Foto: Sudamérica Rugby

ARTIGO COM VÍDEOS – Invictas como sempre! As Yaras – a Seleção Brasileira Feminina – conquistaram pela 17ª vez o Sul-Americano Feminino – e pela 3ª vez no ano, pois 2019 contou com três torneios independentes valendo o título continental.

A conquista brasileira se deu em Montevidéu, durante o Valentin Martinez, com um domingo perfeito. Na sexta, o Brasil já havia provado sua superioridade (clique aqui para relembrar) e confirmou o favoritismo com duas vitórias sobre a Argentina e outra sobre a Colômbia.

O dia começou com o Brasil derrotando a Argentina por 21 x 05 pelo quadrangular da 2ª fase da competição, em jogo que teve as Yaras abrindo 21 x 00, com Mulan, Mari Nicolau e Isa, antes das Pumas responderem no fim.

O último jogo da fase de grupos foi uma afirmação importante das Yaras, que deram a volta por cima depois da derrota nos Jogos Pan-Americanos para a Colômbia. As colombianas não estiveram bem em Montevidéu, perderam para a Argentina jogo decisivo e foram atropeladas pelas Yaras, com o Brasil fazendo implacáveis 47 x 07. Mulan foi destaque com incríveis 4 tries, ao passo que Bianca, Izzy e Claudinha também fizeram os seus.

Na grande final, o Brasil sentiu a evolução argentina, com as Pumas abrindo o placar com o primeiro try da partida. Izzy respondeu com o try que virou o marcador para as Yaras em 7 x 5, mas as Pumas cruzaram o in-goal antes do intervalo para abrirem 10 x 07. No segundo tempo, as argentinas resistiram ao Brasil e tornou o jogo dramático, com o try da virada das Yaras saindo restando apenas 2 minutos para o fim, em contra ataque letal de Raquel. Ainda houve tempo para Izzy fazer o último try brasileiro, selando a vitória em 19 x 10. Suados.

A Colômbia se reergueu ainda vencendo o Paraguai pelo 3º lugar. Com isso, Argentina e Colômbia representarão a América do Sul no Hong Kong Sevens, o torneio da 2ª divisão mundial, ao passo que as argentinas ainda ganharam vaga como convidadas na etapa do Canadá da primeira divisão mundial.

- Continua depois da publicidade -

O Brasil volta a campo na primeira semana de dezembro, em Dubai, pela segunda etapa do Circuito Mundial, que tem o Brasil jogando a primeira divisão.

 

*Horários de Brasília

Sexta-feira, dia 08 de novembro

1ª fase

10h00 – Chile 33 x 00 Uruguai

10h22 – Paraguai 36 x 00 Guatemala

10h44 – Peru 29 x 05 Costa Rica

11h36 – Brasil 47 x 00 Uruguai

11h58 – Colômbia 48 x 00 Guatemala

12h20 – Argentina 49 x 00 Costa Rica

13h27 – Brasil 40 x 00 Chile

13h49 – Colômbia 19 x 12 Paraguai

14h11 – Argentina 35 x 05 Peru

 

Grupo A: 1 Brasil, 2 Chile, 3 Uruguai
Grupo B: 1 Colômbia, 2 Paraguai, 3 Guatemala

Grupo C: 1 Argentina, 2 Peru, 3 Costa Rica

 

2ª fase

Taça Ouro (Quadrangular): Brasil, Colômbia, Argentina, Paraguai

Challenge (Pentagonal pelo 5º lugar): Peru, Chile, Uruguai, Costa Rica, Guatemala

 

15h18 – Peru 22 x 00 Costa Rica – Challenge

15h40 – Uruguai 05 x 54 Chile – Challenge

16h02 – Brasil 24 x 00 Paraguai – Taça Ouro

16h24 – Colômbia 12 x 20 Argentina – Taça Ouro

 

