Tupis em busca de classificação ao Pan 2019. Foto: Cochabamba 2018

Sábado e domingo decisivos para os Tupis, que encaram o fim de semana mais importante para o sevens masculino em 2019. É o Pré Olímpico e Pré Pan, em Santiago, no Chile, que terá transmissão ao vivo pelo Facebook da Federação Chilena.

 

Pré Olímpico Sul-Americano é agora

O Pré Olímpico deste ano promete ser mais competitivo que o do Rio 2016. São 10 seleções, divididas em 2 grupos com 5 times cada, com apenas 2 de cada grupo avançando às semifinais. Apenas o campeão garantirá vaga em Tóquio 2020, enquanto o 2º e o 3º colocados terão vagas no Pré Olímpico Mundial (torneio que rolará em junho de 2020 valendo a última vaga global para Tóquio 2020).

- Continua depois da publicidade -

A Argentina é a grande favorita ao título, sobretudo por ir ao torneio completa, com seu elenco que terminou a Série Mundial de Sevens em 9º lugar geral. Mas o Chile é tido como a seleção mais capaz de bater os Pumas, uma vez que conseguiu esse feito na final do torneio de Punta del Este em janeiro de 2019, quando o time principal dos Cóndores venceu por 07 x 05 o time principal dos Pumas. E se já não fosse o bastante, os chilenos venceram por avassaladores 35 x 00 o time de desenvolvimento da Argentina no torneio do fim de semana seguinte, em Viña del Mar. Além disso, o Chile empatou com o time principal da África do Sul e derrotou o time principal da França no Las Vegas Sevens em março. Jogar diante de sua torcida será um bônus precioso para os chilenos – que estarão com time reforçado.

Correndo para alcançar argentinos e chilenos, mas favorito à última vaga no Pré Olímpico Mundial, está o Uruguai, que vai ao torneio com um time renovado com relação aos últimos eventos. Colômbia, Brasil e Paraguai correm para alcançar os uruguaios, com os colombianos tendo mostrado força ao venceram em Viña os times de desenvolvimento de EUA e Canadá, além de triunfo sobre o Brasil em Punta (24 x 21). Porém, ainda em Punta, a Colômbia perdeu confronto direto contra o Paraguai (12 x 05).

 

E como estão os Tupis?

O Brasil vai ao torneio com o peso de ter que desbancar uruguaios ou chilenos para não ficar de fora do Pan e seguir sonhando com os Jogos Olímpicos. Os confrontos recentes contra Chile e Uruguai não são favoráveis. Em janeiro de 2019, os Tupis perderam para o Uruguai por 33 x 07 e para o Chile por 21 x 07, ambos em Viña del Mar. Em 2018, em Cochabamba, o Brasil caiu por 52 x 00 contra o Chile, mas arrancou empate em 14 x 14 com o Uruguai – além de dura vitória por 19 x 17 contra a Colômbia. Não faz tempo que o Brasil venceu pela última vez o Uruguai, pois foi em Punta 2018, 17 x 12, mas o último triunfo sobre o Chile foi em 2016 (12 x 07 em Roma).

Para o Pré Olímpico e Pré Pan, Rodolfo Ambrosio e Fernando Portugal convocaram basicamente a linha do XV dos Tupis, com todos os principais nomes da equipe no momento. O time terá os irmãos Duque e os irmãos Sancery, assim como Maranhão, Laurent, Zé, Buda, Josh, Stefano e Robert, além de Massari, que debuta com o grupo do sevens. Com isso, as perspectivas do time mudam, sobretudo para a missão de derrotar o Uruguai. No comparativo com o elenco uruguaio, o Brasil tem mais experiência no elenco, ganhando até certa vantagem. Porém, trata-se de uma transição em espaço curto de tempo do XV para o sevens, o que impõe ressalvas.

 

Convocados: Robert Tenório (Poli), Daniel “Maranhão” Lima (Poli), Daniel Sancery (São José), Felipe Sancery (São José), Stefano Giantorno (São José), Laurent Bourda-Couhet (Band Saracens), Lorenzo Massari (Paragiabo, Itália), Lucas “Zé” Tranquez (Poli), André “Buda” Arruda (Desterro), Josh Reeves (Utah Warrors, EUA), Lucas “Tanque” Duque (São José), Moisés Duque (São José);

 

Brasil precisa ir às semis para se garantir no Pan

Além de Pré Olímpico, o torneio de Santiago valerá também como qualificatório para os Jogos Pan-Americanos Lima 2019, que começarão em um mês no Peru. Argentina, Uruguai, Chile, Estados Unidos, Canadá, Jamaica e Guiana já estão garantidos no torneio e resta apenas 1 vaga a ser definida.

Com isso, garantirá classificação a Lima o melhor colocado entre Brasil, Colômbia, Paraguai, Peru (país sede do Pan, mas que não teve vaga garantida), Venezuela, Costa Rica e Guatemala.

Para o Brasil, a situação é delicada. Isso porque o Grupo A tem apenas a Argentina como time já garantido no Pan. Isso significa que alguma equipe ainda não classificada avançará às semifinais. Ou seja, o Brasil será obrigado a avançar às semis para ter chances de ir ao Pan. Mas o elenco é condizente com a missão.

 

Pré Olímpico Masculino – Qualificatório Sul-Americano para Tóquio 2020 – em Santiago, Chile

Grupo A: Argentina, Colômbia, Paraguai, Peru e Guatemala;

Grupo B: Uruguai, Chile, Brasil, Venezuela e Costa Rica;

 

*Horários de Brasília

Sábado, dia 29 de junho

15h30 – Colômbia x Peru

15h52 – Argentina x Guatemala

16h14 – Uruguai x Venezuela

16h36 – Chile x Costa Rica

 

17h33 – Colômbia x Paraguai

17h55 – Argentina x Peru

18h17 – Uruguai x Brasil

18h39 – Chile x Venezuela

 

19h36 – Colômbia x Guatemala

19h58 – Argentina x Paraguai

20h20 – Chile x Brasil

20h42 – Uruguai x Costa Rica

 

21h49 – Paraguai x Peru

22h11Brasil x Venezuela

 

Domingo, dia 30 de junho

13h22 – Paraguai x Guatemala

13h44 – Argentina x Colômbia

13h44Brasil x Costa Rica

14h06 – Chile x Uruguai

 

15h34 – Peru x Guatemala

15h56 – Venezuela x Costa Rica

 

17h10 – Semifinal – 1A x 2B

17h32 – Semifinal – 1B x 2A

17h54 – Disputa de 9º lugar – 5A x 5B

18h16 – Disputa de 7º lugar – 4A x 4B

18h36 – Disputa de 5º lugar – 3A x 3B

 

19h42 – Disputa de 3º lugar

20h04 – FINAL