Foto: CONNACHT RUGBY

Tempo de leitura: 3 minutos

ARTIGO COM VÍDEOS – O ano começou com clássicos nacionais na Irlanda, Gales, Escócia e Itália. O Guinness PRO14 teve rodada cheia no primeiro fim de semana de 2021, que começou com dois invictos caindo nos clássicos irlandeses de sábado e taça sendo entregue na Escócia.

Primeiro, o Ulster se isolou na liderança e se manteve como o único invicto da liga ao derrotar o rival Munster por 15 x 10, pondo fim à invencibilidade do rival. Foi uma verdadeira blitz do time de Belfast logo no começo, com tries de Faddes, aos 6′, e McIlroy, aos 16′. Cooney e Healy ainda trocaram penais no primeiro tempo, que foi ao intervalo em Ulster 15 x 03. O Munster parou na fisicalidade do Ulster no segundo tempo e chegou a seu try apenas com o tempo esgotado, com Sweetnam, sem tempo para a virada – mas garantindo ao menos o bônus defensivo.

Depois, o atual campeão Leinster, mesmo com Jonny Sexton em campo, sofreu sua primeira derrota em casa na liga desde 2019 ao cair diante do Connacht por 35 x 24. Foi um jogão, com o abertura Jack Carty liderando os verdes com 2 tries e 2 penais no primeiro tempo, que davam surpreendente frente ao Connacht, implacável no breakdown e nos turnovers. Penny reduziu com try aos 24′ para o Leinster, mas antes da pausa o try de Wootton dava vantagem incrível de 25 x 05 para Connacht. O Leinster reagiu após o intervalo com tries de Luke McGrath e Baird, mas, aos 72′, Daly cravou o try que dava a vitória aos visitantes. O try de Byrne, no fim, deu ao menos o bônus de consolação ao Leinster.

No dérbi escocês, também jogado no sábado, o Edinburgh conseguiu importante vitória por 10 x 07 sobre Glasgow. Todos os pontos saíram no segundo tempo, com Van der Walt chutando penal aos 64′ e Bradbury marcando o try crucial para os donos da casa aos 68′. Os Warriors chegaram a reagir com try de Bean, mas sem conseguirem a virada. Batalha física que teve Richie Gray e WP Nel em grande forma por Edinburgh, assegurando a conquista da 1872 Cup, a taça dada ao vencedor dos duelos anuais entre os dois rivais escoceses.

Já na Itália, o Zebre alcançou nova vitória sobre o Benetton, que segue como o único time sem vitórias. 24 x 15 na casa do Benetton, com Luca Bigi marcando 2 tries para as Zebras no começo do jogo, punindo cartão amarelo para o lado vêneto. Braley e Ioane marcaram os tries do Benetton, mas a vitória foi das Zebras, que puniram a indisciplina do rival em dia inspirado de Rizzi nos chutes.

Gales, por sua vez, teve seus dois dérbis rolando na sexta, dia 1º. No primeiro jogo do ano, o Scarlets se impôs sobre o Dragons por 20 x 03. O jogo foi duro e os tries saíram somente no segundo tempo, com Kalamafoni e Costelow cruzando o in-goal para o time de Llanelli.

No outro duelo, o Cardiff Blues sofreu duro golpe em suas pretensões ao sucumbir em casa diante do Ospreys por 17 x 03. Um try do hooker Ifan Phillips no primeiro tempo e um penal try na segunda etapa deram o triunfo ao time de Swansea.

Guinness PRO14 – Liga de Irlanda, Gales, Escócia e Itália

- Continua depois da publicidade -

Scarlets 20 x 03 Dragons

Cardiff Blues 03 x 17 Ospreys

Benetton 15 x 24 Zebre

Edinburgh 10 x 07 Glasgow

Ulster 15 x 10 Munster

Leinster 24 x 35 Connacht

 ClubePaísCidadeJogosPontos
Conferência A
LeinsterLeinsterIrlandaDublin1360
Ulster copy copyUlsterIrlandaBelfast1354
OspreysGalesSwansea1331
ZebreItáliaParma1317
Glasgow WarriorsEscóciaGlasgow1216
DragonsGalesNewport1215
Conferência B
Munster copyMunsterIrlandaLimerick/Cork1350
ConnachtIrlandaGalway1341
ScarletsGalesLlanelli1434
Cardiff BluesGalesCardiff1426
EdinburghEscóciaEdimburgo1220
Benetton TrevisoItáliaTreviso126
- Vitória = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota = 0 pontos;
- Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
- Perder por 7 pontos ou menos de diferença = 1 pontos extra;

- 1º colocado de cada conferência = Grande Final
- 3 primeiros colocados de cada conferência = classificação à Heineken Champions Cup europeia;