Foto: SLAR / Gaspafotos

Tempo de leitura: 3 minutos

Os Cobras não saem de mãos abanando da SLAR, a liga profissional sul-americana. Em Montevidéu, o time brasileiro conquistou sua primeira vitória na temporada ao derrotar na penúltima rodada o Olimpia, do Paraguai, que se complicou na luta por classificação às semifinais. 36 x 25, que colocam o Olimpia com a obrigação de vencer seu último jogo contra os Cafeteros na rodada final.

Os Cobras já não tinham mais chances matemáticas, mas produziram a melhor atuação até aqui no ano, com muita evolução defensiva e propondo o jogo quando com a bola em mãos. Fato ainda mais importante porque o Olimpia foi a campo com 12 argentinos entre os titulares.

Logo no começo, os Cobras tiveram um try anulado em maul finalizado por Endy, mas com penalidade cometida na formação. Apenas aos 24′, Zé somou os primeiros pontos com penal para os brasileiros, mas o primeiro try foi paraguaio, após maul, com a bola sendo aberta até a ponta cega para o ponta paraguaio Juan González finalizar.

O amarelo a Endy complicou a situação dos brasileiros, que sentiram o golpe e logo na sequência o Olimpia fez seu segundo try em bela ação na ponta com Quetglas apanhando chute no in-goal para marcar. Porém, o Olimpia foi reduzido a 14 homens por amarelo e os Cobras aproveitaram encontrando o primeiro try antes da pausa, com Buda, em ótima ação de mãos.

- Continua depois da publicidade -

O segundo tempo começou avassaladora para o time brasileiro. Buda marcou o segundo try logo após o reinício, completando inteligente troca de passes de um lado ao outro do campo para virar o marcador.

O Olimpia acusou o golpe e Daniel Sancery marcou o terceiro try brasileiro na sequência, após Spaguinho romper a linha. Nocaute. O quarto try não tardou. Urbieta chegou a reduzir o placar com penal para os paraguaios, mas quem cruzou o in-goal foi Gelado, após lateral, rompendo a defesa alvinegra. Ponto bônus.

O embalo seguiu e Robert correu para o quinto try brasileiro, em grande ação de Santamarina, e a certeza da vitória estava clara. No fim, Goulart recebeu amarelo e, com um homem a menos, os Cobras acabaram permitindo a reação tardia do Olimpia, que buscou seu bônus. Foram 2 tries seguidos do hooker Gorostiaga no apagar das luzes, primeiro em pick and go e depois em maul. Números finais: Cobras 36 x 25.

Na rodada final, os Cobras se despedem encarando os Jaguares argentinos.

 

36versus copiar25

🇧🇷Cobras 36 x 25 Olimpia🇵🇾, em Montevidéu🇺🇾

Árbitro: 🇨🇴Juan Manuel León / Assistentes: 🇦🇷Gonzalo De Achaval e 🇦🇷Simón Larrubia / TMO: 🇨🇱Frank Méndez

🇧🇷Cobras

Tries: Buda (2), Sancery, Gelado e Robert

Conversões: Zé (4)

Penais: Zé (1)

15 🇧🇷Lucas “Zé” Tranquez, 14 🇧🇷Daniel Sancery (c), 13 🇧🇷Robert Tenório, 12 🇧🇷Joel dos Santos, 11 🇧🇷Daniel “Maranhão” Lima, 10 🇧🇷Lucas “Spaguinho” Spago, 9 🇧🇷Douglas Rauth, 8 🇧🇷André “Buda” Arruda, 7 🇧🇷Adrio de Melo, 6 🇧🇷Cléber “Gelado” Dias, 5 🇧🇷Kauã Guimarães, 4 🇧🇷Gabriel Paganini, 3 🇧🇷Henrique Ferreira, 2 🇧🇷Endy Pinheiro, 1 🇧🇷Brendon Alves;

Suplentes: 16 🇧🇷Leonardo “Neymar” Silva, 17 🇧🇷Alexandre “Texugo” Alvez, 18 🇧🇷Joel Ramirez, 19 🇧🇷Matheus Cláudio, 20 🇧🇷Devon Muller, 21 🇧🇷Rafael “Raj” Spago, 22 🇦🇷Bautista Santamarina, 23 🇧🇷Pedro Goulart;

🇵🇾Olimpia

Tries: Gorostiaga (2), González e Quetglas

Conversões: Urbieta (1)

Penais: Urbieta (1)

15 🇦🇷Julián Quetglas, 14 🇦🇷Agustín Cortés, 13 🇦🇷Francisco Diez, 12 🇵🇾Sebastián Urbieta, 11 🇵🇾Juan González, 10 🇦🇷Nicolás Hogg, 9 🇦🇷Ignacio Inchauspe (c), 8 🇦🇷Mariano Romanini, 7 🇵🇾Ariel Nuñez, 6 🇦🇷Federico Simondi, 5 🇦🇷Agustín Toth, 4 🇦🇷Lorenzo Colidio, 3 🇦🇷Franco Giacoppo, 2 🇦🇷Juan Ignacio Sánchez, 1 🇦🇷Manuel Stuchetti;

Suplentes: 16 🇵🇾Emilio Gorostiaga, 17 🇵🇾Luís Quinteros, 18 🇦🇷Rolando Portillo, 19 🇦🇷Álvaro Biscay, 20 🇵🇾Lautaro Britez, 21 🇦🇷Facundo Villalba, 22 🇦🇷Gianfranco Parodi, 23 🇵🇾Ramiro Amarilla;

 

EquipePaísPtsJVED4+-7PPPCSP
PeñarolUruguai401080262307122149
SelknamChile371080241299150142
Jaguares XVArgentina311060461342200185
CafeterosColômbia201040622168295-127
OlimpiaParaguai151030712202286-84
CobrasBrasil61010911145380-235
- Vitória = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota = 0 pontos;
- Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
- Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto extra;

- 4 primeiros colocados avançarão às semifinais;