Foto: Blues

ARTIGO COM VÍDEO – Auckland está em festa porque os Blues estão realmente inspirados na busca pelo título do Super Rugby Aotearoa, a competição entre os 5 super-times da Nova Zelândia. Neste sábado, com chuva em Hamilton, os Blues visitaram os rivais da Ilha do Norte, os Chiefs, e conseguiram uma preciosa vitória por 24 x 12 contra um oponente que decepciona no início da competição, após ser cotado como um dos candidatos a título.

Como esperado, os Chiefs, do técnico Warren Gatland, tiveram desde o começo mais posse de bola e tendo mais território a seu favor, algo que seguiria como tônica pelo restante do jogo. E, com a elevação do rigor da arbitragem, os penais seguiram em número elevado na partida. Ainda assim, os Blues foram mais uma vez recompensados por uma evolução defensiva clara, não concedendo aos Chiefs nenhum try. Os Blues foram menos disciplinados, mas foram superiores nos scrums e no breakdown.

Os donos da casa largaram na frente com McKenzie chutando o primeiro penal do jogo, mas, aos 15′, os Blues souberam sustentar pressão com seus avançados e Sotutu no pick and go cravou o primeiro try do jogo para os visitantes.

McKenzie respondeu aos 20′ com novo penal e, com a chuva apertando, os espaços rareara e nos 3 minutos finais da primeira etapa Otere Black e McKenzie trocaram penais para levaram o embate ao intervalo em 10 x 09 para os Blues.

- Continua depois da publicidade -

Black e McKenzie voltaram a trocar penais no começo da segunda etapa e o jogo seguiu completamente em aberto até os minutos finais, quando os Blues se mostraram decisivos. Aos 63′, Beauden Barrett enxergou o momento de abrir margem e desferiu drop goal preciso.

Depois, aos 73′, mais uma vez após Clarke ganhar metros no campo, os Blues souberam criar espaço com a bola em mãos e Sotutu serviu com passe longo Telea para o try da vitória azul. Vitória dos Blues por 24 x 12 – a primeira dos Blues em Hamilton desde 2011.

Na próxima rodada, no dia 27, os Blues receberão os Highlanders, ao passo que os Chiefs visitarão os Crusaders.


ChiefsLogo12versus copiar24

Chiefs 12 x 24 Blues, em Hamilton

Árbitro: Ben O’Keefe

Chiefs

Penais: McKenzie (4)

15 Damian McKenzie, 14 Shaun Stevenson, 13 Quinn Tupaea, 12 Anton Lienert-Brown, 11 Sean Wainui, 10 Aaron Cruden, 9 Brad Weber (c), 8 Pita Gus Sowakula, 7 Lachlan Boshier, 6 Luke Jacobson, 5 Naitoa Ah Kuoi, 4 Tupou Vaa’i, 3 Nepo Laulala, 2 Samisoni Taukei’aho, 1 Aidan Ross;

Suplentes: 16 Bradley Slater, 17 Reuben O’Neill, 18 Ross Geldenhuys, 19 Adam Thomson, 20 Dylan Nel, 21 Lisati Milo-Harris, 22 Kaleb Trask, 23 Solomon Alaimalo;

Blues

Tries: Sotutu e Telea

Conversões: Black (1)

Penais: Black (2) e Barrett (1)

Drop goal: Barrett (1)

15 Beauden Barrett, 14 Mark Telea, 13 Rieko Ioane, 12 TJ Faiane, 11 Caleb Clarke, 10 Otere Black, 9 Sam Nock, 8 Hoskins Sotutu, 7 Dalton Papalii, 6 Akira Ioane, 5 Josh Goodhue, 4 Patrick Tuipulotu (c), 3 Ofa Tuungafasi, 2 James Parsons, 1 Alex Hodgman;

Suplentes: 16 Kurt Eklund, 17 Marcel Renata, 18 Sione Mafileo, 19 Gerard Cowley-Tuioti, 20 Tony Lamborn, 21 Finlay Christie, 22 Harry Plummer, 23 Matt Duffie;

 

 EquipeCidadeJogosPontos
BluesAuckland312
CrusadersChristchurch29
Highlanders NZ rugby union team logo.svgHighlandersDunedin25
ChiefsChiefsHamilton32
HurricanesWellington20
- Vitória = 4 pontos;
– Empate = 2 pontos;
– Derrota = 0 pontos;
– Vencer marcando 3 ou mais tries que o oponente = 1 ponto extra;
– Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto extra;