Foto: Susi Seitz

Entre quinta e sábado, Dubai será o centro das atenções da bola oval no mundo, com o Circuito Mundial de Sevens (World Rugby Sevens Series) rolando no Oriente Médio. Será a segunda etapa do circuito feminino de 2019-20, que terá o Brasil em campo – e a primeira da temporada masculina. Todos os jogos serão exibidos ao vivo para o Brasil pelo Watch ESPN.

Ao todo, o circuito feminino contará com 8 etapas e na primeira, em outubro, nos Estados Unidos, o Brasil não teve o retorno dos sonhos, fechando as disputas na última posição. O último colocado ao final da temporada será rebaixado e, com isso, o time brasileiro precisa de um resultado melhor em Dubai para ter tranquilidade.

 

Formato

- Continua depois da publicidade -

O torneio feminino terá 3 grupos com 4 times cada, com o Japão sendo o time convidado que se soma aos 11 times fixos da temporada. Os 2 primeiros colocados de cada grupo e os 2 melhores 3ºs colocados avançarão às quartas de final.

Ao contrário da temporada passada, não haverá jogos pelo 5º e pelo 7º lugar desta vez, em semifinais pelo 9º lugar. Com isso, o pior 3º colocado e o melhor 4º colocado jogarão diretamente pelo 9º lugar, ao passo que os dois times de pior campanha na fase de grupos se enfrentarão pelo 11º posto.

 

O que esperar do Dubai Sevens?

A temporada 2019-20 começou surpreendente, com os Estados Unidos brilhando em casa e ficando com o título inédito da primeira etapa. O resultado deu confiança às Eagles, que estão no grupo do Brasil, ao lado de Canadá e Rússia no Grupo A. As canadenses são a segunda força da chave, mas não começaram bem a temporada, ficando apenas com o 6º lugar na primeira etapa.

O Brasil jamais obteve vitórias sobre Estados Unidos e Canadá, tendo sido derrotado pelos dois rivais americanos neste ano: 3 vezes pelo Canadá e 2 vezes pelos EUA, incluindo as derrotas pelo Pan de Lima. Na etapa dos EUA, o Brasil perdeu para o time da casa por 27 x 00. Já contra a Rússia o último confronto foi em 2018 e acabou com vitória brasileira por 24 x 19, quando o Brasil jogou a etapa do Canadá do circuito como convidado. O jogo anterior, em 2017, também teve vitória das Yaras, o que aponta uma vantagem recente para as brasileiras nos confrontos diretos. Porém, as russas fizeram razoável campanha na primeira etapa desta temporada, com vitórias sobre Inglaterra e Japão.

No Grupo B, a Austrália é a favorita, após ser vice campeã da primeira etapa, com Charlotte Caslick voltando a brilhar. O grupo não está complicado, com Espanha, Irlanda e Fiji fechando a chave. O Brasil está de olho no rendimento de Fiji, que foi vice lanterna na temporada passada e não começou bem esta temporada, com o penúltimo lugar no torneio dos EUA.

Já o Grupo C terá a Nova Zelândia, atual campeã mundial, como favorita, mas precisando reagir após terminar a primeira etapa em terceiro lugar. A seu lado no grupo está a quarta colocada França, além de Inglaterra e Japão. As inglesas foram muito mal na estreia ficando apenas em 9º lugar e vão a Dubai com a missão da reação.

 

Convocadas do Brasil: Aline Mayumi “Yu” Bednarski (SPAC), Andressa Alves (Guanabara), Bianca dos Santos Silva (Leoas), Byanca Miranda (Melina), Eshyllen Coimbra (Guanabara), Franciele Martins (Melina), Isadora “Izzy” Cerullo (Niterói), Leila Cássia Silva (Leoas), Luiza Campos (Charrua), Mariana Nicolau (São José), Rafaela Zanellato (Curitiba), Raquel Kochhann (Charrua), Thalia “Mulan” Costa (Delta);

 

Winiata estreia como árbitra

Um dos destaques do torneio de Dubai será a estreia de Selica Winiata, campeã mundial com a Nova Zelândia como atleta, atuando já como árbitra, no início de uma nova carreira.

 

World Rugby Sevens Series – Circuito Mundial de Sevens – 2ª etapa Feminina – em Dubai, Emirados Árabes Unidos

Feminino

Grupo A: Estados Unidos, Canadá, Rússia e Brasil

Grupo B: Austrália, Espanha, Irlanda e Fiji

Grupo C: Nova Zelândia, França, Inglaterra e Japão

 

Quinta-feira, dia 05 de novembro

07h50 – Espanha x Irlanda

08h12 – Austrália x Fiji

08h34 – Canadá x Rússia

08h58 – Estados Unidos x Brasil

09h20 – França x Inglaterra

09h42 – Nova Zelândia x Japão

 

Sexta-feira, dia 06 de novembro

02h00 – Espanha x Fiji

02h22 – Austrália x Irlanda

02h44 – Canadá x Brasil

03h06 – Estados Unidos x Rússia

03h28 – França x Japão

03h50 – Nova Zelândia x Inglaterra

 

07h12 – Irlanda x Japão

07h34 – Austrália x Espanha

07h56 – Rússia x Brasil

08h18 – Estados Unidos x Canadá

08h40 – Inglaterra x Japão

09h02 – Nova Zelândia x França

 

Sábado, dia 07 de novembro

02h00 – Decisão de 11º lugar

02h22 – Decisão de 9º lugar

02h44 – Quartas de final

03h06 – Quartas de final

03h28 – Quartas de final

03h50 – Quartas de final

 

07h14 – Semifinal

07h36 – Semifinal

 

10h38 – 3º lugar (Bronze)

11h33 – FINAL (Ouro)

 

Classificação

 SeleçãoPontuação totalEtapa 1Etapa 2Etapa 3Etapa 4Etapa 5Etapa 6Etapa 7Etapa 8
Nova Zelândia361620
EUA362016
Austrália321814
Canadá281018
França261412
Rússia18810
Espanha18126
Fiji1028
Irlanda963
Inglaterra844
Brasil312
Campeão por etapa
- Pontuação: 1º lugar, 20 pontos / 2º, 18 pts / 3º, 16 pts / 4º, 14 pts / 5º, 12 pts / 6º, 10 pts / 7º, 8 pts / 8º, 6 pts / 9º, 4 pts / 10º, 3 pts / 11º, 2 pts / 12º, 1 pt;

11º lugar =Rebaixamento

Obs: tabela com somente as equipes fixas