Springboks vencem Pumas e levam o 3o lugar no Mundial

ARTIGO COM VÍDEO – África do Sul e Argentina jogaram hoje, no Olímpico de Londres. Os Pumas com nove mudanças e os Boks sem nada a perder, para garantir a terceira colocação. A partida seguiu a lógica do histórico de confrontos entre as duas seleções e terminou com a vitória dos bicampeões mundiais por 24 a 13.
 
Os argentinos começaram mal a partida. Com apenas quatro minutos, Tomás Cubelli levou cartão amarelo depois de um tackle mal executado. Isso deu mais chances para os Boks, que aproveitaram os espaços e fizeram um try com Pietersen, aos 5 minutos, pela direita, com conversão de Pollard. 7 a 0. Com um a menos em campo, e uma sólida defesa Sul-Africana, a Argentina cometeu muitos erros e concedeu vários penais.
 
A volta de Cubelli deu mais ritmo para os sul-americanos, é verdade. No entanto, isso se deu até os 30 minutos. Não conseguiam entrar nos 22 dos Springboks, que se aproveitaram de jogadas precipitadas e tomadas de decisão equivocadas por parte dos Pumas. Nos dez minutos finais do primeiro tempo, Os Boks retomaram o controle do jogo e foram pra cima. Fizeram ao todo 6 pontos em 2 oportunidades neste período, através de 2 penais: um aos 33 e outro nos acréscimos. O primeiro tempo terminava em 16 a 0 para a África do Sul.
 
O segundo tempo começou com Nico Sanchez fazendo um drop de 30 metros, logo no primeiro minuto. Mas a reação Bokke foi imediata. Em um passe sem olhar de Habana, na esquerda, Etzebeth amplia o placar para 21 a 3. Os Pumas continuaram cometendo muitos erros e em mais um penal concedido, Pollard ampliava para 24 a 3. Confortável no placar, os Sul-Africanos reduziram o ritmo. Os Pumas se aproveitam e Nico Sánchez guardaria mais 3 pontos em cobrança de penal de 30 metros.
 
Pela metade do segundo tempo o jogo ficou morno, sem grandes chances para as duas seleções. Ambas paravam em um forte esquema defensivo e cometiam muitos equívocos. O cansaço era evidente. Dos dois lados. No ultimo lance do jogo, o substituto Orlandi, com coração, depois de várias fases, faria mais 5 pontos para os Pumas. A conversão bem executada dava números finais ao jogo: África do Sul 24, Argentina 13.
 
Apesar a derrota na estreia para o Japão, a África do Sul fez excelente mundial. Perderam a semi-final para os All Blacks por apenas 2 pontos e, à frente dos Springboks, estarão Austrália e Nova Zelândia, os finalistas. Para a Argentina, um quarto lugar magnífico.
 
 
Destaque para Schalk Burger e Etzebeth, pelos Boks. Apesar da derrota, Nico Sánchez foi muito bem e Fernandez-Lobbe um gigante. Deu a lógica no estádio Olímpico.
 
 

springboks logo24versus copiar13UAR_copy_copy.jpg
 
18h00 – África do Sul x Argentina, no Estádio Olímpico, Londres – AO VIVO NA ESPN
Árbitro: John Lacey (Irlanda)
Assistentes: Chris Pollock (Nova Zelândia) e Glen Jackson (Nova Zelândia) / TMO: Graham Hughes (Inglaterra)
 
África do Sul: 15 Willie le Roux, 14 JP Pietersen, 13 Jesse Kriel, 12 Damian de Allende, 11 Bryan Habana, 10 Handre Pollard, 9 Ruan Pienaar, 8 Duane Vermeulen, 7 Schalk Burger, 6 Francois Louw, 5 Victor Matfield (c), 4 Eben Etzebeth, 3 Frans Malherbe, 2 Bismarck du Plessis, 1 Tendai Mtawarira.
Suplentes: 16 Adriaan Strauss, 17 Trevor Nyakane, 18 Jannie du Plessis, 19 Lodewyk de Jager, 20 Willem Alberts, 21 Rudy Paige, 22 Pat Lambie, 23 Jan Serfontein.
 
Argentina: 15 Lucas Gonzalez Amorosino, 14 Santiago Cordero, 13 Matias Moroni, 12 Jerónimo De La Fuente, 11 Horacio Agulla, 10 Nicolás Sánchez (c), 9 Tomas Cubelli, 8 Juan Manuel Leguizamón, 7 Juan Martin Fernandez Lobbe, 6 Javier Ortega Desio, 5 Tomas Lavanini, 4 Matias Alemanno, 3 Ramiro Herrera, 2 Julian Montoya, 1 Juan Figallo.
Suplentes: 16 Lucas Noguera, 17 Juan Pablo Orlandi, 18 Santiago Garcia Botta, 19 Guido Petti, 20 Facundo Isa, 21 Martin Landajo, 22 Santiago Gonzalez Iglesias, 23 Juan Pablo Socino.
 
 
Confira os melhores lances da partida
 

 
Artigo por Virgílio Neto

Comentários