📸Maximiliano Aceiton /@Fotogramax

Tempo de leitura: 5 minutos

ARTIGO COM VÍDEO – O dia 30 de março de 2021 é a data que ficará como o marco da primeira vitória dos Cobras, a equipe profissional brasileira, na Superliga sul-americana (SLAR). O triunfo veio no Estádio Nacional de Santiago do Chile contra os Cafeteros, da Colômbia, por 30 x 14. Os Cobras, no entanto, não conquistaram o ponto bônus ofensivo e, como o critério de desempate é o confronto direto, terminarão a rodada no quinto lugar – porém, agora flertando com o G4.


O jogo começou com os Cobras focados na estratégia de pontuarem logo cedo e Moisés desferiu drop goal para abrir o marcados aos 4′. Os primeiro momentos foram de domínio territorial brasileiro e, aos 10′, Josh converteu penal para abrir 6 x 0, fazendo jus à máxima de pontuar quando entrar nas 22 do oponente.

O primeiro tempo foi de baixa intensidade dos dois lados, com muitos erros. Os Cobras, no entanto, mostraram evolução defensiva, retirando os espaços dos Cafeteros, que criaram pouco. O maior perigo veio do fullback argentino Ferrario, que chegou a romper a linha defensiva brasileira e quase armar um try, sendo impedido pela mão de Adrio. O time colombiano, que entrou em campo com 8 argentinos e 7 colombianos no XV titular, passou a ter maior domínio territorial e arrancou penal aos 33′, com Gonzalo Garcia acertando na trave chute fácil.

- Continua depois da publicidade -

Quem não faz, leva, e, aos 38′, os Cobras conquistaram o primeiro try, em jogada que começou com boa ação do pilar Luna e bola aberta com qualidade até Felipe Sancery romper a defesa na ponta e servir com offload Lucas “Zé” Tranquez para o try. Josh ainda flertou com try ao interceptar passe dos Cafeteros no campo de defesa, mas não conseguiu a corrida pro try. 13 x 00 na pausa.


No segundo tempo, quem falou mais alto no início foram os Cafeteros, que rejeitaram 3 pontos para buscar o lateral após penal. O maul encaixou e o penal try foi anotado a favor dos colombianos, que encostaram no marcador aos 46′.

Contudo, os Cobras não sentiram o golpe e responderam imediatamente com o melhor jogador brasileira na liga até aqui, André “Buda” Arruda, que rompeu a linha defensiva colombiana em try de primeira fase após lateral.


O momento favorável aos Cobras, entretanto, logo se tornou perigoso, com cartão amarelo para De Sanctis. Os Cobras tiveram um jogador a menos, mas os Cafeteros não foram capazes de converterem a vantagem em pontos, parando numa sólida defesa brasileira.

A entrada do argentino Giudice adicionou ofensividade ao time brasileiro, com o argentino desferindo belo chute para a lateral, que devolveu os Cobras ao ataque em momento crucial do jogo, com Moisés capitalizando no momento com mais 3 pontos de penal, em lance que foi fatal para os colombianos, após amarelo a Álvarez.

Com um homem a mais, os Cobras tiveram a efetividade que os Cafeteros não tiveram. Giudice encontrou o espaço na linha e cravou o terceiro try verde no jogo, assegurando o triunfo. 30 x 07.

No fim, e já com o cronômetro duvidoso, os Cafeteros conseguiram um último try de honra, com Ferrario rompendo na ponta. O quarto try, para o bônus dos Cobras, acabou não saindo.

No próximo domingo, os Cobras encararão o Selknam, ao passo que os Cafeteros duelarão com o Olimpia.

 

30versus copiar14

🇧🇷Cobras 30 x 14 Cafeteros🇨🇴, em Santiago🇨🇱

Árbitro: Frank Méndez🇨🇱 / Assistentes: Adrian Bogado🇵🇾 e Raimundo Fuenzalida🇨🇱 / TMO: Ignacio Calle🇨🇱

Cobras

Tries: Zé, Buda e Giudice

Conversões: Moisés (2) e Josh (1)

Penais: Moisés (2)

Drop goal: Moisés (1)

15 Lucas “Zé” Tranquez🇧🇷, 14 Marcos De Sanctis🇦🇷, 13 Felipe Sancery🇧🇷 (C), 12 Moisés Duque🇧🇷, 11 Daniel Sancery🇧🇷, 10 Josh Reeves🇧🇷, 9 Laurent Bourda-Couhet🇧🇷, 8 André “Buda” Arruda🇧🇷, 7 Matheus “Nego” Cláudio🇧🇷, 6 Adrio de Melo🇧🇷, 5 Gabriel Paganini🇧🇷, 4 Cléber “Gelado” Dias🇧🇷, 3 Alejandro Luna🇦🇷, 2 Yan Rosetti🇧🇷, 1 Caique Silva🇧🇷;

Suplentes: 16 Leonardo “Neymar” Souza🇧🇷, 17 Leonel Moreno🇧🇷, 18 Matheus “Blade” Rocha🇧🇷, 19 Alexandre “Texugo” Alves🇧🇷, 20 Arthur Bergo🇧🇷, 21 Felipinho Gonçalves🇧🇷, 22 Lucas Spago🇧🇷, 23 Franco Giudice🇦🇷;

Cafeteros

Tries: Penal try e Farrario

Conversão: Garcia (1)

15 Facundo Ferrario🇦🇷, 14 Jhon Arley Urrutia🇨🇴, 13 Tomás Garcia🇦🇷, 12 Jhojan Ortiz🇨🇴, 11 Alejandro Navarro🇨🇴, 10 Andrés Álvarez🇨🇴, 9 Gonzalo Garcia🇦🇷, 8 Gerson Ortiz🇨🇴, 7 Felipe Puertas🇦🇷, 6 Aníbal Panceyra Garrido🇦🇷, 5 Ramiro Tallone Naddaf🇦🇷, 4 Lautaro Simes🇦🇷, 3 Brayhan Pérez Diaz🇨🇴, 2 Jorge Álvarez🇨🇴, 1 Yani Pérez🇨🇴;

Suplentes: 16 Agustín Acosta🇦🇷, 17 Javier Corvalán🇦🇷, 18 Diego Posada🇨🇴, 19 John Álvarez🇨🇴, 20 Sebastían Zapata🇨🇴, 21 Oscar Ferrero🇨🇴, 22 Cristian Rodallegas🇨🇴, 23 Julián Velandia🇨🇴;

 

 EquipePaísPtsJVED4+7-PPPCSP
Jaguares XVArgentina4088008048993396
PeñarolUruguai31870130244141103
SelknamChile218404322342295
OlimpiaParaguai18840420173254-81
CobrasBrasil6810711111298-187
CafeterosColômbia4800822120356-236
- Vitória = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota = 0 pontos;
- Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
- Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto extra;

- 4 primeiros colocados avançarão às semifinais;