Foto: Springboks

ARTIGO COM VÍDEO – A África do Sul finalmente é campeã do Rugby Championship. Nunca desde a criação da competição, com a entrada dos Pumas em 2012, os Springboks tinham conquistado a taça, sendo que a última conquista havia sido a do Tri Nations (antecessor do Championship) em 2009. Neste sábado, os sul-africanos venceram a Argentina em solo argentino por acachapantes 46 x 13, levando os Pumas à última colocação pela 7ª vez em 8 edições da competição. Mais que isso, a torcida no estádio de Salta saiu preocupada com a Copa do Mundo que vem por aí.

O jogo começou bom para os argentinos, que marcaram seu try logo na primeira bola, com Nico Sánchez desferindo chute cruzado para Cordero marcar. E parou por aí. A África do Sul mostrou superioridade no jogo de contato e, sobretudo, nas formações fixas, e construiu mais com a bola em mãos. A reação saiu rápida, com penal chutado aos 7′ pelo abertura Handré Pollard e, aos 12′, o hooker Mbonambi (no maul) cravou o primeiro try sul-africano, virando o marcador.

Sánchez ainda devolveu a frente aos Pumas com penal pouco depois, mas a batalha de penalidades do primeiro tempo pendeu a favor dos Springboks, com Pollard chutando mais 3 e Sánchez somente mais 1. E, aos 39′, a África do Sul criou seu segundo try, com Pollard finalizando no atropelo. 24 x 13.

A indisciplina argentina foi custosa e o segundo tempo largou com Pollard somando mais 3 pontos. Porém, aos 47′, Faf de Klerk recebeu amarelo e abriu a chance para a reação argentina. E a falta de capacidade dos Pumas de crescerem no momento de superioridade numérica e de criarem oportunidades preocupou seu torcer, que ainda viu os Boks se superando e marcando o terceiro try nesse período, de novo com o homem do jogo Pollard, recebendo na velocidade em cima de um ruck desprotegido após magnífica infiltração na força de Mostert.

- Continua depois da publicidade -

Nocauteada, a Argentina jogou o restante da partida apática, com a África do Sul tomando conta das ações e correndo para mais um try, com o ponta Mapimpi recebendo na ponta passe longo de Pollard, aos 63′. E aos 66′ François Steyn criou e Cheslin Kolbe disparou para o último try da peleja, selando uma vitória contundente por 46 x 13, assegurando o título ao time verde e ouro, tão carente de conquistas. Ao final do duelo, os Pumas tiveram desempenho de apenas 50% nos scrums a seu favor e apenas 80% de desempenho positivo nos tackles.

O duelo entre Pumas e Springboks ainda se repetirá no próximo sábado, como amistoso em solo sul-africano.

13versus copiar46

Argentina 13 x 46 África do Sul, em Salta

Árbitro: Romain Poite (França)

Argentina

Try: Cordero

Conversões: Sánchez (1)

Penais; Sánchez (2)

15 Emiliano Boffelli, 14 Santiago Cordero, 13 Matias Moroni, 12 Jeronimo de la Fuente, 11 Ramiro Moyano, 10 Nicolas Sanchez, 9 Tomas Cubelli, 8 Facundo Isa, 7 Javier Ortega Desio, 6 Pablo Matera, 5 Marcos Kremer, 4 Matias Alemanno, 3 Juan Figallo, 2 Agustin Creevy, 1 Nahuel Tetaz Chaparro;

Suplentes: 16 Julian Montoya, 17 Mayco Vivas, 18 Santiago Medrano, 19 Guido Petti, 20 Tomás Lezana, 21 Gonzalo Bertanou, 22 Benjamin Urdapilleta, 23 Joaquin Tuculet;

África do Sul

Tries: Pollard (2), Mbonambi, Mapimpi e Kolbe

Conversões: Pollard (3)

Penais: Pollard (5)

15 Willie le Roux, 14 Cheslin Kolbe, 13 Lukhanyo Am, 12 Damian de Allende, 11 Makazole Mapimpi, 10 Handré Pollard, 9 Faf de Klerk, 8 Duane Vermeulen (c), 7 Pieter-Steph du Toit, 6 Kwagga Smith, 5 Franco Mostert, 4 Eben Etzebeth, 3 Trevor Nyakane, 2 Bongi Mbonambi, 1 Tendai Mtawarira;

Suplentes: 16 Malcolm Marx, 17 Steven Kitshoff, 18 Frans Malherbe, 19 RG Snyman, 20 François Louw, 21 Herschel Jantjies, 22 François Steyn, 23 Jesse Kriel;

 

Classificação final

 PaísApelidoJogosPontos
África do SulSpringboks312
AustráliaWallabies38
Nova ZelândiaAll Blacks36
ArgentinaLos Pumas32

 

Histórico

PaísNúmero de títulosVices3ºs4ºs
Nova Zelândia15530
Austrália41360
África do Sul46121
Argentina0017
1996 - 2011 - Tri Nations Series (Nova Zelândia, Austrália e África do Sul);

2012 - hoje - The Rugby Championship (Nova Zelândia, Austrália, África do Sul e Argentina);