ARTIGO COM VÍDEOS – O Seven de Viña del Mar encerrou neste fim de semana o Circuito Sul-Americano de Sevens, com Fiji erguendo a taça do torneio e do circuito e com a seleção da casa, o Chile, festejando grande resultando que lhe garantiu vagas como convidado nos torneios de Las Vegas e Vancouver da Série Mundial de Sevens e no Hong Kong Sevens, a segunda divisão mundial. O Uruguai abocanhou a segunda vaga sul-americana em Hong Kong, ao passo que o Brasil não vai guardar boas lembranças do balneário chileno, pois os Tupis terminaram o circuito no último lugar, sem nenhuma vitória em dois torneios. O circuito foi o primeiro desafio da remodelada Seleção Brasileira Masculina de Sevens, que foi ao Chile com uma jovem seleção, com apenas um atleta que esteve no Rio 2016.

 

Fiji campeão sul-americano (vale isso?)

Jogando com suas seleções de desenvolvimento, Argentina e Fiji não tiveram problemas para registrar as melhores campanhas da primeira fase. No domingo, os argentinos passaram por Colômbia, nas quartas de final, e Chile, em duelo de arrepiar que acabou em somente 19 x 17 para os Pumas, para encarar Fiji, que passaram com facilidade por Brasil e Canadá nas rodadas anteriores. Na decisão, Fiji se impôs, fez 19 x 12 em jogo aberto, e conseguiu tanto o título do torneio como do circuito, que tem, assim, em sua primeira edição, um campeão de fora do continente, isto é, um convidado.

- Continua depois da publicidade -

 

Chile e Uruguai em Hong Kong

Novamente, o Chile foi o melhor entre as quatro seleções sul-americanas que lutavam por Hong Kong. Mesclando no elenco jovens com atletas experientes, os Cóndores mostraram grande qualidade, terminando o sábado em segundo lugar em seu grupo, graças a vitórias sobre a equipe de desenvolvimento do Canadá e sobre a Colômbia, enquanto o Uruguai passou pelo time de desenvolvimento dos Estados Unidos e pelo Brasil.

 

Nas quartas de final, os uruguaios escorregaram e caíram contra os canadeneses, enquanto os chilenos bateram os estadunidenses, o que selou a classificação dos Cóndores a Hong Kong, Las Vegas e Vancouver, com direito a festa diante de seu torcedor.

 

O Uruguai teve que passar por mais dois últimos desafios para assegurar seu segundo objetivo. Os Teros encararam e despacharam o Brasil na Semifinal Bronze e encararam a Colômbia na decisão de 5º lugar, valendo a última vaga em Hong Kong. Os Tucanos colombianos novamente fizeram história e conquistaram grande vitória sobre os Falcons dos Estados Unidos, 26 x 14 (eles estão chegando!). Na decisão do Bronze a experiência uruguaia falou mais alto, mas o jogo foi apertado e aberto, 21 x 05.

 

O Brasil não teve vida fácil

O torneio chileno foi duro para o Brasil, que novamente não conseguiu deslanchar, perdendo todos os seus jogos. No sábado, os Tupis estrearam contra a Argentina, começaram bem o duelo com força na defesa, mas não conseguiram segurar o ataque argentino, perdendo por 28 x 07. De Wet fez o try dos Tupis.

 

No duelo seguinte, foi a vez dos Tupis encararem os Estados Unidos e, novamente, o Brasil manteve a partida parelha até o segundo tempo, caindo por somente 12 x 05, fazendo seu try no fim, com Bruninho, em um raio de esperança nos instantes finais. O dia se encerrou com derrota no duelo crucial contra o Uruguai, que mesclou jovens com alguns atletas mais experientes na equipe. 24 x 07, em partida que o Brasil sofreu com os cartões. Zé fez o try solitário.

 

O domingo largou com o desafio inglório contra Fiji, que acabou com derrota esperada por 54 x 00. O resultado jogou os brasileiro diante novamente do Uruguai na Semifinal Bronze e o triunfo outra vez foi uruguaio, 24 x 00, o que selou o fim do sonho dos Tupis por Hong Kong.

 

Na decisão de 7º lugar, o Brasil encarou os Estados Unidos e voltou a falhar muito no tackle. Os Falcons norte-americanos aproveitaram, abrindo 14 a 0 na etapa inicial. No segundo tempo, o Brasil dominou as ações e conseguiu diminuir com Laurent em boa corrida, e teve chance de empate logo depois, mas um knock-on em situação de superioridade numérica no ataque acabou sepultando as chances dos Tupis, que ainda tentaram mais um ataque pela ponta esquerda, frustrado a metros do in-goal, deixando o Brasil na última colocação mais uma vez.

 

seven viña 2017 logo

Seven Viña 2017 – 2ª etapa do Circuito Sul-Americano de Sevens Masculino

Sábado, dia 14 de janeiro

Argentina 28 x 07 Brasil

Estados Unidos 10 x 12 Uruguai 

Fiji 33 x 00 Canadá

Chile 38 x 00 Colômbia

Argentina 24 x 05 Uruguai

Estados Unidos 12 x 05 Brasil

Fiji 36 x 05 Colômbia

Chile 27 x 14 Canadá  

Argentina 26 x 00 Estados Unidos

Uruguai 24 x 07 Brasil

Colômbia 12 x 36 Canadá

Fiji 31 x 12 Chile  

 

Classificação da 1ª fase

Grupo A: 1 Argentina, 2 Uruguai, 3 Estados Unidos, 4 Brasil

Grupo B: 1 Fiji, 2 Chile, 3 Canadá, 4 Colômbia  

 

Domingo, dia 15 de janeiro 1

Quartas de final – Argentina 19 x 07 Colômbia 

Quartas de final – Uruguai 05 x 26 Canadá

Quartas de final – Estados Unidos 10 x 26 Chile 

Quartas de final – Brasil 00 x 54 Fiji

Semifinal Bronze – Colômbia 26 X 14 Estados Unidos

Semifinal Bronze – Uruguai 26 X 00 Brasil

Semifinal Ouro – Argentina 19 X 17 Chile

Semifinal Ouro – Canadá 10 X 29 Fiji

Final Estímulo – Estados Unidos 14 X 07 Brasil

Final Bronze – Colômbia 05 X 21 Uruguai

Final Prata – Chile 28 X 14 Canadá

Final Ouro – Argentina 12 X 19 Fiji

 

Classificados para o Hong Kong Sevens: Espanha, Alemanha (Europa), Hong Kong, Sri Lanka (Ásia), Uganda,Namíbia (África), Tonga, Papua Nova Guiné (Oceania), Guiana, Jamaica (América do Norte/Caribe), Chile e Uruguai (América do Sul).

 

Brasil: Ariel Rodrigues (Jacareí), Bruno Garcia da Silva (Jacareí), Daniel Lima “Maranhão” da Silva (Rio Branco), Felipe Gomes Rosa (São José), Laurent Bourda-Couhet (Band Saracens), Mateus Estrela Miller Tavares (Niterói), Matheus Cruz Vergueiro e Silva (Jacareí)
, Matheus da Cruz “Matias” Daniel (Jacareí)
, Robert Tenório (Pasteur)
, Ronaldo da Silva Santos (Pasteur), Lucas “Zé” Tranquez (SPAC), Jacobus De Wet van Niekerk (Band Saracens);

 

SeleçãoTotalEtapa 1Etapa 2
Chile341717
Uruguai241212
Colômbia201010
Brasil140707

 
Foto: Seven Viña 2017