Sábado e domingo já de decisão para o Brasil. Os Tupis irão encarar o Seven Viña 2017, a segunda e última etapa do novo Circuito Sul-Americano de Sevens masculino, que conta com 8 países, sendo 5 sul-americanos (Argentina, Uruguai, Chile, Brasil e Colômbia) e 3 convidados (Estados Unidos, Canadá e Fiji).

 

Para Brasil, Uruguai, Chile e Colômbia, equipes que não estão na elite mundial, o circuito vale as duas vagas da América do Sul no Hong Kong Sevens, a segunda divisão da Série Mundial de Sevens, e uma vaga para convidado nos torneios principais de Las Vegas e Vancouver para encarar o melhores times do planeta. E a primeira etapa, em Punta del Este, não foi nada positiva para o Brasil na perspectiva para lutar pelas vagas em disputa.

 

- Continua depois da publicidade -

No torneio uruguaio, o Brasil levou a campo um elenco jovem, com apenas um atleta olímpico e média de idade de somente 21 anos, iniciando o trabalho de Jake Mangin. A tendência foi repetida por todas as equipes, que levaram a Punta elencos jovens, iniciando suas reformulações após o último ciclo olímpico. Com lesões atrapalhando o curso da equipe e derrota para a Colômbia, o Brasil encerrou o torneio no último lugar, o que praticamente sepultou as esperanças dos Tupis irem a Las Vegas e Vancouver e dificultou muito o trajeto até Hong Kong. Isso porque o Chile, que mesclou atletas experientes com novatos, foi muito bem, terminando com o excelente terceiro lugar, que colocou os chilenos 10 pontos acima do Brasil como o melhor classificado entre os quatro times que jogam pelas vagas em questão. Jogando em casa, os Cóndores são agora os favoritos a serem os convidados para os torneios da Série Mundial.

 

Uruguai e Colômbia abriram vantagens menores sobre o Brasil, que abrem chance para os Tupis ainda perseguirem com realismo a segunda vaga da América do Sul em Hong Kong. Os Teros somam 5 pontos a mais que os Tupis e os Tucanos 3. Com isso, o Brasil precisará terminar acima de ambos em Viña, descontam a diferença, o que deverá requerer ao menos duas posições acima do Uruguai. Vale lembrar que a a pontuação no Circuito Sul-Americano é dada da seguinte maneira: Campeão: 22 pontos / Vice: 19 pontos / 3º lugar: 17 pontos / 4º: 15 pontos / 5º: 12 pontos / 6º: 10 pontos / 7º: 8 pontos / 8º: 7 pontos.

 

Para Viña, o Brasil terá duas novidades no elenco: a volta de Lucas “Zé” Tranquez, do SPAC, de volta de temporada na África do Sul, e o sul-africano De Wet, do Band Saracens, que substituem os lesionados Drudi e Matheus Cláudio. O grupo será, por acaso, o mesmo que de Punta, com o Brasil encarando Argentina, Estados Unidos (os Falcons, a seleção de desenvolvimento do país) e justamente o Uruguai, contra o qual a vitória é necessária. Todos os times avançarão às quartas de final, mas em jogo estará a fuga do indesejado duelo com Fiji.

 

Na briga pelo título do circuito, a Argentina saiu na frente de Fiji vencendo a final por 22 x 21, dando a certeza de mais uma disputa acirrada entre os favoritos no Chile.

 

O torneio não teve ainda transmissão para o Brasil. Publicaremos caso haja alguma transmissão.

 

seven viña 2017 logo

Seven Viña 2017 – 2ª etapa do Circuito Sul-Americano de Sevens Masculino

Grupo A: Argentina, Estados Unidos, Uruguai e Brasil

Grupo B: Fiji, Chile, Colômbia e Canadá

 

*Horários de Brasília

Sábado, dia 14 de janeiro

14h20 – Argentina x Brasil

14h40 – Estados Unidos x Uruguai

15h00 – Fiji x Canadá

15h20 – Chile x Colômbia

 

17h00 -Argentina x Uruguai

17h20 – Estados Unidos x Brasil

17h40 – Fiji x Colômbia

18h00 – Chile x Canadá

 

20h10 – Argentina x Estados Unidos

20h30 – Uruguai x Brasil

20h50 – Colômbia x Canadá

21h10 – Fiji x Chile

 

