Gales e Japão têm seus elencos convocados para a Copa do Mundo

Warren Gatland, técnico de Gales, deixou para fazer sua convocação final após a partida contra a Irlanda no sábado, que terminou com triunfo galês. Sam Warburton será o capitão do time, enquanto a surpresa foi a inclusão do centro Cory Allen, do Cardiff Blues, enquanto Gareth Anscombe ficou de fora por lesão. Com apenas um jogo pela seleção, o pilar Tomas Francis e o segundo linha Dominic Day ganharam seus lugares no time. Como esperado, veteranos como Adam Jones, Richard Hibbard, James Hook e Mike Philips ficaram de fora.

 

Ao todo, seis jogadores atuam na Inglaterra, dois quais um, o fullback Matthew Morgan, é do Bristol, da segunda divisão, enquanto outros dois jogadores jogam o Top 14 francês, deixando 22 jogadores vindos dos times galeses do PRO12. O Ospreys é a equipe com mais atletas, com nove, contra seis do Scarlets, cinco do Cardiff Blues e dois do Dragons.

 

Avançados: Tomas Francis (Exeter Chiefs, Inglaterra), Paul James (Ospreys), Aaron Jarvis (Ospreys), Gethin Jenkins (Cardiff Blues), Samson Lee (Scarlets), Scott Baldwin (Ospreys), Ken Owens (Scarlets), Jake Ball (Scarlets), Luke Charteris (Racing, França), Bradley Davies (Wasps, Inglaterra), Dominic Day (Bath, Inglaterra), Alun Wyn Jones (Ospreys), Taulupe Faletau (Dragons), James King (Ospreys), Dan Lydiate (Ospreys), Justin Tipuric (Ospreys), Sam Warburton (c) (Cardiff Blues).

Linha: Gareth Davies (Scarlets), Rhys Webb (Ospreys), Lloyd Williams (Cardiff Blues), Dan Biggar (Ospreys), Rhys Priestland (Bath, Inglaterra), Cory Allen (Cardiff Blues), Jamie Roberts (Harlequins, Inglaterra), Scott Williams (Scarlets), Hallam Amos (Dragons), Alex Cuthbert (Cardiff Blues), Leigh Halfpenny (Toulon, França), Matthew Morgan (Bristol, Inglaterra/2ª divisão), George North (Northampton Saints, Inglaterra), Liam Williams (Scarlets).

 

Japão vai ao Mundial com nove atletas nascidos fora do país

O técnico australiano do Japão, Eddie Jones, anunciou hoje seus 31 nomes para o Mundial. Nada menos que nove jogadores são estrangeiros naturalizados japoneses, entre os quais sete neozelandeses (o segunda linha Luke Thompson, os terceiras linhas Justin Ives, Hendrik Tui, Michael Leitch, Michael Broadhurst, o centro Male Sau e o ponta Karne Hesketh), um tonganês (o oitavo Amanaki Mafi) e um australiano (o centro Craig Wing, ex-seleção australiana de rugby league).

 

Avançados: Michael Leitch (c) (Chiefs, Nova Zelândia), Justin Ives (Canon Eagles), Shoji Ito (Kobelco Steelers), Keita Inagaki (Panasonic Wild Knights), Hitoshi Ono (Toshiba Brave Lupus), Takeshi Kizu (Kobelco Steelers), Hendrik Tui (Reds, Austrália), Luke Thompson (Kintetsu Liners), Kensuke Hatakeyama (Suntory Sungoliath), Michael Broadhurst (Ricoh Black Rams), Ryu Holani (Panasonic Wild Knights), Shota Horie (Panasonic Wild Knights), Shinya Makabe (Suntory Sungoliath), Amanaki Mafi (NTT Shining Arcs), Masataka Mikami (Toshiba Brave Lupus), Hiroshi Yamashita (Kobelco Steelers), Hiroki Yuhara (Toshiba Brave Lupus).

Linha: Craig Wing (Kobelco Steelers), Kosei Ono (Suntory Sungoliath), Ayumu Goromaru (Yamaha Jubilo), Male Sau (Yamaha Jubilo), Harumichi Tatekawa (Kubota Spears), Fumiaki Tanaka (Highlanders, Nova Zelândia), Yu Tamura (NEC Green Rockets), Toshiaki Hirose (Toshiba Brave Lupus), Atsushi Hiwasa (Suntory Sungoliath), Kenki Fukuoka (Tsukuba University), Yoshikazu Fujita (Waseda University), Karne Hesketh (Sanix Blues), Kotaro Matsushima (Suntory Sungoliath), Akihito Yamada (Panasonic Wild Knights).

 

Tonga não terá Andrew Fifita

Tonga deixou para o último dia a confirmação de seu 31º homem para o Mundial. O técnico Mana Otai já havia convocado 30 jogadores e aguardava até o último momento para a definição se o astro do rugby league Andrew Fifita iria fazer a transição para o rugby union a tempo da Copa do Mundo. A expectativa não se confirmou e o convocado foi o segunda linha Uili Kolo’ofa’i, do Newcastle Falcons, da Premiership inglesa.

Comentários