Foto: Inpho

ARTIGO COM VÍDEO – Depois da vitória de Gales sobre a Escócia, a pressão estava sobre a Inglaterra, que recebia a Itália. A vitória era obrigatória para os ingleses, que não desapontaram e venceram por avassaladores 57 x 14, em partida de 8 tries a 2 para os ingleses em Londres. mantendo a histórica invencibilidade sobre os Azzurri.

O jogo começou já com a Inglaterra abrindo o placar com try de Jamie George no impacto. Mas a Itália começava bem o duelo e respondeu logo com try de Tommaso Allan com direito a lindo dummy, aos 11′. Porém, a resposta da Rosa foi imediata, e, aos 14′, Jonny May finalizou na ponta o segundo try, após Elliot Daly romper a defesa azul, com a imposição se iniciando.

Depois, aos 20′, veio o terceiro try, com Manu Tuilagi arrancando na potência. E o próprio Tuilagi armou o terceiro try para Brad Shields finalizar aos 31′, assegurando a bonificação preciosa. 31 x 07.

O segundo tempo seguiu a mesma tônica e a Inglaterra chegou a seu sexto try de novo com Tuilagi, depois de bela ação da linha. Aos 53′, Morisi respondeu com o segundo try italiano, após passe longo de Allan, mas os ingleses estavam imparáveis e, aos 63′, foi a vez de Kruis romper a defesa azul. No fim, Dan Robson e Brad Shields ainda cruzaram o in-goal mais duas vezes para os ingleses, para selarem o enfático triunfo. 57 x 18.

- Continua depois da publicidade -

Na última rodada, no próximo sábado, a Inglaterra duelará com a Escócia. Antes, os ingleses torcerão por um tropeço de Gales contra a Irlanda. Se os galeses falharem em obterem a vitória, os ingleses precisarão de simples vitória sobre os escoceses para serem campeões.

 

57versus copiar14

Inglaterra 57 x 14 Itália, em Londres

Árbitro: Nic Berry (Austrália)

Inglaterra

Tries: Tuilagi (2), Shields (2), George, May, Kruis e Robson

Conversões: Farrell (4) e Ford (3)

Penais: Farrell (1)

15 Elliot Daly, 14 Joe Cokanasiga, 13 Manu Tuilagi, 12 Ben Te’o, 11 Jonny May, 10 Owen Farrell (c), 9 Ben Youngs, 8 Billy Vunipola, 7 Tom Curry, 6 Brad Shields, 5 George Kruis, 4 Joe Launchbury, 3 Kyle Sinckler, 2 Jamie George, 1 Ellis Genge;

Suplentes: 16 Luke Cowan-Dickie, 17 Ben Moon, 18 Dan Cole, 19 Nathan Hughes, 20 Mark Wilson, 21 Dan Robson, 22 George Ford, 23 Henry Slade;

Itália

Tries: Allan e Morisi

Conversões: Allan (2)

15 Jayden Hayward, 14 Edoardo Padovani, 13 Michele Campagnaro, 12 Luca Morisi, 11 Angelo Esposito, 10 Tommaso Allan, 9 Tito Tebaldi, 8 Sergio Parisse (c), 7 Braam Steyn, 6 Sebastian Negri, 5 Dean Budd, 4 Federico Ruzza, 3 Simone Ferrari, 2 Luca Bigi, 1 Andrea Lovotti;

Suplentes: 16 Leonardo Ghiraldini, 17 Cherif Traore, 18 Tiziano Pasquali, 19 David Sisi, 20 Jake Polledri, 21 Guglielmo Palazzani, 22 Ian McKinley, 23 Tommaso Castello;

 

 SeleçãoJogosPontos
Gales523
Inglaterra518
Irlanda514
França510
Escócia59
Itália50
- Grand Slam = 3 pontos;
- Vitória = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota = 0 pontos;
- Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
- Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto extra;