Domingo, dia 15 de janeiro

13h30 – Quartas de final

13h50 – Quartas de final

14h10 – Quartas de final

14h30 – Quartas de final

 

16h10 – Semifinal Bronze

16h30 – Semifinal Bronze

16h50 – Semifinal Ouro

17h10 – Semifinal Ouro

 

19h10 – Final Estímulo

19h30 – Final Bronze

19h50 – Final Prata

20h40 – Final Ouro

 

SeleçãoTotalEtapa 1Etapa 2
Chile341717
Uruguai241212
Colômbia201010
Brasil140707

 

Argentina: Renzo Barbier (San Luis), José Barros Sosa (Tucumán Lawn Tennis), Lautaro Bazán Vélez (Córdoba Athletic), Lucas Belloto (Huirapuca), Felipe Del Mestre (Pucará), Juan Delguy (Pucará), Matías Ferro (Tucumán Lawn Tennis), Luciano González (La Tablada), Nicolás Menéndez (Lomas Athletic), Matías Osadczuk (SITAS), Mauro Perotti (CASI), Joaquín Riera (Los Tarcos);

 

Brasil: Ariel Rodrigues (Jacareí), Bruno Garcia da Silva (Jacareí), Daniel Lima da Silva (Rio Branco), Felipe Gomes Rosa (São José), Laurent Bourda-Couhet (Band Saracens), Mateus Estrela Miller Tavares (Niterói), Matheus Cruz Vergueiro e Silva (Jacareí)
, Matheus da Cruz “Matias” Daniel (Jacareí)
, Robert Tenório (Pasteur)
, Ronaldo da Silva Santos (Pasteur), Lucas “Zé” Tranquez (SPAC), Jacobus De Wet van Niekerk (Band Saracens);

 

Canadá: Jake Thiel, Josiah Morra, Kevin Vertkas, Riley DiNardo, Aaron McLelland, Aidan McMullan, Kainoa Lloyd, Brett Johnson, Aaron Hersant, Crosby Stewart, Andrew Battaglia, Kyle Lagasca;

 

Chile: Franco Velarde (Viña Rugby), Ignacio Silva Aninat (Stade Français), Bernardo Moltedo Fonzo (Old Macks), Felipe Brangier (PWCC), Felipe Verschae González (Viña Rugby), Nicolás Herreros Escudero (Wests Bulldogs), Marcelo Torrealba Otero (Old Boys), Benjamín Devidts (Old Boys), Francisco Urroz (Old Reds), Lucas Westcott (Old Boys), Francisco Metuaze (Sporting), Julio Blanc Schilling (Old Boys);

 

Colômbia: Alejandro Vanegas Rodríguez, Sebastián Mejía, Andrés Felipe Alvarez Echeverri, Juan José Zapata Congote, Jhoan Sebastian Zurique Borja, Jhon Arley Urrutia Robledo, Juan Gabriel Dávila Metaute, Daniel Lopez Montoya, José Ricardo Ramirez Talero, Cristian Camilo Benítez, José Manuel Diosa Gómez, Brayan Campiño;

 

Estados Unidos: Walt Elder (Kansas City Blues), Alex Elkins (PRO Rugby Ohio), JP Eloff (PRO Rugby Ohio), Alexander Faison-Donahoe (Kutztown University), Matt Hughston (PRO Rugby Ohio), Cody Jerabek (PRO Rugby Sacramento), Tua Laei (Bingham Young University), Chris Mattina (University of Delaware), Aladdin Schirmer (Central Washington University), Punnarah ‘Joey’ Sok (Columbus), Keaweamahi ‘Havea’ Unufe (Eagles Squad), Anthony Welmers (Eagles 7s);

 

Fiji: Seru Cavuilati, Mesulame Kunavula, Levani Kurumudu, Meli Rusa, Semisi Matawalu, Amenoni Nasilasila, Kalione Nasoko, Sevuloni Naturudregadrega, Timoci Sinate, Rusiate Tadulala, Alivereti Veitokani, Nacanieli Lalalaba;

 

Uruguai: Gabriel Puig, Guillermo Strauch, Mateo Tortorella, Santiago Civetta, Federico Cibils, Sebastián Jansen, Lucas Durán, Ian Schmidt, Ignacio Inchausti, Ignacio García, Francisco Berchesi, Martín Fitipaldo;

 

Foto: Punta 7s – Sudamérica Rugby