Foto: SLAR / Gaspafotos

Tempo de leitura: 3 minutos

Sétima derrota em sete partida. Os Cobras seguem sofrendo na SLAR – a liga profissional sul-americana – após nova derrota nesta sexta diante dos chilenos do Selknam, em duelo realizado em Montevidéu. 37 x 08, que garantiram importante bônus ofensivo aos chilenos na luta pelo topo da tabela de classificação.

O Selknam não deu margem a erros. Urroz abriu o placar com penal no começo e o primeiro try veio em maul finalizado por Ignacio Silva aos 21′. O primeiro tempo até sugeriu equilíbrio em posse de bola e indisciplina, ainda que o Selknam se mostrou mais sólido nas formações e provou maior eficiência. Aos 29′, o uruguaio Zuccarino marcou lindo try criado com chute de Urroz para o in-goal, apanhando por Nicolás Garafulic, que manteve a bola viva com brilhante tapa para o try do fullback. Os chilenos mostraram mais qualidade ao proporem o jogo, como esperado.

Os brasileiros ainda responderam na sequência com try de Robert, após Sancery ganhar metros na corrida. Porém, antes da pausa, Urroz chutou novo penal, abrindo 18 x 05 para os andinos.

No segundo tempo, o Selknam foi atrás do bônus e o conquistou. O terceiro try saiu aos 46′ em bela ação do segunda linha argentino Franco Molina e os Cobras acusaram o golpe. Aos 53′, Matheus Cláudio perdeu a cabeça e desferiu soco que foi punido apenas com cartão amarelo. O homem a menos, todavia, não cobrou seu preço, com os Cobras sendo capazes de segurarem o placar e ainda arrancarem penal para Spaguinho descontar a diferença.

- Continua depois da publicidade -

Porém, aos 72′, o quarto try chileno saiu com Armstrong rompendo a linha brasileira. Os Cobras ainda flertaram com try em boa jogada de Robert com Santamarina, mas o abertura argentino estava a frente ao receber chute do centro brasileiro. Quem não faz, leva. Na fim do duelo, os chilenos ganharam penal e apostaram no lateral, marcando o quinto try com Delgado, em maul. 37 x 08, números finais.

Os Cobras encararão na quarta-feira os Cafeteros. Novo insucesso eliminará matematicamente os brasileiros das chances de irem às semifinais, o que, na prática, já está consumado.

 

37versus copiar08

🇨🇱Selknam 37 x 08 Cobras🇧🇷, em Montevidéu🇺🇾

Árbitro: 🇨🇴Juan Manuel León / Assistentes: 🇦🇷Nehuen Jauri Rivero e 🇦🇷Simón Larrubia / TMO: 🇺🇾Alejandro Longres

🇨🇱Selknam

Tries: Silva, Zuccarino, Molina, Armstrong e Delgado

Conversões: Urroz (3)

Penais: Urroz (2)

15 🇺🇾Juan Zuccarino, 14 🇨🇱Nicolás Garafulic, 13 🇨🇱Luca Strabucchi, 12 🇨🇱José Larenas, 11 🇨🇱Clemente Armstrong, 10 🇨🇱Francisco Urroz (c), 9 🇨🇱Marcelo Torrealba, 8 🇨🇱Alfonso Escobar, 7 🇨🇱Ignacio Silva, 6 🇨🇱Santiago Edwards, 5 🇨🇱Augusto Sarmiento, 4 🇦🇷Franco Molina, 3 🇨🇱Vittorio Lastra, 2 🇨🇱Diego Escobar, 1 🇨🇱Salvador Lues;

Suplentes: 16 🇨🇱Jorge Delgado, 17 🇨🇱Sebastián Otero, 18 🇨🇱Esteban Inostroza, 19 🇨🇱Santiago Pedrero, 20 🇨🇱Ernesto Tchimino, 21 🇨🇱Benjamín Videla, 22 🇨🇱Lukas Carvallo, 23 🇨🇱Joaquín Milesi;

🇧🇷Cobras

Try: Robert

Penal: Spaguinho (1)

15 🇧🇷Daniel Sancery (c), 14 🇧🇷Robson “Varejão” Morais, 13 🇧🇷Robert Tenório, 12 🇧🇷Joel dos Santos, 11 🇧🇷Gabriel Zurka, 10 🇧🇷Lucas “Spaguinho” Spago, 9 🇧🇷Douglas Rauth, 8 🇧🇷André “Buda” Arruda, 7 🇧🇷Matheus Cláudio, 6 🇧🇷Devon Muller, 5 🇧🇷Kauã Guimarães, 4 🇧🇷Gabriel Paganini, 3 🇧🇷Henrique Ferreira, 2 🇧🇷Leonardo “Neymar” Silva, 1 🇧🇷Alexandre “Texugo” Alves;

Suplentes: 16 🇧🇷David Páscoa Müller, 17 🇧🇷Brendon Pinheiro, 18 🇦🇷Emanuel Molina, 19 🇧🇷Gabriel “Fúria” Oliveira, 20 🇧🇷Adrio de Melo, 21 🇧🇷Rafael “Raj” Spago, 22 🇦🇷Bautista Santamarina, 23 🇧🇷Pedro Goulart;

 

EquipePaísPtsJVED4+-7PPPCSP
PeñarolUruguai401080262307122149
SelknamChile371080241299150142
Jaguares XVArgentina311060461342200185
CafeterosColômbia201040622168295-127
OlimpiaParaguai151030712202286-84
CobrasBrasil61010911145380-235
- Vitória = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota = 0 pontos;
- Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
- Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto extra;

- 4 primeiros colocados avançarão às semifinais;