Mikaela com os capitães das equipes de Toledo (Foto: Ricardo Morante/JAPS)

Muito calor no Complexo Esportivo da Vila Industrial, o Campo do Curvão, durante as partidas que decidiram os campeões do rúgbi na 62ª edição dos Jogos Abertos do Paraná (JAPS), Divisão A, disputados em Toledo. As finais aconteceram neste domingo (13) e consagraram os times da casa. No feminino Toledo se tornou hexacampeão. Já no masculino a conquista foi inédita e muito comemorada.

A primeira equipe a conquistar o lugar mais alto do pódio foi a feminina. Comandadas pela técnica Maria Mikaela Pitta Oliveira, dentro e fora das quatro linhas, já que a treinadora também compõe o elenco do time toledano, as anfitriãs venceram seus três compromissos. Contra Londrina o placar foi 24 a 0. Após vieram os duelos contra Maringá, vencido por 39 a 0, e fechando a participação a vitória no compromisso contra Foz do Iguaçu por 15 a 10.

Entre as mulheres, em seis edições dos JAPS com a presença do rúgbi feminino, ninguém sabe o que é subir no lugar mais alto do pódio. “Desde quando se começou a praticar a modalidade em Toledo, antes mesmo da minha chegada para comandar os times toledanos, já havia um time aqui com uma história muito bonita dentro deste esporte”, afirmou a técnica. O hexacampeonato apenas confirmou a hegemonia das ‘Camaleoas’, como é chamado o time toledano.

No masculino a final colocou em lados opostos duas equipes do oeste paranaense. De um lado estava Cascavel, do outro o time da casa que tinha como objetivo, segundo Mikaela, fazer uma boa campanha jogando diante da torcida e chegar a decisão já era um feito. No decorrer da competição, as vitórias vieram e foram motivando ainda mais o elenco.

- Continua depois da publicidade -

No jogo que definiu o título, a equipe saiu atrás no placar e ao final do primeiro tempo estava perdendo por 5 a 0. No segundo tempo, veio o momento de superação, a equipe marcou dois trys e converteu ambos, somando 14 pontos. Mesmo com o try assinalado pelos cascavelenses o resultado foi 14 a 12 e garantiu o primeiro título dos Jogos Abertos do Paraná para Toledo.

Após as duas finais, Mikaela afirmou que o ouro no masculino foi uma bela e gratificante surpresa. “Era uma final oeste. Já estávamos muito felizes com a chance de decidir, porque nosso objetivo era competir e agora temos muito o que comemorar. É muito bom ver os meninos com os olhos brilhando, com um sorriso largo no rosto”. A treinadora acrescentou ainda que o ouro dos toledanos no naipe masculino é muito bom. “Estar junto nesse momento histórico é uma satisfação pessoal”, concluiu.

Reconhecimento

Maria Mikaella Pitta Oliveira já integrou a seleção brasileira de rúgbi. Em Toledo seu trabalho é muito respeitado pelos atletas e todos da comunidade que envolve os praticantes da modalidade e torcida. Ao conquistar os títulos dos JAPS, os torcedores reconheceram seu trabalho e comemoraram gritando o nome da treinadora como forma de homenagear a técnica. Durante a premiação dos campeões, a treinadora foi convidada a entregar o troféu de terceiro lugar para o time feminino de Foz do Iguaçu.

 

Jogos Abertos do Paraná – Rugby Sevens

Dias 12 e 13/10/2019

Local: Centro Esportivo Vila Industrial (Curvão) – Toledo, PR

Masculino

Grupo A: Londrina, Toledo e Capanema
Grupo B: Foz do Iguaçu, São José dos Pinhais e Umuarama
Grupo C: Guarapuava, Maringá, Cascavel e Apucarana

São José dos Pinhas 12 x 22 Foz do Iguaçu
Apucarana 07 x 42 Maringá
Londrina 34 x 05 Capanema
Guarapuava 29 x 07 Maringá
Apucarana 00 x 45 Cascavel
Maringá 12 x 26 Cascavel
Apucarana 00 x 47 Guarapuava
Cascavel 12 x 00 Guarapuava
Umuarama 12 x 12 São José dos Pinhas
Foz do Iguaçu 10 x 05 Umuarama
Toledo 24 x 00 Londrina
Capanema 00 x 41 Toledo

Quartas: Foz do Iguaçu 19 x 12 Londrina
Quartas: Toledo 17 x 12 Maringá
Quartas: Cascavel 19 x 00 São José dos Pinhas
Quartas: Umuarama 12 x 17 Guarapuava
Semifinal: Foz do Iguaçu 05 x 33 Toledo
Semifinal: Cascavel 19 x 05 Guarapuava
3º lugar: Foz do Iguaçu 00 x 38 Guarapuava
FINAL: Toledo 14 x 12 Cascavel