ARTIGO COM VÍDEO – Brasil e Canadá estão preparados para duelarem nessa sexta-feira no Estádio do Pacaembu, em São Paulo, no grande encerramento da edição 2017 do Americas Rugby Championship, às 19h10, com transmissão ao vivo da ESPN.

 

A partida terá em jogo para os dois lados a quinta posição na tabela de classificação e pontos preciosos no Ranking Mundial. Hoje, Tupis e Canucks estão separados na classificação do Americas Rugby Champonship por 3 pontos e quem vencer terminará na frente do oponente. Para o Brasil, também estará em jogo escapar da última colocação, pois hoje os Tupis têm apenas 4 pontos a mais que o Chile, que irá ao Uruguai no sábado, já sabendo do resultado do Brasil, e sedento por uma vitória. Para o Canadá, uma vitória somada a uma derrota uruguaia o recolocaria no terceiro lugar, posição que os Canucks tiveram em 2016. Para os Tupis, quintos em 2016, o quarto lugar seria histórico, além de significar a primeira vitória na história sobre os canadenses, feito comparável à vitória sobre os Estados Unidos no ano passado. Em 2016, o Canadá jogou em casa contra o Brasil e venceu por 52 x 25, mas os Tupis festejaram a obtenção de nada menos que 3 tries na Colúmbia Britânica.

 

- Continua depois da publicidade -

Atualmente, o Canadá ocupa o 20º lugar no Ranking Mundial, sua pior colocação na história, após ter sido derrotado pela primeira vez em 15 anos pelo Uruguai na rodada passada. O Brasil é o 33º do Ranking e uma vitória colocaria o Brasil ao menos no 30º lugar do mundo – ou mesmo em 29º, caso o Chile sofra derrota dura e o Brasil vença de forma confortável, o que significaria os Tupis pela primeira vez na história acima dos Cóndores no Ranking mundial.

 

Rodolfo Ambrosio, técnico do Brasil, fez 7 alterações no XV brasileiro que perdeu para a Argentina. Na linha foram 2 mudanças, sendo que a volta de Lucas Duque, o Tanque, é o destaque, eu seu único jogo pelo Americas Rugby Championship, ganhando a 9 que era de Cruz. Na ponta, De Wet deu lugar a Stefano, que retorna. O trio de Tanque com a 9, Josh com a 10 e Moisés com a 12 é certamente um dos de maior qualidade que o Brasil já colocou em campo e a expectativa é de municiarem com qualidade os irmãos Sancery. Moisés, aliás, está na briga para ser o artilheiro de todo o Americas Rugby Championship 2017, somando até o momento 30 pontos, 6 a menos que Ben Cima, dos Estados Unidos.

 

Já no pack, foram 5 mudanças (ou seja, quase o pack inteiro). Na terceira linha, Ige foi para o banco e Bergo ganhou a titularidade. Na segunda linha, Diegão e Paganini deram lugar à volta da dupla Bruxinho e Monstro, enquanto na primeira linha os dois pilares mudaram, entrando Chabal e Pedrinho Pengaló nos postos de Nelson e Caique. Missão brasileira de se impor no pack sobre um time canadense que foi totalmente dominado em seu primeiro tempo no setor contra o Uruguai na rodada passada.

 

Mais novidades estarão no banco, com destaque para a volta de Lucas Tranquez, o Zé. Além dele, os jovens Matheus Cláudio, Matheus “Blade” Rocha e Luan “Big” Almeida, da canteira do Jacareí, estarão no grupo, além de Cruz.

 

Mark Anscombe, o técnico neozelandês do Canadá, também promoveu muitas trocas após a derrota para o Uruguai. Os Canucks tiveram 6 mexidas. O jovem asa Matt Beaukeboom, do time de aspirantes do Pau, se juntará como titular com seu irmão Brett, segunda linha que joga profissionalmente na Inglaterra, enquanto Eric Howard, hooker, e Liam Chisholm, segunda linha, completam as mudanças no pack, que sofreu nas formações de scrum e mauls contra os Teros, mas prevaleceu no lateral, ainda que com mais erros do que o saudável também no alinhamento. No banco, Anscombe deixou o primeira linha Sears-Duru, que joga o PRO12 pelo Glasgow e poderá levar perigo na segunda etapa, assim como o experiente hooker Barkwill, que jogou pelo Force, da Austrália, o Super Rugby em 2012. Destaque no XV para o pilar Matt Tierney, do Pau, do Top 14 francês, essencial para que os Canucks voltem a ter a força no pack de outrora, o que será determinante no duelo com os Tupis.
 

