Foto: SLAR / Gaspafotos

Tempo de leitura: 3 minutos

A temporada da SLAR não acabou bem para o rugby brasileiros. Os Cobras foram atropelados pelos Jaguares argentinos na despedida da edição 2022 da liga profissional sul-americana. Jogando em Montevidéu, os Cobras perderam por 84 x 15 para o time argentino, que avança às semifinais como a terceira melhor equipe da fase de pontos corridos. Os Jaguares, atuais campeões, encararão os chilenos do Selknam no próximo sábado.

Os Cobras vinham de vitória alvissareira sobre o Olimpia, mas acabaram a participação no torneio com gosto amargo, em jogo de 14 tries para os argentinos e 3 tries para os brasileiros. Porém, placar poderia ter sido maior, já que os Jaguares jogaram fora 7 conversões.

Os Jaguares praticaram um rugby bastante aberto e ofensivo, quebrando linhas como há muito não se via e abrindo a bola pra uma linha finalmente inspirada. O bônus saiu em questão de incríveis 11 minutos, com 4 tries nocauteantes em sequência. Bogado fez o primeiro, em bela corrida após maul devastador, seguido por 2 tries de Mendy, com Castro cravando o quarto, em erro de Zé, que furou chute no in-goal.

Somente aí os Cobras conseguiram ir ao ataque. Henrique marcou try punindo erro de lateral dos Jaguares, mas a arbitragem pegou penal de Paganini no lance, anulando os pontos. No entanto, logo na sequência, os Cobras somaram o primeiro try aos 20′ com Endy finalizando maul.

- Continua depois da publicidade -

No entanto, Mendy deu a resposta imediata correndo para seu terceiro try, hat-trick, e a porta volta a se abrir. Segura marcou o sexto try argentino e Revol, em maul, o sétimo, abrindo 41 x 05 antes do intervalo.

O segundo tempo começou da pior forma para os Cobras, com Endy recebendo amarelo por tapa em passe certeiro para try, sendo ainda punido com penal try. O impacto foi sentido e Prisciantelli marcou na sequência o nono try argentino.

O ritmo dos Jaguares caiu um pouco com Chiavassa recebendo amarelo, mas Folch marcou try em contra ataque. Neymar descontou com try em maul para os Cobras, aos 61′, mas os Jaguares também tinham força na formação e Bernasconi rompeu para o décimo primeiro try na sequência. Mendy e Pedemonte correram para mais dois tries. Devon ainda correu para um último try brasileiro e o try final para os argentinos foi de Mendy, que viveu dia inspirado com cinco tries na partida.

Assim, os Cobras se despediram da temporada e as atenções do rugby masculino se voltarão para os Tupis, a seleção brasileira, que, contudo, ainda não teve seu calendário revelado.

 

15versus copiar84

🇧🇷Cobras 15 x 84 Jaguares🇦🇷, em Montevidéu🇺🇾

Árbitro: 🇨🇱Frank Méndez / Assistentes: 🇦🇷Simón Larrubia e 🇨🇱Felipe Balbontín / TMO: 🇺🇾Francisco Pesce

🇧🇷Cobras

Tries: Endy, Neymar e Devon

15 🇧🇷Lucas “Zé” Tranquez, 14 🇧🇷Daniel Sancery (c), 13 🇧🇷Robert Tenório, 12 🇧🇷Joel dos Santos, 11 🇧🇷Daniel “Maranhão” Lima, 10 🇦🇷Bautista Santamarina, 9 🇧🇷Douglas Rauth, 8 🇧🇷André “Buda” Arruda, 7 🇧🇷Matheus Cláudio, 6 🇧🇷Cléber “Gelado” Dias, 5 🇧🇷Kauã Guimarães, 4 🇧🇷Gabriel Paganini, 3 🇧🇷Henrique Ferreira, 2 🇧🇷Endy Pinheiro, 1 🇧🇷Brendon Alves;

Suplentes: 16 🇧🇷Leonardo “Neymar” Silva, 17 🇧🇷Lucas Abud, 18 🇧🇷Joel Ramirez, 19 🇧🇷Devon Muller, 20 🇧🇷David Páscoa Müller, 21 🇧🇷Rafael “Raj” Spago, 22 🇧🇷Gabriel Zurka, 23 🇧🇷Sérgio Luna;

🇦🇷Jaguares

Tries: Mendy (5), Bogado, Castro, Segura, Revol, Pedemonte, penal try, Prisciantelli, Folch e Bernasconi

Conversões: Prisciantelli (6)

15 🇦🇷Martín Bogado, 14 🇦🇷Ignacio Mendy, 13 🇦🇷Agustín Segura, 🇦🇷12 Tomás Cubilla (c), 11 🇦🇷Juan Pablo Castro, 10 🇦🇷Gerónomo Prisciantelli, 9 🇦🇷Mateo Albanese, 8 🇦🇷Santiago Ruiz, 7 🇦🇷Jerónimo Gómez Vara, 6 🇦🇷Andrea Panzarini, 5 🇦🇷Manuel Bernstein, 4 🇦🇷Pedro Rubiolo, 3 🇦🇷Lautaro Caro Saisi, 2 🇦🇷Ignacio Ruiz, 1 🇦🇷Nicolás Revol Pitt;

Suplentes: 16 🇦🇷Bautista Bernasconi, 17 🇦🇷Mayco Vivas, 18 🇦🇷Martín Villar, 19 🇦🇷Eliseo Chiavassa, 20 🇦🇷Bautista Pedemonte, 21 🇦🇷Rafael Iriarte, 22 🇦🇷Federico Albrisi, 23 🇦🇷Tomás Suárez Folch;

 

EquipePaísPtsJVED4+-7PPPCSP
PeñarolUruguai401080262307122149
SelknamChile371080241299150142
Jaguares XVArgentina311060461342200185
CafeterosColômbia201040622168295-127
OlimpiaParaguai151030712202286-84
CobrasBrasil61010911145380-235
- Vitória = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota = 0 pontos;
- Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
- Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto extra;

- 4 primeiros colocados avançarão às semifinais;