Quarta-feira é de evento histórico no Estádio do Morumbi, em São Paulo, com a Seleção Brasileira encarando seu maior oponente na história recente: os Barbarians, célebre combinado internacional de história centenária. O jogo terá exibição ao vivo da ESPN.

CLIQUE AQUI PARA COMPRAR SEU INGRESSO JÁ!

Ver essa foto no Instagram

INÉDITO NO BRASIL! TRANSMISSÃO LIBERADA! 🎙Demorou mas fomos autorizados! Não perderíamos esta partida por nada! a WR4 Esportes vai transmitir para você ouvinte todas as emoções da partida de #rugby inédita entre @brasilrugby e @barbarians_fc. Os #Tupis vão encarar pela primeira vez os #BaaBaas, a seleção de craques de todo o mundo. E nós, da WR4 Esportes estaremos lá para você! A partir das 19h, diretamente do Morumbi em São Paulo, mas um jogo histórico para o Brasil. Junte-se a nós nesta aventura neste dia histórico! Ouça pelo nosso site wr4esportes.com.br ou pelo nosso aplicativo da Google Play Store. Link na nossa bio. Participe de nossa transmissão enviando mensagens para nossas redes sociais, sempre @WR4Esportes. Sempre com o apoio da @jana.naka e da @decathlonmarginaltiete ao nosso trabalho. @decathlonbrasil @offloadrugbybrasil #culturaderugby #fanaticosporrugby #rugby #rúgbi #esportes #sports #broadcast #transmissaoaovivo #radioaovivo #webradio #wr4esportes #raguebi #râguebi #souesportista #decathlonbrasil

Uma publicação compartilhada por WR4 Esportes Web Rádio (@wr4esportes) em


O técnico do Brasil, Rodolfo Ambrosio, escalou a equipe brasileira com novidades. Joel, pilar do Jacareí, será titular dos Tupis, tendo Leonel, do São José, na reserva. Abud e Nelson segue titulares indiscutíveis, com Monstro e Dell’Acqua na segunda linha. Gelado, Bergo e Buda formam a terceira linha titular, como esperado.

Tanque e Josh seguem como a dupla criativa, ao passo que Moisés e Felipe Sancery (capitão) formam o centro, com Daniel Sancery de fullback. Maranhão será um ponta e Massari ganhou a titularidade na outra ponta, tendo Zé no banco desta vez. Zé junto de Felipe Cunha são as únicas opções da linha, pois Ambrosio apostou em 6 forwards reservas, com Devon e Matheus Cláudio na terceira linha suplente. Opção pensando no cansaço que um time do calibre dos Barbarians causará nos titulares.

- Continua depois da publicidade -

Para o Brasil, a vitória do time de desenvolvimento de Fiji oferece esperanças de um jogo bom para os Tupis, que almejam presentear o público que for ao Morumbi ao menos com tries, independente do placar final. A vitória seria a maior da história do rugby masculino brasileiro, mas a dificuldade de alcançá-la é evidente, com 3 campeões do mundo no elenco dos Barbarians, além de sua constelação de outras nacionalidades. Pela escalação, os Tupis buscarão um jogo mais físico, tentando criar um contraponto à proposta de jogo aberto dos Barbarians. Aguardemos pelo resultado.

versus copiarBarbarians

19h30 – Brasil x Barbarians, no Estádio do Morumbi, São Paulo – ESPN AO VIVO

Árbitro: Federico Anselmi (Argentina)

Assistentes: Francisco González (Uruguai) e Cauã Ricardo (Brasil) / TMO: Xavier Vouga (Brasil)

Brasil: 15 Daniel Sancery, 14 Lorenzo Massari, 13 Felipe Sancery (c), 12 Moisés Duque, 11 Daniel “Maranhão” Lima, 10 Josh Reeves, 9 Lucas “Tanque” Duque, 8 André “Buda” Arruda, 7 Arthur Bergo, 6 Cléber “Gelado” Dias, 5 Luiz “Monstro” Vieira, 4 Matteo Dell’Acqua, 3 Joel Ramirez, 2 Wilton “Nelson” Rebolo, 1 Lucas Abud;

Suplentes: 16 Yan Rosetti, 17 Matheus “Blade” Rocha, 18 Leonel Moreno, 19 Gabriel Paganini, 20 Matheus Cláudio, 21 Devon Muller, 22 Felipe Cunha, 23 Lucas “Zé” Tranquez;

Barbarians: 15 David Havili (Nova Zelândia), 14 Bautista Ezcurra (Argentina), 13 Lukhanyo Am (África do Sul), 12 Billy Meakes (Austrália*), 11 Makazole Mapimpi, 10 Santiago Iglesias (Argentina), 9 Jano Vermaak (África do Sul), 8 Josh Strauss (Escócia), 7 Pete Samu (Austrália), 6 Angus Cottrell (Austrália*), 5 Luke Jones (Austrália), 4 Tyler Ardron (c) (Canadá), 3 Hencus Van Wyk (África do Sul*), 2 Andrew Makalio (Nova Zelândia*), Campese Ma’afu (Fiji);

Suplentes: 16 Tendai Mtawarira (África do Sul), 17 Rory Best (Irlanda), 18 Wiehahn Herbst (África do Sul*), 19 Ben Landry (Estados Unidos), 20 Marco van Staden (África do Sul),  21 Joe Powell (Austrália), 22 Mathieu Bastareaud (França), 23 Dillyn Leyds (África do Sul);