Vai começar a temporada 2018-19 da Série Mundial de Sevens masculina, reunindo as 15 mais fortes seleções do seven-a-side mundial! A temporada terá seu pontapé inicial na sexta-feira com o Dubai Sevens, nos Emirados Árabes Unidos!

E agora o valor do circuito é dobrado, com os 4 primeiros colocados garantindo vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020!

Assista aos jogos ao vivo pela World Rugby TV.

- Continua depois da publicidade -

 

Como funcionará a temporada? Vale vaga nos Jogos Olímpicos

  • A Série Mundial de Sevens 2018-19 vale 4 vagas nos Jogos Olímpicos de 2020! Os 4 primeiros colocados ao final da temporada garantirão vagas em Tóquio;
  • A Série Mundial conta com 10 etapas, de dezembro de 2018 a junho de 2019, cada uma com 16 times, sendo 15 fixos (que jogam todas as etapas) e 1 convidado. Ao final das 10 etapas, o último colocado será rebaixado;
    • O torneio da 2ª divisão, que vale promoção, ocorrerá em abril em Hong Kong e o Brasil busca vaga nesse torneio (precisando conquistar em janeiro no Sul-Americano umas das 2 vagas da América do Sul);
  • Em cada torneio, as 16 equipes são divididas em 4 grupos com 4 times cada, com os 2 primeiros colocados avançando às quartas de final principais;

 

Quem é favorito na temporada?

  • África do Sul: a atual campeã da Série Mundial entra para mais um ano como uma das favoritas. O elenco do técnico Neil Powell segue poderoso, com o ex melhor do mundo Werner Kok, os veteranos Philip Snyman (com mais de 280 jogos pelos Blitzboks), Branco Du Preez e Kyle Brown (ambos com mais de 300 jogos), e as máquinas de tries Siviwe Soyizwapi, Rosko Specman e Justin Geduld;
  • Fiji: atual campeão olímpico e equipe com mais etapas conquistas na última temporada. Mas o técnico Gareth Baber terá um time com muitos novatos, o que gera naturalmente dúvidas. O craque Jerry Tuwai, no entanto, permanece no elenco, assim como Sevouloni Mocenecagi;
  • Nova Zelândia: campeões da Copa do Mundo de Sevens em julho deste ano, os All Blacks se reergueram após temporada discreta no circuito. O técnico Clark Laidlaw não terá o veterano Tim Mikkelson, mas contará com Scott Curry liderando um grupo jovem mas talentoso;

 

O que esperar dos grupos?

  • Grupo A: é encabeçado pela África do Sul, a grande favorita da chave. Correm por fora a Argentina, que vem de temporada bastante positiva, e Samoa, que passou mais um ano desempenhando abaixo do esperado. O time convidado da etapa, o Zimbábue, fecha o grupo;
  • Grupo B: tem como grande favorito o renovado time de Fiji. Mas as disputas prometem com Quênia, Escócia e França – três times imprevisíveis, costumeiramente de altos (muito altos) e baixos (muito baixos);
  • Grupo C: a Nova Zelândia é a favorita da chave, ainda mais após vencer a Copa do Mundo. Os Estados Unidos, do melhor jogador do mundo Perry Baker, nutrem expectativas positivas e ambição como a segunda força da chave, enquanto Espanha e Gales correm por fora;
  • Grupo D: Austrália e Inglaterra são as principais forças da chave. Os australianos fizeram uma excelente temporada em 2017-18, com o 4º lugar, ao passo que os ingleses ficaram em 5º. Na Copa do Mundo, a Inglaterra deu um passo adiante com o vice campeonato e está mais badalada que a Austrália agora. O Canadá corre por fora, enquanto o Japão, recém promovido à elite, é a incógnita maior, tendo condições de desempenhar bem;

 

HSBC Sevens World Series 2018-19 – Série Mundial de Sevens Feminina – 1ª etapa, em Dubai, Emirados Árabes Unidos

Grupo A: África do Sul, Argentina, Samoa e Zimbábue

Grupo B: Fiji, Quênia, Escócia e França

Grupo C: Nova Zelândia, Estados Unidos, Espanha e Gales

Grupo D: Austrália, Inglaterra, Canadá e Japão

 

*Horários de Brasília

Sexta-feira, dia 30 de novembro

03h00 – Estados Unidos x Espanha

03h22 – Nova Zelândia x Gales

03h44 – Quênia x Escócia

04h06 – Fiji x França

04h30 – Argentina x Samoa

04h52 – África do Sul x Zimbábue

05h14 – Inglaterra x Canadá

05h36 – Austrália x Japão

 

06h00 – Estados Unidos x Gales

06h22 – Nova Zelândia x Espanha

06h44 – Quênia x França

07h06 – Fiji x Escócia

 

08h14 – Argentina x Zimbábue

08h36 – África do Sul x Samoa

08h58 – Inglaterra x Japão

09h20 – Austrália x Canadá

 

12h00 – Espanha x Gales

12h22 – Nova Zelândia x Estados Unidos

12h44 – Escócia x França

13h06 – Fiji x Quênia

13h31 – Samoa x Zimbábue

13h53 – África do Sul x Argentina

14h15 – Canadá x Japão

14h37 – Austrália x Inglaterra

 

Sábado, dia 1º de dezembro

Das 03h30 às 14h00

Finais

 

 

Calendário 2018-19

  • Etapa 1 – Dubai, Emirados Árabes Unidos – dias 30 de novembro e 1º de dezembro de 2018
  • Etapa 2 – Cidade do Cabo, África do Sul – dias 08 e 09 de dezembro de 2018
  • Etapa 3 – Hamilton, Nova Zelândia – dias 26 e 27 de janeiro de 2019
  • Etapa 4 – Sydney, Austrália – dias 02 e 03 de fevereiro de 2019
  • Etapa 5 – Las Vegas, Estados Unidos – dias 1º a 03 de março de 2019
  • Etapa 6 – Vancouver, Canadá – dias 09 e 10 de março de 2019
  • Etapa 7 – Hong Kong, Hong Kong (China) – dias 05 a 07 de abril de 2019
    • 2ª divisão – Hong Kong, Hong Kong (China) – dias 05 a 07 de abril de 2019
  • Etapa 8 – Singapura, Singapura – dias 13 e 14 de abril de 2019
  • Etapa 9 – Londres, Inglaterra – dias 25 e 26 de maio de 2019
  • Etapa 10 – Paris, França – dias 1º e 02 de junho de 2019