Foto: SuperSport

ARTIGO COM VÍDEOS – África do Sul e Austrália tiveram um sábado bastante positivo. Os Springboks foram a Edimburgo e venceram onde a Escócia raramente perde, 26 x 20 suados, ao passo que os Wallabies cresceram em Padova e derrotaram a Itália por 26 x 07.

A Itália receberá a Nova Zelândia no próximo sábado, ao passo que a Austrália visitará a Inglaterra. Já a Escócia receberá a Argentina, enquanto a África do Sul visitará Gales.

 

Wallabies se impõem na Itália

- Continua depois da publicidade -

A Itália estava sedenta por uma inédita vitória sobre a Austrália e começou com tudo o jogo em Padova contra os Wallabies. Mas acabou sendo superada sem maiores sustos para os australianos, que triunfaram por 26 x 07.

No começo do jogo foram 2 tries italianos anulados. O primeiro, de Negri, que pisou na linha na hora de finalizar, depois de lida jogada de Hayward. E o segundo de Tebaldi, que interceptou passe para correr para o in-goal. O impedimento de Tebaldi foi marcado, gerando debate.

A Austrália respondeu com pressão de seu pack, mas a Itália resistiu e também levou perigo, com Campagnaro correndo para ser detido a poucos metros do try. Foi somente com escapada de Pocock aos 29′ que a Austrália marcou o primeiro try, com Koroibete. E ele próprio marcou o segundo antes do intervalo, em troca de passes com Ashley-Cooper, abrindo 14 x 00 para os Wallabies.

O segundo tempo começou desastroso para os Azzurri, que viram Tupou atropelar para o terceiro try australiano. Bellini respondeu na hora correndo para o primeiro try italiano, mas parou por aí a reação. Scott Sio recebeu amarelo para a Austrália, mas a Itália não conseguiu encostar no placar. E no finzinho Will Genia cravou o try final para os Wallabies.

 

07versus copiar26

Itália 07 x 26 Austrália, em Padova

Árbitro: Pascal Gauzère (França)

Itália

Try: Bellini

Conversão: Allan (1)

15 Jayden Hayward; 14 Tommaso Benvenuti, 13 Michele Campagnaro, 12 Tommaso Castello, 11 Mattia Bellini; 10 Tommaso Allan, 9 Tito Tebaldi; 8 Abraham Steyn, 7 Jake Polledri, 6 Sebastian Negri; 5 Dean Budd, 4 Alessandro Zanni; 3 Simone Ferrari, 2 Leonardo Ghiraldini (c), 1 Andrea Lovotti;

Suplentes: 16 Luca Bigi, 17 Cherif Traorè, 18 Tiziano Pasquali, 19 Marco Fuser, 20 Johan Meyer, 21 Guglielmo Palazzani, 22 Carlo Canna, 23 Luca Morisi;

Austrália

Tries: Koroibete (2), Tupou e Genia

Conversões: Toomua (3)

15 Israel Folau, 14 Adam Ashley-Cooper, 13 Samu Kerevi, 12 Bernard Foley, 11 Jordan Petaia, 10 Matt Toomua, 9 Jake Gordon, 8 David Pocock, 7 Michael Hooper (c), 6 Jack Dempsey, 5 Adam Coleman, 4 Izack Rodda, 3 Taniela Tupou, 2 Folau Fainga’a, 1 Scott Sio ;

Suplentes: 16 Tatafu Polota-Nau, 17 Jermaine Ainsley, 18 Sekope Kepu, 19 Rory Arnold, 20 Pete Samu, 21 Will Genia, 22 Kurtley Beale, 23 Dane Haylett-Petty;

 

Deu Springboks em Murrayfield

Apenas 1 derrota nos últimos 10 jogos em Edimburgo. Era esse o tamanho do entusiasmo que rodeava a Escócia para o desafio diante da África do Sul. Mas os Springboks venceram um jogo de detalhes e vão mostrando força na turnê europeia.

O primeiro try da partida foi sul-africano, com o abertura Handré Pollard mostrando por que foi eleito o melhor da partida. Infiltração para servir o jovem scrum-half Papier e, na sequência, Kriel cruzou o in-goal. A resposta, no entanto, foi rápida e brilhante. Huw Jones esbanjou talento com dois passes reversos na linha escocesa, primeiro abrindo espaço para Maitland disparar e, depois, servindo Peter Horne para o try. Mágico.

Aos 21′, os Springboks deram o troco com Pollard de novo brilhante, fintando na ponta para cravar o segundo try sul-africano. Pollard ainda trocou penais com Laidlaw e, antes do intervalo, Hamish Watson marcou outro belo try para a Escócia, rompendo em lateral inteligente. Mas Pollard pôs os Boks na frente antes da pausa, 20 x 17 com penal.

Laidlaw e Pollard trocaram novos penais no início do segundo tempo e Pollard ainda teve um penal acertando a trave. Finn Russell, por sua vez, lamentou drop goal aos 63′ na trave, com o jogo seguindo dramático em aberto. Porém, os Springboks cresceram no fim, acumulando mais território e arrancando os 3 pontos da vitória com penal aos 73′, chutado por Jantjies. Fim de papo, 26 x 20 para os sul-africanos, em um jogão.


20versus copiar26

Escócia 20 x 26 África do Sul, em Edimburgo

Árbitro: Romain Poite (França)

Escócia

Tries: Horne e Watson

Conversões: Laidlaw (2)

Penais: Laidlaw (2)

15 Stuart Hogg, 14 Tommy Seymour, 13 Huw Jones, 12 Pete Horne, 11 Sean Maitland, 10 Finn Russell, 9 Greig Laidlaw (c), 8 Ryan Wilson, 7 Hamish Watson, 6 Sam Skinner, 5 Jonny Gray, 4 Ben Toolis, 3 Willem Nel, 2 Stuart McInally, 1 Gordon Reid;

Suplentes: 16 Fraser Brown, 17 Allan Dell, 18 Simon Berghan, 19 Josh Strauss, 20 Jamie Ritchie, 21 Ali Price, 22 Adam Hastings, 23 Chris Harris;

África do Sul

Tries: Kriel e Pollard

Conversões: Pollard (2)

Penais: Pollard (3) e Jantjies (1)

15 Willie le Roux, 14 Sbu Nkosi, 13 Jesse Kriel, 12 Damian de Allende, 11 Aphiwe Dyantyi, 10 Handré Pollard, 9 Embrose Papier, 8 Duane Vermeulen, 7 Pieter-Steph du Toit, 6 Siya Kolisi (c), 5 Franco Mostert, 4 RG Snyman, 3 Frans Malherbe, 2 Malcolm Marx, 1 Steven Kitshoff;

Suplentes: 16 Bongi Mbonambi, 17 Thomas du Toit, 18 Vincent Koch, 19 Lood de Jager, 20 Francois Louw, 21 Ivan van Zyl, 22 Elton Jantjies, 23 Cheslin Kolbe;