BC Place recebendo a Série Mundial em 2018. Foto: Rugby Canada

O BC Place, principal estádio de Vancouver, receberá entre sábado e domingo (dias 9 e 10) a etapa do Canadá da Série Mundial de Sevens Masculina – a 6ª de 10 etapas da temporada 2018-19.

Todos os jogos serão transmitidos ao vivo na página oficial do circuito (clique aqui).

Após a etapa do Carnaval em Las Vegas, os Estados Unidos se isolaram na liderança do circuito, derrotando a Nova Zelândia na semifinal. Fiji também desapontou e agora neozelandeses e fijianos estão desesperados para reverterem o prejuízo antes da reta final da temporada. Enquanto isso, Inglaterra e África do Sul jogam ponto a ponto pelo 4º lugar, crucial uma vez que os 4 primeiros colocados do circuito ganharão vaga direta nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020.

A luta contra o rebaixamento segue quente com Gales e Japão também jogando ponto a ponto contra a lanterna, ao passo que a etapa canadense ainda contatará com a sensação Chile, equipe convidada do torneio que já fez sucesso em Las Vegas vencendo a França e empatando com a África do Sul. Olho neles!

- Continua depois da publicidade -

 

O que esperar do torneio?

  • Os Estados Unidos se sagraram campeões em Las Vegas mesmo sem contarem com o craque Perry Baker. Carlin Isles, Martin Iosefo, Steve Tomasin e Ben Pinkelman seguem brilhando pelos EUA e o favoritismo é pleno para as Águias no Grupo A;
  • No entanto, os EUA terão briga intensa pelo primeiro lugar com a desesperada África do Sul, que caiu para o 5º lugar geral e precisa reagir. O Chile está novamente no caminho dos Boks, enquanto Gales fecha a chave;
  • Samoa e Fiji prometem clássico do Pacífico intenso pela ponta do Grupo B. Samoa voltou ao protagonismo com o vice campeonato de Las Vegas, liderada pelos excelentes Afamasaga e Solia. Mas Fiji é superior e tem o maior número de vitórias na temporada, com Jerry Tuwai ainda brilhante na liderança do time;
  • Os donos da casa, o Canadá, completam o Grupo B e sonham em fazer a festa da torcida derrubando um dos favoritos, com Nathan Hirayama entre os melhores do circuito. O Quênia completa a chave;
  • O Grupo C é encabeçado pela Nova Zelândia dos craques Molia, Knewstubb e, claro, do ídolo Mikkelson. Pela frente a principal concorrente é a Austrália, de Porch e O’Donnell, que precisa de uma grande campanha em Vancouver para voltar a sonhar com o G4. Espanha, sempre perigosa, e a decepcionante França correm por fora;
  • Já no Grupo D o favoritismo é da ascendente Inglaterra, embalada pelo 4º lugar na temporada. Mas a Argentina foi superior em Las Vegas e sonha alto, pensando em mais uma semifinal para também voltar a pensar no G4. Escócia e Japão correm por fora;

 

 SeleçãoPontuação totalEtapa 1Etapa 2Etapa 3Etapa 4Etapa 5Etapa 6Etapa 7Etapa 8Etapa 9Etapa 10
EUA113191919192215
Nova Zelândia106221517221713
Fiji101132222151217
África do Sul89121715131022
Inglaterra8017138171312
Austrália6515101012108
Samoa59871231910
Argentina56108581510
Escócia47101013185
França4475210119
Espanha4251251073
Canadá355510537
Gales18321525
Quênia18137151
Japão14211712
- 1ª ao 4º colocados = classificados aos Jogos Olímpicos Tóquio 2020
- 15º colocado = rebaixamento;

Obs 1: Japão já está classificado aos Jogos Olímpicos;
Obs 2: Inglaterra, Gales e Escócia não disputam os Jogos Olímpicos, sendo representados pela Grã-Bretanha. A seleção inglesa foi designada para buscar a qualificação da Grã-Bretanha. Os resultados de Escócia e Gales não valerão para qualificar a seleção britânica;
Obs 3: nossa tabela não mostra a pontuação das equipes convidadas


Pontuação:
1º - 22 pontos; 2º - 19 pts; 3º - 17 pts; 4º - 15 pts;
5º - 13 pts; 6º - 12 pts; 7º e 8º - 10 pts;
9º - 8 pts; 10º - 7 pts; 11º e 12º - 5 pts;
13º - 3 pts; 14º - 2 pts; 15º e 16º - 1 pt.

 

HSBC Sevens World Series 2018-19 – Série Mundial de Sevens – 5ª etapa masculina, em Las Vegas, EUA

Grupo A: Estados Unidos, África do Sul, Chile e Gales

Grupo B: Samoa, Fiji, Quênia e Canadá

Grupo C: Nova Zelândia, Austrália, Espanha e França

Grupo D: Argentina, Inglaterra, Escócia e Japão

 

*Horários de Brasília

Sábado, dia 09 de março

14h08 – Inglaterra x Escócia

14h30 – Argentina x Japão

14h52 – Austrália x Espanha

15h14 – Nova Zelândia x França

15h39 – Fiji x Quênia

16h01 – Samoa x Canadá

16h23 – África do Sul x Chile

16h45 – Estados Unidos x Gales

 

17h37 – Inglaterra x Japão

17h59 – Argentina x Escócia

18h21 – Austrália x França

18h43 – Nova Zelândia x Espanha

19h08 – Fiji x Canadá

19h30 – Samoa x Quênia

19h52 – África do Sul x Gales

20h14 – Estados Unidos x Chile

 

21h08 – Escócia x Japão

21h31 – Argentina x Inglaterra

21h53 – Espanha x França

22h15 – Nova Zelândia x Austrália

22h40 – Quênia x Canadá

23h02 – Samoa x Fiji

23h24 – Chile x Gales

23h46 – Estados Unidos x África do Sul

 

Domingo, dia 10 de março

13h30 – Quartas de final Challenge Trophy (9º lugar) – 3A x 4D

13h52 – Quartas de final Challenge Trophy (9º lugar) – 3C x 4B

14h14 – Quartas de final Challenge Trophy (9º lugar) – 3D x 4A

14h36 – Quartas de final Challenge Trophy (9º lugar) – 3B x 4C

15h08 – Quartas de final Ouro – 1A x 2D

15h30 – Quartas de final Ouro – 1C x 2B

15h52 – Quartas de final Ouro – 1D x 2A

16h14 – Quartas de final Ouro – 1B x 2C

 

16h46 – Semifinal pelo 13º lugar

17h08 – Semifinal pelo 13º lugar

17h30 – Semifinal pelo Challenge Trophy (9º lugar)

17h52 – Semifinal pelo Challenge Trophy (9º lugar)

18h24 – Semifinal pelo 5º lugar

18h46 – Semifinal pelo 5º lugar

19h08 – Semifinal pelo Ouro

19h30 – Semifinal pelo Ouro

 

20h12 – Decisão de 13º lugar

20h37 – Challenge Trophy (9º lugar)

21h07 – Decisão de 5º lugar

21h52 – Decisão de Bronze (3º lugar)

22h19 – FINAL – Decisão de Ouro (1º lugar)