no segundo dia de jogos

No primeiro desafio da segunda bateria de jogos, o Brasil encarou o Uruguai – equipe que, ontem, venceu 2 jogos no dia e decaiu somente contra o Paraguai. O primeiro tempo da partida terminou em 14 x 00, Aline e Baby rumo ao ingoal e conversões de Izzy e Raquel.

No segundo tempo, Rafa brilhou chegando ao território adversário por 3 vezes, marcando com veemência sua primeira participação no Sula. No último lance, try e conversão de Leoas. Bia arrancou e marcou o seu com Leila convertendo. O placar final? 38 x 00 com evidência para as jovens atletas fazendo um belo trabalho no saldo positivo.

Veteranas dão show em partida contra o Paraguai

Se a partida contra o Uruguai foi das jovens Yaras, ao enfrentar o Paraguai o Brasil se destacou com as veteranas! A arrancada de Raquel logo no início de jogo resultou em um try. Logo em seguida: try do Paraguai, o placar empatou depois de uma bola saída do scrum. Devolvendo, Baby marca em seguida e Raquel converte, 12 x 05 e fim do primeiro tempo.

O segundo tempo foi de Paulinha, Raquel e Izzy, três olímpicas marcando a passagem por mais um Sula. O placar final foi 36 x 00 e, assim, Yaras classificadas para Hong Kong!

Yaras campeãs!
O jogo final contra a Argentina não foi nada fácil para as Yaras, que tiveram mais trabalho do que o normal para superarem as aguerridas Pumas, em franca evolução. E o primeiro tempo foi de levar preocupação à torcida brasileira, com a Argentina abrindo o placar com o primeiro try do jogo que, no entanto, foi prontamente respondido por Baby, correndo mais de meio campo. Logo depois, Izzy guardou novo try para o Brasil que sugeria que o jogo entrava nos eixos a favor das Yaras. A Argentina, contudo, não sentiu o golpe, foi para cima e marcou mais um try, que deixou tudo igual novamente, 12 x 12.

Apenas antes do intervalo o Brasil conseguiu voltar à dianteira com grande corrida de Haline, colocando 17 x 12 no marcador. Ainda assim, as Pumas mantiveram o nível, evoluindo tremendamente na defesa. Somente um try saiu no segundo tempo, em outra grande corrida desde o campo de defesa, com Bianca, que selou o título brasileiro. 22 x 12! Mas nada fácil.

Com a vitória, o Brasil assegurou vaga na Copa do Mundo de 2018, que será jogada em julho, em São Francisco, nos Estados Unidos. Brasil e Argentina ainda serão os sul-americanos que disputarão o Hong Kong Sevens em abril do ano que vem, valendo a promoção à elite da Série Mundial de Sevens para a temporada 2018-19.

Tabela de jogos

Sexta-feira, dia 10 de novembro

*Horários de Brasília

10h00 – Uruguai 20 x 07 Chile

10h22 – Paraguai 34 x 00 Costa Rica

10h44 – Brasil 34 x 00 Peru

12h06 – Paraguai 27 x 15 Uruguai

12h28 – Argentina 55 x 00 Chile

12h50 – Brasil 55 x 00 Costa Rica

14h18 – Paraguai 14 x 19 Peru

14h40 – Argentina 41 x 00 Costa Rica

15h02 – Brasil 55 x 00 Chile

16h24 – Argentina 36 x 05 Peru

16h45 – Uruguai 22 x 00 Costa Rica

 

Sábado, dia 11 de novembro

*Horários de Brasília

10h00 – Chile 05 x 24 Peru

10h22 – Argentina 19 x 05 Paraguai

10h44 – Brasil 38 x 00 Uruguai

12h06 – Peru 17 x 10 Costa Rica

12h28 – Brasil 36 x 05 Paraguai

12h50 – Argentina 36 x 00 Uruguai

14h18 – Chile 19 x 00 Costa Rica

15h30 – Peru 10 x 05 Uruguai

15h52 – Paraguai 41 x 00 Chile

16h14 – Brasil 22 x 12 Argentina

 

Classificação final

1 Brasil, 2 Argentina, 3 Peru, 4 Paraguai, 5 Uruguai, 6 Chile, 7 Costa Rica;

 

Seleção brasileira para o Sul-Americano: Beatriz “Baby” Futuro (Niterói), Luiza Campos (Leoas de Paraisópolis), Raquel Kochhann (Leoas de Paraisópolis), Isadora “Izzy” Cerullo (Niterói), Haline Scatrut (Curitiba), Paulinha Ishibashi (SPAC), Bianca Silva (Leoas de Paraisópolis), Milena Silva (São José), Leila Silva (Leoas de Paraisópolis),  Aline Furtado (USP), Letícia “Tixa” Martins (Band Saracens), Rafaela Zenelatto (Curitiba);

 

AnoSedeCampeão Vice-campeão3º lugar4º lugar5º lugar6º lugar7º lugar8º lugar
2004Barquisimeto (Venezuela)BrasilVenezuelaColômbiaArgentinaUruguaiChileParaguaiPeru
2005São Paulo (Brasil)BrasilArgentinaVenezuelaColômbiaChileUruguaiParaguaiPeru
2007Viña del Mar (Chile)BrasilColômbiaVenezuelaArgentinaChileUruguaiPeru
2008Punta del Este (Uruguai)BrasilArgentinaVenezuelaUruguaiColômbiaChilePeruParaguai
2009São José dos Campos (Brasil)BrasilArgentinaVenezuelaUruguaiColômbiaChilePeruParaguai
2010Mar del Plata (Argentina)BrasilColômbiaUruguaiArgentinaChileVenezuelaParaguaiPeru
2011Bento Gonçalves (Brasil)BrasilArgentinaChileUruguaiColômbiaPeruVenezuelaParaguai
2012Rio de Janeiro (Brasil)BrasilColômbiaUruguaiArgentinaChileVenezuelaParaguaiPeru
2013Rio de Janeiro (Brasil)BrasilArgentinaUruguaiVenezuelaColômbiaChilePeruParaguai
2014Santiago (Chile)BrasilArgentinaUruguaiColômbiaChileParaguaiVenezuela
2015*Santa Fé (Argentina)ColômbiaArgentinaVenezuelaUruguaiParaguaiChilePeruCosta Rica
2016Rio de Janeiro (Brasil)Brasil ArgentinaColômbiaVenezuelaParaguaiChilePeruUruguai
2017Carlos Paz (Argentina)BrasilArgentinaColômbiaParaguaiVenezuelaChilePeruUruguai
2017-18Montevidéu (Uruguai)BrasilArgentinaPeruParaguaiUruguaiChileCosta Rica
*Em 2015, o Brasil não disputou porque o torneio valia como Pré-Olímpico para os Jogos Olímpicos do Rio 2016

 

Foto: Pablo Quaranta/Sudamérica Rugby

3 COMENTÁRIOS