Na linha, outras 3 trocas, com o abertura Povey sendo trocado por Bowd, que fará dupla com o chutador e capitão McRorie, companheiro de seleção regional do Praire Wolf Pack. A camisa 10 vem sendo um problema para Anscombe. O veterano scrum-half Phil Mack será opção no banco, mesmo depois de melhorar a equipe no segundo tempo contra os Teros. A camisa 15 também teve troca, com Staller indo para o banco e dando espaço a Du Toit, enquanto McDonell ganhou a 11. Nomes de peso do rugby canadense que atuam na Europa seguiram de fora, como os pontas Taylor Paris, Jeff Hassler e DTH van der Merwe e o oitavo Tyler Ardron.

 

tupi logoversus copiarcanada copy copy

19h10 – Brasil x Canadá, em São Paulo (Pacaembu) – ESPN AO VIVO

Árbitro: Damián Schneider (Argentina)

 

Brasil: 1 Jonatas Paulo “Chabal” (Band Saracens), 2 Yan Rosetti (CUBA, Argentina/URBA Top 14), 3 Pedro Bengaló (Desterro), 4 Lucas Piero “Bruxinho” (Desterro), 5 Luiz Vieira “Monstro” (Villefranche-sur-Saône, França/4ª divisão), 6 André Arruda “Buda” (Desterro), 7 Arthur Bergo (SPAC), 8 NicK Smith (SPAC) (c), 9 Lucas Duque “Tanque” (São José), 10 Josh Reeves (Jacareí), 11 Stefano Giantorno (Poli), 12 Moisés Duque (São José), 13 Felipe Sancery (São José), 14 Ariel Rodrigues (Jacareí), 15 Daniel Sancery (São José);

 
Suplentes: 16 Luan Almeida “Big” (Jacareí), 17 Wilton Rebolo “Nelson” (São José), 18 Matheus Rocha “Blade” (Jacareí), 19 Diego Lopez “Diegão” (Pasteur), 20 João Luiz da Ros “Ige” (Desterro), 21 Matheus Cruz (Jacareí), 22 Matheus Cláudio (Jacareí), 23 Lucas Tranquez “Zé” (SPAC);

 

Canadá: 1 Rob Brouwer (Ontario Blues), 2 Eric Howard (Ontario Blues), 3 Matt Tierney (Pau, França/Top 14), 4 Brett Beukeboom (Cornish Pirates, Inglaterra/2ª divisão), 5 Liam Chisholm (BC Bears), 6 Matt Beukeboom (Pau Espoirs, França/time B), 7 Lucas Rumball (Ontario Blues), 8 Admir Cejvanovic (BC Bears), 9 Gordon McRorie (Praire Wolf Pack) (c), 10 Gradyn Bowd (Praire Wolf Pack), 11 Rory McDonell (Ontario Blues), 12 Nick Blevins (Praire Wolf Pack), 13 Conor Trainor (Vannes, França/2ª divisão), 14 Dan Moor (Ontario Blues), 15 Guiseppe du Toit (BC Bears);

 

Suplentes: 16 Ray Barkwill (Ontario Blues), 17 Djustice Sears-Duru (Glasgow Warriors, Escócia/PRO12), 18 Cole Keith (Atlantic Rock), 19 Reegan O’Gorman (Marist, Nova Zelândia/clube amador), 20 Clay Panga (Praire Wolf Pack), 21 Phil Mack (BC Bears), 22 George Barton (Clermont Espoirs, França/time B), 23 Brock Staller (BC Bears);

 

Ingressos: StubHub.com.br

1º lote – R$22,00 (inteira) e R$11,00 (meia)

2º lote – R$26,00 (inteira) e R$13,00 (meia)

Bilheterias, na hora do jogo – R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia)

Cadeira coberta, 1º lote – R$60,00 (inteira) e R$30,00 (meia)

Área VIP, lote único – R$120,00 (comente inteira)

 

Classificação do Americas Rugby Championship

EquipeApelidoPJVED4+-7PPPCSP
Estados UnidosEagles2354104021596119
Argentina XVArgentina XV2254103022862166
UruguaiTeros15530221120125-5
BrasilTupis852030063179-116
CanadáCanucks8510422112127-15
ChileCóndores050050051200-149

 

Jogo de 2016

 
Foto: Fotojump