BC Place recebendo a Série Mundial em 2018. Foto: Rugby Canada

O BC Place, principal estádio de Vancouver, receberá entre sábado e domingo (dias 9 e 10) a etapa do Canadá da Série Mundial de Sevens Masculina – a 6ª de 10 etapas da temporada 2018-19.

Todos os jogos serão transmitidos ao vivo na página oficial do circuito (clique aqui).

Após a etapa do Carnaval em Las Vegas, os Estados Unidos se isolaram na liderança do circuito, derrotando a Nova Zelândia na semifinal. Fiji também desapontou e agora neozelandeses e fijianos estão desesperados para reverterem o prejuízo antes da reta final da temporada. Enquanto isso, Inglaterra e África do Sul jogam ponto a ponto pelo 4º lugar, crucial uma vez que os 4 primeiros colocados do circuito ganharão vaga direta nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020.

A luta contra o rebaixamento segue quente com Gales e Japão também jogando ponto a ponto contra a lanterna, ao passo que a etapa canadense ainda contatará com a sensação Chile, equipe convidada do torneio que já fez sucesso em Las Vegas vencendo a França e empatando com a África do Sul. Olho neles!

- Continua depois da publicidade -

 

O que esperar do torneio?

  • Os Estados Unidos se sagraram campeões em Las Vegas mesmo sem contarem com o craque Perry Baker. Carlin Isles, Martin Iosefo, Steve Tomasin e Ben Pinkelman seguem brilhando pelos EUA e o favoritismo é pleno para as Águias no Grupo A;
  • No entanto, os EUA terão briga intensa pelo primeiro lugar com a desesperada África do Sul, que caiu para o 5º lugar geral e precisa reagir. O Chile está novamente no caminho dos Boks, enquanto Gales fecha a chave;
  • Samoa e Fiji prometem clássico do Pacífico intenso pela ponta do Grupo B. Samoa voltou ao protagonismo com o vice campeonato de Las Vegas, liderada pelos excelentes Afamasaga e Solia. Mas Fiji é superior e tem o maior número de vitórias na temporada, com Jerry Tuwai ainda brilhante na liderança do time;
  • Os donos da casa, o Canadá, completam o Grupo B e sonham em fazer a festa da torcida derrubando um dos favoritos, com Nathan Hirayama entre os melhores do circuito. O Quênia completa a chave;
  • O Grupo C é encabeçado pela Nova Zelândia dos craques Molia, Knewstubb e, claro, do ídolo Mikkelson. Pela frente a principal concorrente é a Austrália, de Porch e O’Donnell, que precisa de uma grande campanha em Vancouver para voltar a sonhar com o G4. Espanha, sempre perigosa, e a decepcionante França correm por fora;
  • Já no Grupo D o favoritismo é da ascendente Inglaterra, embalada pelo 4º lugar na temporada. Mas a Argentina foi superior em Las Vegas e sonha alto, pensando em mais uma semifinal para também voltar a pensar no G4. Escócia e Japão correm por fora;

 

 SeleçãoPontuação totalEtapa 1Etapa 2Etapa 3Etapa 4Etapa 5Etapa 6Etapa 7Etapa 8Etapa 9Etapa 10
Fiji18613222215121722192222
EUA17719191919221517151715
Nova Zelândia16222151722171312121319
África do Sul14812171513102210221017
Inglaterra11417138171312101725
Austrália10415101012108510195
Samoa1078712319101513812
França99752101191981513
Argentina941085815101310510
Escócia721010131858773
Canadá59551053715108
Espanha49512510733211
Quênia3713715153110
Gales313215252551
Japão272117127132
Campeões por etapaNZLFIJFIJNZLEUAAFSFIJAFSFIJFIJ
- 1ª ao 4º colocados = classificados aos Jogos Olímpicos Tóquio 2020
- 15º colocado = rebaixamento;

Obs 1: Japão já está classificado aos Jogos Olímpicos;
Obs 2: Inglaterra, Gales e Escócia não disputam os Jogos Olímpicos, sendo representados pela Grã-Bretanha. A seleção inglesa foi designada para buscar a qualificação da Grã-Bretanha. Os resultados de Escócia e Gales não valerão para qualificar a seleção britânica;
Obs 3: nossa tabela não mostra a pontuação das equipes convidadas


Pontuação:
1º - 22 pontos; 2º - 19 pts; 3º - 17 pts; 4º - 15 pts;
5º - 13 pts; 6º - 12 pts; 7º e 8º - 10 pts;
9º - 8 pts; 10º - 7 pts; 11º e 12º - 5 pts;
13º - 3 pts; 14º - 2 pts; 15º e 16º - 1 pt.

 

HSBC Sevens World Series 2018-19 – Série Mundial de Sevens – 5ª etapa masculina, em Las Vegas, EUA

Grupo A: Estados Unidos, África do Sul, Chile e Gales

Grupo B: Samoa, Fiji, Quênia e Canadá

Grupo C: Nova Zelândia, Austrália, Espanha e França

Grupo D: Argentina, Inglaterra, Escócia e Japão

 

*Horários de Brasília

Sábado, dia 09 de março

14h08 – Inglaterra x Escócia

14h30 – Argentina x Japão

14h52 – Austrália x Espanha

15h14 – Nova Zelândia x França

15h39 – Fiji x Quênia

16h01 – Samoa x Canadá

16h23 – África do Sul x Chile

16h45 – Estados Unidos x Gales

 

17h37 – Inglaterra x Japão

17h59 – Argentina x Escócia

18h21 – Austrália x França

18h43 – Nova Zelândia x Espanha

19h08 – Fiji x Canadá

19h30 – Samoa x Quênia

19h52 – África do Sul x Gales

20h14 – Estados Unidos x Chile

 

21h08 – Escócia x Japão

21h31 – Argentina x Inglaterra

21h53 – Espanha x França

22h15 – Nova Zelândia x Austrália

22h40 – Quênia x Canadá

23h02 – Samoa x Fiji

23h24 – Chile x Gales

23h46 – Estados Unidos x África do Sul

 

Domingo, dia 10 de março

13h30 – Quartas de final Challenge Trophy (9º lugar) – 3A x 4D

13h52 – Quartas de final Challenge Trophy (9º lugar) – 3C x 4B

14h14 – Quartas de final Challenge Trophy (9º lugar) – 3D x 4A

14h36 – Quartas de final Challenge Trophy (9º lugar) – 3B x 4C

15h08 – Quartas de final Ouro – 1A x 2D

15h30 – Quartas de final Ouro – 1C x 2B

15h52 – Quartas de final Ouro – 1D x 2A

16h14 – Quartas de final Ouro – 1B x 2C

 

16h46 – Semifinal pelo 13º lugar

17h08 – Semifinal pelo 13º lugar

17h30 – Semifinal pelo Challenge Trophy (9º lugar)

17h52 – Semifinal pelo Challenge Trophy (9º lugar)

18h24 – Semifinal pelo 5º lugar

18h46 – Semifinal pelo 5º lugar

19h08 – Semifinal pelo Ouro

19h30 – Semifinal pelo Ouro

 

20h12 – Decisão de 13º lugar

20h37 – Challenge Trophy (9º lugar)

21h07 – Decisão de 5º lugar

21h52 – Decisão de Bronze (3º lugar)

22h19 – FINAL – Decisão de Ouro (1º lugar)