Sábado, dia 09 de novembro

09h30 – Costa Rica 17 x 07 Uruguai – Challenge

09h52 – Guatemala 00 x 31 Chile – Challenge

10h44 – Brasil 21 x 05 Argentina – Taça Ouro

11h06 – Colômbia 05 x 05 Paraguai – Taça Ouro

11h28 – Peru 15 x 05 Guatemala – Challenge

11h50 – Chile 29 x 07 Costa Rica – Challenge

12h42 – Brasil 47 x 07 Colômbia – Taça Ouro

13h04 – Argentina 20 x 05 Paraguai – Taça Ouro

13h26 – Guatemala 12 x 20 Costa Rica – Challenge

13h48 – Peru 19 x 12 Uruguai – Challenge

15h40 – Peru 34 x 00 Chile – Challenge

16h02 – Guatemala 31 x 05 Uruguai – Challenge

16h24 – Colômbia 17 x 12 Paraguai – 3º lugar

16h46 – Brasil 19 x 10 Argentina – FINAL

 

Yaras

Mariana Nicolau / São José
Luiza Campos / Charrua
Rafaela Zenellato / Curitiba
Isadora “Izzy” Cerullo / Niterói
Raquel Kochhann / Charrua
Bianca Silva / Leoas
Thalia “Mulan” Costa / Delta
Isadora Lopes / Melina
Cláudia Teles / Niterói
Eshyllen Coimbra / Guanabara
Aline “Yu” Bednarski / SPAC
Franciele Barros / Melina

 

Lista de campeões sul-americanos feminino

AnoSedeCampeão Vice-campeão3º lugar4º lugar5º lugar6º lugar7º lugar8º lugar9º lugar 
2004Barquisimeto (Venezuela)BrasilVenezuelaColômbiaArgentinaUruguaiChileParaguaiPeru
2005São Paulo (Brasil)BrasilArgentinaVenezuelaColômbiaChileUruguaiParaguaiPeru
2007Viña del Mar (Chile)BrasilColômbiaVenezuelaArgentinaChileUruguaiPeru
2008Punta del Este (Uruguai)BrasilArgentinaVenezuelaUruguaiColômbiaChilePeruParaguai
2009São José dos Campos (Brasil)BrasilArgentinaVenezuelaUruguaiColômbiaChilePeruParaguai
2010Mar del Plata (Argentina)BrasilColômbiaUruguaiArgentinaChileVenezuelaParaguaiPeru
2011Bento Gonçalves (Brasil)BrasilArgentinaChileUruguaiColômbiaPeruVenezuelaParaguai
2012Rio de Janeiro (Brasil)BrasilColômbiaUruguaiArgentinaChileVenezuelaParaguaiPeru
2013Rio de Janeiro (Brasil)BrasilArgentinaUruguaiVenezuelaColômbiaChilePeruParaguai
2014Santiago (Chile)BrasilArgentinaUruguaiColômbiaChileParaguaiVenezuela
2015¹Santa Fé (Argentina)ColômbiaArgentinaVenezuelaUruguaiParaguaiChilePeruCosta Rica
2016Rio de Janeiro (Brasil)BrasilArgentinaColômbiaVenezuelaParaguaiChilePeruUruguai
2017Carlos Paz (Argentina)BrasilArgentinaColômbiaParaguaiVenezuelaChilePeruUruguai
2017-18Montevidéu (Uruguai)BrasilArgentinaPeruParaguaiUruguaiChileCosta Rica
2018Montevidéu (Uruguai)BrasilArgentinaColômbiaPeruChileParaguaiUruguaiCosta Rica
2019²Assunção (Paraguai)BrasilArgentinaChilePeruParaguaiUruguaiCosta RicaVenezuelaGuatemala
2019²Lima (Peru)BrasilColômbiaArgentinaPeruParaguaiChileUruguaiVenezuelaGuatemalaCosta Rica
2019²Montevidéu (Uruguai)BrasilArgentinaColômbiaParaguaiPeruChileCosta RicaGuatemalaUruguai
¹ Em 2015, o Brasil não disputou porque o torneio valia como Pré-Olímpico para os Jogos Olímpicos do Rio 2016;

² A Sudamérica Rugby optou por realizar 3 campeonatos oficiais em 2019;