Foto; Springboks

ARTIGO COM VÍDEO – O Ellis Park (Emirates Stadium), em Joanesburgo, foi o palco da abertura do Rugby Championship neste sábado e a torcida da casa saiu satisfeita com o desempenho da África do Sul contra uma combalida Austrália. Colocando em campo um time longe da força máxima, os Springboks se impuseram por 35 x 17, mostrando profundidade inspiradora em seu elenco. Já os Wallabies só lamentaram, ainda mais com um time próximo daquele que deverá jogar o Mundial.

Os Springboks começaram melhores o jogo e logo aos 11′, após arrancarem um turnover, a bola foi movimentada rápida, com direito a belo tapa de Esterhuizen, até Nkosi, que disparou na ponta e serviu o debutante scrum-half Herschel Jantjies para marcar o primeiro try do jogo.

Os Wallabies responderam com penal certeiro de Foley e, aos 18′, tiveram try de Lukhan Salakaia-Loto (ex Lukhan Tui) anulado por passe para a frente. O momento parecia virar a favor dos visitantes quando Esterhuizen levou cartão amarelo, aos 20′, mas foi a África do Sul que somou pontos com um homem a menos, com o terceira linha Piet-Steph Du Toit desferindo um chute inteligente para o fundo do campo, com Herschel Jantjies apanhando a sendo impedido de fazer o try a centímetros do apoio. Na sequência, Lood De Jager cravou o try no pick and go.

A Austrália reagiu antes do intervalo, ainda aproveitando a ausência de Esterhuizen. Após penal chutado para a lateral, os Wallabies trabalharam bem a bola até Haylett-Petty fazer o try na ponta. E logo no lance seguinte Nkosi ainda salvou os Boks do try da virada, apanhando chute na boca do in-goal e se livrando da pressão australiana. Mas, a virada aussie deveria ter saído aos 34′, com Haylett-Petty largando bola dentro do in-goal, em um try incrivelmente perdido. Fim de primeiro tempo, com superioridade australiana nos minutos finais. Boks 14 x 10.

- Continua depois da publicidade -

A história foi completamente outra no segundo tempo, com domínio de posse de bola e território todo do lado sul-africano. Elton Jantjies teve chance de ampliar com um penal do meio campo que saiu curto, aos 51′, mas o momento chave veio aos 53′, com Tupou recebendo amarelo do lado australiano. Com 14 em campo, os Wallabies não resistiram e logo na sequência os Boks emplacaram rápida troca de passes rente aos 5 metros, com direito a offload letal de Etzebeth, girando para cima da defesa amarela, e try de Nkosi de maneira acrobática.

O prejuízo australiano seria ainda maior, com os sul-africanos chegando ao quarto try ais 61′, pelas mãos do genial Herschel Jantjies, saindo pelo lado cego de ruck mal coberto pela Austrália.

No fim do jogo, no entanto, os Wallabies melhoraram e Kurtley Beale disparou aos 71′ para servir com offload Bernard Foley, que marcou try tardio que negava o bônus ofensivo à África o Sul. No Championship, o bônus é dado apenas se o time vencedor marcou 3 tries a mais que o oponente e, com isso, os Boks foram para cima nos instantes finais e conquistaram o try crucial, já com o tempo esgotado, com Cobus Reinach finalizando. 35 x 17, números finais, que garantiram o Mandela Challenge Plate (a taça do duelo entre os dois países, que homenageia Nelson Mandela).

No próximo sábado os Springboks visitaram (com outro elenco) os All Blacks, ao passo que os Wallabies receberão os Pumas.

35versus copiar17

África do Sul 35 x 17 Austrália, em Joanesburgo

Árbitro: Paul Williams (Nova Zelândia)

África do Sul

Tries: H Jantjies (2), De Jager, Nkosi e Reinach

Conversões: E Jantjies (5)

15 Warrick Gelant, 14 S’bu Nkosi, 13 Jesse Kriel, 12 Andre Esterhuizen, 11 Makazole Mapimpi, 10 Elton Jantjies, 9 Herschel Jantjies, 8 François Louw, 7 Pieter-Steph du Toit, 6 Rynhardt Elstadt, 5 Lood de Jager, 4 Eben Etzebeth (c), 3 Trevor Nyakane, 2 Bongi Mbonambi, 1 Tendai Mtawarira;

Suplentes: 16 Schalk Brits, 17 Lizo Gqoboka, 18 Vincent Koch, 19 Marvin Orie, 20 Marcell Coetzee, 21 Cobus Reinach, 22 Frans Steyn, 23 Dillyn Leyds;

Austrália

Tries: Haylett-Petty e Foley

Conversões: Foley (2)

Penais: Foley (1)

15 Tom Banks, 14 Dane Haylett-Petty, 13 Tevita Kuridrani, 12 Samu Kerevi, 11 Reece Hodge, 10 Bernard Foley, 9 Nic White, 8 Isi Naisarani, 7 Michael Hooper (c), 6 Lukhan Salakaia-Loto, 5 Rory Arnold, 4 Izack Rodda, 3 Sekope Kepu, 2 Folau Fainga’a, 1 James Slipper;

Suplentes: 16 Jordan Uelese, 17 Harry Johnson-Holmes, 18 Taniela Tupou, 19 Rob Simmons, 20 Jack Dempsey, 21 Will Genia, 22 Matt To’omua, 23 Kurtley Beale;

 

 PaísApelidoJogosPontos
África do SulSpringboks312
AustráliaWallabies38
Nova ZelândiaAll Blacks36
ArgentinaLos Pumas32