Foi anunciado oficialmente ontem pelo novo comissário da Major League Rugby (a liga profissional da América do Norte), George Killebrew, que a liga seguirá se expandindo em 2021.

Para 2020, a competição saltou de 9 para 12 particpantes, com as adições dos novos times de Boston (New England Free Jacks), Washington (Old Glory DC) e Atlanta (Rugby ATL). A novidade agora é que em 2021 haverá ao menos 14 times na competição, com os anúncios de Dallas e Los Angeles.

O time de Dallas será o terceiro no Texas, somando-se a Austin Herd e Houston Saber Cats. O principal clube de Dallas (maior cidade texana), o Dallas Griffins, é o dono da licença, tendo sido fundador da MLR em 2017. Porém, até o momento, os Griffins não estavam na liga por não terem o apoio financeiro – que agora conseguiram pelo investimento de Donnie Nelson, presidente do Dallas Mavericks, da NBA. Killebrew, inclusive, assumiu o cargo na MLR após ter trabalhado nos Mavericks e o anúncio de Dallas era já esperado.

Los Angeles, por sua vez, será o segundo time na Califórnia, juntando-se ao San Diego Legion. A maior cidade californiana já havia tido uma candidatura à MLR liderada por um grupo chamado LA Coast, mas que não fora bem sucedido. O novo grupo que conseguiu garantir Los Angeles na MLR é a Loyals Rugby, grupo criado para investimentos em projetos de rugby.

- Continua depois da publicidade -

A outra novidade é que o francês Mourad Boudjelal, ex dono do Toulon, revelou que estuda criar uma equipe em Miami para jogar a MLR. Recentemente, a liga declarou que o objetivo a médio prazo é chegar a 16 franquias.