Tudo pronto para o Mar del Plata American Sevens, com Brasil em campo!

No início do ano olímpico, a Seleção Brasileira Masculina de Rugby Sevens entra em campo para o primeiro desafio da temporada. Os Tupis estreiam no torneio American Sevens, em Mar del Plata (Argentina), nos próximos dias 9 e 10, sábado e domingo. A competição serve como preparação para a participação dos Tupis para o torneio de Viña del Mar (Chile), nos dias 16 e 17 de janeiro, que vale vaga no torneio de Hong Kong. O torneio de Mar del Plata não terá transmissão.

 

A equipe nacional embarcou durante a semana para o país vizinho e conta com jogadores experientes visando à competição. Antes da viagem, o elenco realizou trabalhos físicos, técnicos e táticos no Centro de Treinamento de São José dos Campos.

 

“A participação do Brasil com países em que o rugby já é tradicional é um fator imprescindível para melhorar o desempenho da nossa equipe. Estamos focados em um projeto de longo prazo visando ao desenvolvimento do rugby no Brasil, portanto o olhar nesse momento não deve ser para o placar, mas sim à performance coletiva do time e ações individuais em jogo”, comentou Andres Romagnoli, técnico da Seleção Brasileira.

 

Romagnoli apostou em quatro atletas que estiveram nos Jogos Pan-Americanos, incluindo os irmãos Moisés e Lucas Duque, que serão responsáveis pela criação na equipe. Rambo e Drudi completam o grupo dos que estiveram em Toronto, adicionando grande experiência em Série Mundial de Sevens e capacidade de finalização. Nomes que têm larga experiência com o grupo completam a equipe, com Alemão, Pedrinho, Bergo, Andrioli e Zé, que volta a marcar presença também no sevens. Laurent também volta ao elenco de sete, após ótima temporada no Band Saracens, ao passo que Robert, do Pasteur (ex Rugby para Todos) ganha sua chance, crescendo nos selecionados nacionais desde o juvenil. A grande novidade é Stefano Giantorno, brasileiro radicado na Argentina e atleta do San Luis, que já fez sua aparição no XV e agora ganha uma chance com Romagnoli.

 

O grande favorito ao torneio é a seleção da casa, a Argentina, do técnico Santiago Gómez Cora, que apostou em um elenco forte, com boa parte dos atletas do time principal que joga a Série Mundial de Sevens. Os Pumas encaram a competição como forte preparação para a sequência do ano. Correndo por fora, África do Sul, Estados Unidos e Canadá enviaram suas seleções de desenvolvimento, das quais poderão sair bons nomes. Os sul-africanos aparecem com o conjunto mais forte e experiente, pela presença de nomes importantes da equipe principal, como Frankie Horne e Carel Du Preez, ao passo que canadenses e estadunidenses são incógnitas maiores. No ano passado, o Brasil derrotou a seleção juvenil de sevens do Canadá em Viña del Mar.

 

Entre os sul-americanos, o Uruguai, Chile e Paraguai vão com força máxima, com atletas já bem conhecidos dos brasileiros. A vantagem é uruguaia pelo histórico recentes, pois os Teros não perdem dos Tupis desde 2013, acumulando já 6 vitórias seguidas. Contra o Chile, a vantagem recente é dos Cóndores, que venceram os dois últimos duelos, mas o Brasil garantiu uma vitória importante, em Viña del Mar, sobreos chilenos em 2015, que rendeu aos Tupis classificação a Hong Kong. Todos os resultados no último ano entre brasileiros, uruguaios e chilenos terminaram com somente um try de diferença. Contra o Paraguai, a vantagem é brasileira, com quatro vitórias nos últimos cinco jogos, sendo a última derrota em 2012. Porém, no duelo de 2015 os Tupis sofreram, garantindo o triunfo apenas na última bola.

 

Grupo A: África do Sul, Canadá, Uruguai e Paraguai
Grupo B: Argentina, Brasil, Chile e Estados Unidos.

