Foto: Crusaders

Tempo de leitura: 3 minutos

ARTIGO COM VÍDEOS – Os Crusaders se aproximariam ainda mais do título do Super Rugby Aotearoa neozelandês neste sábado. O atual campeão do Hemisfério Sul venceu fora de casa os Chiefs por 32 x 19 e abriu sólida vantagem de 8 pontos sobre os Hurricanes e 7 pontos sobre os Blues na tabela de classificação, com o mesmo número de jogos que os concorrentes. O sucesso dos Crusaders foi também a lamentação dos Chiefs, que vivem trágica campanha de 7 derrotas em 7 partidas. Os Chiefs flertaram com um bom resultado, mas perderam o passo no fim do jogo após try controverso marcado em favor dos Crusaders.

Os Crusaders começaram a batalha em Hamilton dominantes, marcando 2 tries em questão de 15 minutos de imposição. O primeiro com o oitavo Sanders disparando e atropelando na ponta, aos 7′, e o segundo com Will Jordan finalizando série eficiente de 15 fases, aproveitando o espaço na defesa dos Chiefs, aos 14′.

O jogo assumia aspecto protocolar, mas os donos da casa foram capazes de equilibrarem as ações no restante da primeira etapa, com sólido desempenho no breakdown. E a reação começou com o try aos 21′ de Boshier, um dos grandes nomes dos Chiefs na temporada até o momento, em pick and go potente. Damian McKenzie ainda teve penal para reduzir o placar para Crusaders 12 x 10 Chiefs e o jogo caminhou aberto perto do intervalo. No entanto, revés contra os Chiefs, no entanto, veio antes da pausa, com amarelo aos 39′ para Stevenson. Na sequência, os Crusaders emplacaram maul demolidor finalizado com try por Codie Taylor. 17 x 10.

- Continua depois da publicidade -

Os Chiefs não se abalaram e começaram sólidos o segundo tempo com McKenzie reduzindo com penal aos 43′ e Aaron Cruden mostrando brio defensivo ao arrancar um turnover contra Jordan na linha de in-goal.

McKenzie e Mo’unga trocaram penais nos minutos seguintes, com 2 precisos de McKenzie contra 1 de Mo’unga, o que colocou o placar em 19 x 20, esperançosos para os Chiefs para os 20 minutos derradeiros.

Todavia, aos 60′ veio o lance crucial do jogo, com Ah Kuoi cometendo knock on antes de Sevu Reece apanhar a bola para o try. A arbitragem julgou o lance válido, quebrando a reação dos Chiefs.

O golpe foi acusado e Fainga’anuku fez o try aos 67′ que liquidou a fatura em favor dos Crusaders. Não houve mais reação do cansado Chiefs, sentindo o psicológico da série de insucessos.

Os Crusaders poderão ser campeões na próxima rodada, quando receberão os Highlanders. Os Chiefs se despedirão da competição visitando os Hurricanes.

 

Chiefs19versus copiar32

Chiefs 19 x 32 Crusaders, em Hamilton

Árbitro: Ben O’Keeffe

Chiefs

Try: Boshier

Conversão: McKenzie (1)

Penais: McKenzie (4)

15 Damian McKenzie 14 Shaun Stevenson, 13 Anton Lienert-Brown, 12 Alex Nankivell, 11 Sean Wainui, 10 Aaron Cruden, 9 Brad Weber, 8 Pita Gus Sowakula, 7 Sam Cane (c), 6 Lachlan Boshier, 5 Mitchell Brown, 4 Tupou Vaa’i, 3 Nepo Laulala, 2 Bradley Slater, 1 Reuben O’Neill;

Suplentes: 16 Samisoni Taukei’aho, 17 Ollie Norris, 18 Angus Ta’avao, 19 Naitoa Ah Kuoi, 20 Simon Parker, 21 Lisati Milo-Harris, 22 Kaleb Trask, 23 Quinn Tupaea;

Crusaders

Tries: Sanders, Jordan, Taylor, Reece e Fainga’anuku

Conversões: Mo’unga (2)

Penais: Mo’unga (1)

15 Will Jordan, 14 Sevu Reece, 13 Fetuli Paea, 12 Jack Goodhue, 11 George Bridge, 10 Richie Mo’unga, 9 Mitchell Drummond, 8 Tom Sanders, 7 Tom Christie, 6 Sione Havili, 5 Mitchell Dunshea, 4 Samuel Whitelock, 3 Michael Alaalatoa, 2 Codie Taylor (c), 1 George Bower;

Suplentes: 16 Andrew Makalio, 17 Isileli Tu’ungafasi, 18 Oliver Jager, 19 Quinten Strange, 20 Billy Harmon, 21 Bryn Hall, 22 Brett Cameron, 23 Leicester Fainga’anuku;

 

 EquipeCidadeJogosPontos
CrusadersChristchurch728
BluesAuckland722
HurricanesWellington721
Highlanders NZ rugby union team logo.svgHighlandersDunedin710
ChiefsChiefsHamilton85
- Vitória = 4 pontos;
– Empate = 2 pontos;
– Derrota = 0 pontos;
– Vencer marcando 3 ou mais tries que o oponente = 1 ponto extra;
– Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto extra;