Foto: SLAR / Gaspafotos

Tempo de leitura: 3 minutos

Jogo de 6 tries a 0. No fechamento da 6ª rodada, os uruguaios do Peñarol venceram com tranquilidade os brasileiros dos Cobras, em partida realizada neste sábado em Montevidéu. O time uruguaio se impôs por 40 x 03 e lidera a SLAR, a liga profissional sul-americana.

Quem abriu o placar foram os Cobras, com penal chutado pelo argentino Santamarina logo no começo do duelo – mas foi só do lado brasileiro, que pouco teve posse de bola nas 22 de ataque do oponente e criou poucas oportunidades de try.

O Peñarol deu o troco aos 10′ com try de maul finalizado pelo terceira linha de 23 anos Manuel Ardao, nome ascendente dos Carboneros. O segundo try não tardou e foi outra vez de Ardao, aos 20′, furando a defesa brasileira após lateral. Dois tries a partir da plataforma do line-out.

Aos 29′, após penal desperdiçado pelo time brasileiro, o abertura Etcheverry – que se provou real opção para os Teros para o Mundial de 2023 – fez o terceiro try uruguaio, abrindo bola após maul e encontrando o espaço. E antes da pausa o Peñarol chegou ao quarto try, garantindo o bônus com Carlos Deus, na base do pick and go, provando a força e paciência do pack uruguaio. 26 x 03.

- Continua depois da publicidade -

O segundo tempo largou com os Cobras tendo sua melhor oportunidade de try, em ação pela ponta que teve Robert dando offload para o francês Bienvenu, que avançou, mas acabou recebendo tackle salvador dentro do in-goal. Os Cobras ainda tentaram encontrar seu try a partir de lateral pouco depois, mas sem sucesso.

“Quem não faz, leva”, e, aos 56′, o Peñarol marcou seu quinto try com o argentino Nicolás Roger, que girou brilhantemente sobre a defesa brasileira para criar espaço e invadir o in-goal. O nocaute estava claro e, aos 67′, os Carboneros marcaram o sexto try, com um penal try em scrum.

Os Cobras foram reduzidos a 14 jogadores com amarelo para Brendon e a 13 homens com amarelo para Texugo. Porém, o Peñarol não capitalizou no fim, com o jogo se encerrando em 40 x 03 para os aurinegros.

Na sexta-feira, os Cobras encaram os chilenos do Selknam, ao passo que o Peñarol duela com os Cafeteros, da Colômbia.

 

40versus copiar03

🇺🇾Peñarol 40 x 03 Cobras🇧🇷, em Montevidéu🇺🇾

Árbitro: 🇨🇱Frank Méndez / Assistentes: 🇦🇷Simón Larrubia e 🇨🇴Juan Manuel León / TMO: 🇦🇷Damian Schneider;

🇺🇾Peñarol

Tries: Ardao (2), Etcheverry, Deus, Roger e penal try

Conversões: Etcheverry (4)

15 🇺🇾Rodrigo Silva, 14 🇺🇾Mateo Viñals, 13 🇺🇾Bautista Basso, 12 🇺🇾Andrés Villaseca (c), 11 🇺🇾Baltazar Amaya, 10 🇺🇾Felipe Etcheverry, 9 🇺🇾Tomás Inciarte, 8 🇺🇾Carlos Deus, 7 🇺🇾Lucas Bianchi, 6 🇺🇾Manuel Ardao, 5 🇦🇷Nahuel Milán, 4 🇺🇾Eric Dosantos, 3 🇺🇾Ignacio Péculo, 2 🇺🇾Guillermo Pujadas, 1 🇺🇾Juan Echeverría;

Suplentes: 16 🇺🇾Emiliano Faccennini, 17 🇺🇾Matías Benítez, 18 🇺🇾Mathis Franco, 19 🇺🇾Tomás Etcheverry, 21 🇦🇷Francisco Suárez Folch, 21 🇺🇾Juan Tafernaberry, 22 🇦🇷Nicolás Roger, 23 🇺🇾Felipe Arcos Pérez;

🇧🇷Cobras

Penal: Santamarina (1)

15 🇧🇷Daniel Sancery (c), 14 🇧🇷Robert Tenório, 13 🇫🇷Simon Bienvenu, 12 🇧🇷Joel Santos, 11 🇧🇷Daniel “Maranhão” Lima, 10 🇦🇷Bautista Santamarina, 9 🇧🇷Douglas Rauth, 8 🇧🇷André “Buda” Arruda, 7 🇧🇷Matheus Cláudio, 6 🇧🇷Devon Muller, 5 🇧🇷Gabriel Paganini, 4 🇧🇷Cléber “Gelado” Dias, 3 🇧🇷Henrique Ferreira, 2 🇧🇷Endy Pinheiro, 1 🇧🇷Alexandre “Texugo” Alves;

Suplentes: 16 🇧🇷Leonardo “Neymar” Silva, 17 🇧🇷Brendon Alves, 18 🇧🇷Joel Ramirez, 19 Gabriel “Fúria” Oliveira, 20 🇧🇷Adrio de Melo, 21 🇧🇷Rafael “Raj” Spago, 22 🇧🇷Lucas “Spaguinho” Spago, 23 🇧🇷Lucas “Zé” Tranquez;

 

EquipePaísPtsJVED4+-7PPPCSP
PeñarolUruguai401080262307122149
SelknamChile371080241299150142
Jaguares XVArgentina311060461342200185
CafeterosColômbia201040622168295-127
OlimpiaParaguai151030712202286-84
CobrasBrasil61010911145380-235
- Vitória = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota = 0 pontos;
- Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
- Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto extra;

- 4 primeiros colocados avançarão às semifinais;