Foto: Mike Lee - KLC fotos for World Rugby

ARTIGO COM VÍDEOS – A Copa do Mundo de Sevens começou com o torneio feminino em São Francisco, nos Estados Unidos, e, com a competição sendo jogada em mata-mata simples, os perdedores da primeira rodada já deram adeus à luta pelo título. O Brasil entre eles, com as Yaras caindo diante do Canadá por 43 x 19, preparando-se agora para encarar às 20h46 o Japão, pelas quartas de final pelo 9º lugar.

Todos os jogos estão disponíveis AO VIVO no app do Mundial (com direito a realidade virtual dos bastidores do torneio), no site e Facebook da competição! Clique aqui para a prévia sobre o Torneio Feminino. Ligue-se em nossas redes sociais para ficar por dentro do que está rolando no Mundial – com Twitter ao vivo atualizando os placares em tempo real.

 

Bom jogo com a bola em mãos, mas falhas na defesa comprometem as Yaras

- Continua depois da publicidade -

O Brasil mostrou duas faces diante do favorito Canadá. Com a bola em mãos, o Brasil foi fantástico em alguns momentos, com jovens atletas como Bianca (19 anos!) e Rafa (18!) brilhando com atitude na camisa verde. Mas, inferior no porte físico e com sérios erros defensivos – de tackle e de posicionamento – o Brasil acabou caindo contra as canadenses pelos largos 43 x 19.

O jogo começou com o Canadá abrindo 14 x 00, com tries de Benn – rompendo a linha brasileira ainda no campo de defesa vermelho – e de Moleschi – explorando o mau posicionamento brasileiro no ruck. Mas Bianca respondeu com estilo, dando um side step desconcertante e arrancando na velocidade para o try. O Canadá, porém, respondeu imediatamente, com Greenshields correndo o campo todo para o terceiro try e Kaljuvee atropelando na potência física para abrir 24 x 07 antes do intervalo.

O segundo tempo começou empolgante para o Brasil, com Bianca disparando para seu segundo try, de novo na velocidade. O Canadá logo respondeu com try da artilheira Farella, mas o Brasil não se rendeu e Rafa ganhou metros e depois ainda deu lindo offload para Amanda cravar o terceiro try. Ainda havia esperança. Mas, como nos tries anteriores, a resposta vermelha foi imediata, com try na potência de Buisa. No fim, Watcham-Roy ainda marcou mais um, selando 43 x 19.


Nos demais jogos das oitavas de final não houve maiores surpresas. Os desafios começaram com um jogo parelho que teve a Espanha se impondo sobre Fiji por 19 x 12, com as Leonas segurando a reação fijiana no fim – o time do Pacífico ficou a milímetros do try do empate. A França se impôs sobre o Japão por 33 x 07, com Ciofani mostrando suas passadas largas, ao passo que a Rússia passou com 24 x 14 sobre uma aguerrida África do Sul, que flertou com o empate, mas caiu pela falta de experiência.

Depois do Brasil foram a campo as favoritas, com a Austrália passando pela Papua Nova Guiné por 34 x 05 – mas a festa foi mesmo da Papua pelo histórico try – enquanto a Nova Zelândia fez 37 x 00 no México.

O jogo mais quente rolou na sequência, com a Irlanda despachando a Inglaterra, em duelo de rivalidade que acabou em 19 x 14 para as irlandesas, despachando as vice campeãs de 2013. Murphy Crowe foi decisiva com 2 tries no segundo tempo para as verdes. E por fim os Estados Unidos não tiveram problemas para vencerem a China por 38 x 07, para o delírio da torcida da casa.

 

Copa do Mundo de Sevens – São Francisco 2018

Oitavas de final

Fiji 12 x 19 Espanha

França 33 x 07 Japão

Rússia 24 x 14 África do Sul

Canadá 43 x 19 Brasil

Austrália 34 x 05 Papua Nova Guiné

Nova Zelândia 37 x 00 México

Inglaterra 14 x 19 Irlanda

Estados Unidos 38 x 07 China

 

Quartas de final pelo Challenge Trophy

20h02 – México x Inglaterra

20h24 – Fiji x Papua Nova Guiné

20h46 – Japão x Brasil

21h08 – China x África do Sul

 

Quartas de final pelo Ouro

21h30 – Nova Zelândia x Irlanda

21h52 – Espanha x Austrália

22h14 – França x Canadá

22h36 – Estados Unidos x Rússia