 

Sábado, dia 9 de janeiro (horários de Brasília)

15h00 – Canadá x Uruguai
15h25 – África do Sul x Paraguai
15h50 – Estados Unidos x Chile
16h15 – Argentina x Brasil
16h40 – Canadá x Paraguai
17h05 – África do Sul x Uruguai
17h30 – Estados Unidos x Brasil
17h55 – Argentina x Chile
18h20 – Uruguai x Paraguai
18h45 – África do Sul x Canadá
19h10 – Brasil x Chile
19h35 – Argentina x Estados Unidos

 

Domingo, dia 10 de janeiro

Sábado, dia 9 de janeiro

15h00 – Canadá x Uruguai

15h25 – África do Sul x Paraguai

15h50 – Estados Unidos x Chile

16h15 – Argentina x Brasil

16h40 – Canadá x Paraguai

17h05 – África do Sul x Uruguai

17h30 – Estados Unidos x Brasil

17h55 – Argentina x Chile

18h20 – Uruguai x Paraguai

18h45 – África do Sul x Canadá

19h10 – Brasil x Chile

19h35 – Argentina x Estados Unidos

 

Domingo, dia 10 de janeiro

Quartas de final

15h00 – 2ºA x 3º B

15h25 – 3º A x 2º B

15h50 – 1º A x 4º B

16h15 – 1º B x 4º A

 

Semifinais Bronze

17h00

17h25

 

Semifinais Ouro

17h50

18h15

 

7º lugar

18h40

 

Final Bronze (5º lugar)

19h05

 

Final Prata (3º lugar)

19h35

 

Final Ouro (1º lugar)

20h10

 

*Horários de Brasília

 

Brasil

Arthur Bomfim Bergo (SPAC);

Pedro Henrique da Costa Lopes (São José);

Lucas Drudi Romeu (Jacareí);

Felipe Claro Sant’Ana Silva “Alemão” (SPAC);

Lucas Rodrigues Duque “Tanque” (São José);

Moisés Rodrigues Duque (São José);

Stefano Giantorno (San Luis, Argentina);

Rodrigo Jose Andrioli (São José);

Laurent Jose Bourda Couhet (Band Saracens);

Lucas Rainho Tranquez “Zé” (SPAC);

Gustavo Barreiros de Albuquerque “Rambo” (Curitiba);

Robert Aguinaldo Tenorio da Silva Santos (Pasteur);

 

África do Sul

Carel du Preez

Timothy Agaba

Frankie Horne

Dylan Sage

Dewald Human

Siviwe Soyizwapi

Sphamandla Ngcobo

Sibahle Maxwane

Sandile Ngcobo

Joel Booysen

Ruhan Nel

Donovan du Rand

 

Argentina

Luna, Fernando

Álvarez, Santiago

Schulz, Germán

Menendez, Nicolás

Muller, Axel

Tuculet, Segundo

González, Juan Cruz

Bruzzone, Nicolás

Etchart, Rodrigo

Ezcurra, Bautista

Riera, Joaquín

Sabato, Franco

 

Estados Unidos

ConRoy Smith

Alex Faison-Donahoe

Peter Malcolm

Aaron Davis

Aladdin Schirmer

Jope Motokana

Mike Teo

Seth Halliman

Kingsley McGowan

Tua Laei

Joey Sok

Anthony Welmers

 

Canadá

John Abraham

Philip Berna

Jorden Best

Admir Cejvanovic

Andrew Coe

Brendan McGovern

Matt Mullins

Danielle Pelletier

Mich Santilli

Nathan Yanagiya

Jack Smith

Jordan Wilson-Ross

Uruguai

Gabriel Puig (C)

Alejo Parra

Juan Diego Ormaechea,

Leandro Leivas

Mauro Daverio

Eugenio Plottie

Andrés Rocco

Eric Dos Santos

Guillermo Lijtenstein

Tomás Etcheverry

Mateo Tortorella

Juan Pablo Risso

 

Chile

Anton Petrowitsch

Francisco González

Claudio Velasquez

Pedro Verschae

Juan Pablo Larenas

Christian Huerta

Sergio Bascuñan

Francisco Urroz

Franco Velarde

Felipe Brangier

Julio Blanc

Marcelo Torrealba

 

Paraguai

Mateo Arévalo

Gonzalo Alvarado

Héctor Gayoso

Hugo Chaves

Carlos Icho Bareiro

Jorge Oxilia

Manuel Gilmorlis

Francisco Picho Gangoiti

Emilio Rodríguez

Juan Tajy Almada

Daniel Martínez

Lucas Aguilar

Camilo Sánchez

Comentários