Foto; Rugby Australia

ARTIGO COM VÍDEO – O Rugby Championship 2018 está equilibrado, mas não na luta pelo título. O segundo jogo da terceira rodada permitiu à Nova Zelândia ficar bastante confortável na primeira colocação e já com uma mão na taça. Isso porque a vice líder África do Sul jogou mal novamente e perdeu mais uma, agora diante da Austrália, que festejou sua primeira vitória, em casa, diante de público muito fraco em Brisbane. 23 x 18 importante para os Wallabies que, todavia, também não empolgaram ainda e não largaram a lanterna da competição.

O início foi fulminante a favor da Austrália, com Lukhan Tui rompendo na ponta e, após as fases, Michael Hooper cravou o primeiro try do jogo, aos 2′. A África do Sul respondeu rápido e, após colapso do scrum aussie, Jantjies reduziu com penal. E a virada saiu aos 14′, em lateral seguido de maul finalizado por Mbonambi. E aos 28′ os Springboks davam a entender que conseguiriam uma vitória expressiva, com a bola sendo aberta até a ponta para Mapimpi guardar o segundo try dos visitantes. 15 x 07.

Porém, a frente sul-africana não se sustentou, com os verdes errando e cedendo try para os Wallabies. Aos 33′, os Boks cometeram um erro crasso de lateral, com a bola sobrando livre no fundo da formação para Matt Toomua marcar o try australiano, que embolou de vez a partida, 15 x 14. Antes do intervalo, Jantjies e Reece Hodge (de 53 metros!) arremataram um penal para cada time, deixando o marcador em 18 x 17.

O segundo tempo, por outro lado, foi muito ruim, com erros atrás de erros dos dois lados e pouca inspiração. Quem se comprometeu mais foi a África do Sul, que entregou o penal da virada para Toomua chutar com sucesso para a Austrália aos 55′. E, aos 69′, Toomua chutou penal decisivo, que jogou pressão sobre os visitantes, que passavam a necessitar de um try.

- Continua depois da publicidade -

Os Boks foram com tudo nos minutos finais em busca da virada e quase conseguiram, com François Louw cravando try aos 78′, anulado por conta de um knock on de Malcolm Marx. 23 x 18, placar final, os Boks lamentando seus erros a mais – mais turnovers cedidos, mais penais cometidos, mais laterais perdidos. Nivelamento por baixo e vitória dos Wallabies.

No sábado que vem, a Austrália receberá a Argentina e a África do Sul visitará a Nova Zelândia.

23versus copiar18

Austrália 23 x 18 África do Sul, em Brisbane

Árbitro: Glen Jackson (Nova Zelândia)

Austrália

Tries: Hooper e Toomua

Conversões: Toomua (2)

Penais: Hodge (1)

15 Israel Folau, 14 Dane Haylett-Petty, 13 Reece Hodge, 12 Matt Toomua, 11 Marika Koroibete, 10 Kurtley Beale, 9 Will Genia, 8 David Pocock, 7 Michael Hooper (c), 6 Lukhan Tui, 5 Adam Coleman, 4 Rory Arnold, 3 Allan Alaalatoa, 2 Tatafu Polota-Nau, 1 Scott Sio;

Suplentes: 16 Folau Fainga’a, 17 Tom Robertson, 18 Taniela Tupou, 19 Izack Rodda, 20 Ned Hanigan, 21 Joe Powell, 22 Bernard Foley, 23 Jack Maddocks;

África do Sul

Tries: Mbonami e Mapimpi

Conversões: Jantjies (1)

Penais: Jantjies (2)

15 Willie le Roux, 14 Makazole Mapimpi, 13 Jesse Kriel, 12 Damian de Allende, 11 Aphiwe Dyantyi, 10 Elton Jantjies, 9 Faf de Klerk, 8 Warren Whiteley, 7 Piet-Steph du Toit, 6 Siya Kolisi (c), 5 Franco Mostert, 4 Eben Etzebeth, 3 Frans Malherbe, 2 Mbongeni Mbonambi, 1 Steven Kitshoff;

Suplentes: 16 Malcolm Marx, 17 Tendai Mtawarira, 18 Wilco Louw, 19 Rudolph Snyman, 20 François Louw, 21 Embrose Papier, 22 Handré Pollard, 23 Cheslin Kolbe;

 

PaísApelidoJogosPontos
Nova ZelândiaAll Blacks525
África do SulSpringboks515
AustráliaWallabies59
ArgentinaLos Pumas58