Sharks estão voando no Super Rugby. Foto: Super Rugby

ARTIGO COM VÍDEOS – O Super Rugby tem novo líder – e merecido. Os Sharks seguiram crescendo e foram premiados derrotando o Jaguares argentinos para assumirem a ponta da competição.

Os Sharks se beneficiaram dos Stormers folgando na rodada e fizeram valer o mando de jogo derrotando em Durban (África do Sul) os argentinos por 33 x 19. Os anfitriões começaram com tudo com tries de Hyron Andrews, em ação envolvente de mão, e Notsche, aproveitando penal rápido. Carreras deu o troco apanhando chute cruzado de Bonilla para reduzir para os Jaguares, mas a resposta dos Sharks foi implacável, com try de Esterhuizen em contra-ataque. Tuculet cruzou o in-goal para os Jaguares antes do intervalo, mas 2 penais de Curwin Bosch e try de Van Vuuren aos 52′ liquidaram a fatura para os Sharks. Cancelliere marcou um último try para os argentinos, porém sem tempo para reação.

Enquanto isso, a Conferência Australiana/Japonesa viu os Brumbies seguirem com tudo com vitória sobre os Sunwolves por 47 x 14. Jogo de 7 tries a 2 em Wollongong (onde os Sunwolves jogaram, por conta da crise do coronavírus na Ásia).

Já a Conferência Neozelandesa tem como líderes os Chiefs, que atropelaram na Austrália os Waratahs por 51 x 14, em outro jogo de 7 tries a 2. Brad Weber foi destaque com 2 tries para os Chiefs, enquanto Stevenson, Wainui, Boshier, Alaimalo e Lienert-Brown também cruzaram o in-goal.

Os Crusaders também venceram, mas falharem em obterem o bônus. 24 x 20 em casa contra o humilde Reds, em jogo que a torcida dos ‘Saders ficou alarmada. Os Reds foram melhores em vários momentos, marcaram 4 tries e só não venceram porque simplesmente desperdiçaram todas as conversões.

A Nova Zelândia ainda assistiu a um clássico nacional com os Hurricanes recebendo os Blues – e sendo derrotados por 24 x 15. Mesmo sem Beauden Barrett em campo, os Blues voaram com Perofeta, Black, Marchant & cia. Akira Ioane e Telea cruzaram o in-goal para os visitantes, que venceram com um penal try no fim (de Jordie Barrett, dando um tapa em passe que poderia resultar em try dos Blues). Porém, o momento crucial foi o cartão vermelho para Lomax, aos 47′, que deixou os Hurricanes com 14 homens prematuramente.

Os Highlanders, por outro lado, foram mais uma vez derrotados e seguem com campanha terrível. 38 x 13 na África do Sul contra os Bulls, que finalmente venceram uma partida na competição, com direito a hat-trick (3 tries) do craque do sevens Rosko Speckman.

Por fim, os Rebels derrotaram bem os Lions, que caíram para a lanterna da Conferência Sul-Africana/Argentina. 37 x 17, em 5 tries a 2.

Super Rugby – Liga do Hemisfério Sul

Sunwolves 14 x 47 Brumbies

- Continua depois da publicidade -

Crusaders 24 x 20 Reds

Waratahs 14 x 51 Chiefs

Hurricanes 15 x 24 Blues

Rebels 37 x 17 Lions

Sharks 33 x 19 Jaguares

Bulls 38 x 13 Highlanders

 EquipeConferênciaPaísCidadeJogosPontos
sharks SR copy copySharksÁfrica do Sul/ArgentinaÁfrica do SulDurban724
CrusadersNova ZelândiaNova ZelândiaChristchurch623
Brumbies logo copyBrumbiesAustrália/JapãoAustráliaCanberra623
BluesNova ZelândiaNova ZelândiaAuckland722
ChiefsChiefsNova ZelândiaNova ZelândiaHamilton619
JaguaresÁfrica do Sul/ArgentinaArgentinaBuenos Aires717
HurricanesNova ZelândiaNova ZelândiaWellington617
Stormers_Rugby.svgStormersÁfrica do Sul/ArgentinaÁfrica do SulCidade do Cabo617
RebelsAustrália/JapãoAustráliaMelbourne613
RedsAustrália/JapãoAustráliaBrisbane713
Highlanders NZ rugby union team logo.svgHighlandersNova ZelândiaNova ZelândiaDunedin67
BullsÁfrica do Sul/ArgentinaÁfrica do SulPretória66
LionsÁfrica do Sul/ArgentinaÁfrica do SulJoanesburgo65
WaratahsAustrália/JapãoAustráliaSydney65
SunwolvesAustrália/JapãoJapãoTóquio64
- Vitória = 4 pontos;
– Empate = 2 pontos;
– Derrota = 0 pontos;
– Vencer marcando 3 ou mais tries que o oponente = 1 ponto extra;
– Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto extra;

- Classificam-se às quartas de final o 1º colocado de cada uma das 3 conferências + os 5 melhores da classificação geral;