Foto: World Rugby

Nesse fim de semana conheceremos o grande campeão da edição 2018-19 da Série Mundial de Sevens Masculina – assim como o time rebaixado. O Stade Jean-Bouin, casa do Stade Français, em Paris, será o palco da última etapa da temporada e as questões que todos querem  saber são: quem será campeã, Fiji ou Estados Unidos? Quem cairá, Gales, Quênia ou Japão?

Clique aqui para assistir ao vivo na página do circuito.

 

- Continua depois da publicidade -

Qual a matemática?

  • Fiji tem apenas 2 pontos a mais que os Estados Unidos. A diferença de pontuação por etapa entre o campeão e o vice é de 3 pontos, portanto, para os Estados Unidos basta o título em Paris para ser campeão mundial pela primeira vez. Para Fiji, basta ficar acima dos EUA;
  • Caso nenhum deles seja campeão, os EUA precisarão ficar pelo menos 2 posições acima de Fiji para ser campeão. Caso haja empate em número de pontos na classificação, Fiji será campeão por ter mais títulos de etapas;
  • Na luta contra o rebaixamento, Gales tem 5 pontos de frente sobre o lanterna Japão, ao passo que o Quênia, penúltimo colocado, tem 2 pontos acima dos japoneses;
  • Para o Japão, será essencial ficar acima do 13º lugar. O 13º lugar só tirará o Japão do rebaixamento caso o Quênia acabe Paris em último lugar;
  • Para todos os 3 times ameaçados, avançar às quartas de final principal será praticamente a salvação;
  • Superação será essencial para todos. Japão e Quênia têm como melhor resultado na temporada o 10º lugar, enquanto Gales não terminou nenhum torneio acima do 11º, apesar de fugido mais vezes das disputas de 13º lugar que seus concorrentes;
 SeleçãoPontuação totalEtapa 1Etapa 2Etapa 3Etapa 4Etapa 5Etapa 6Etapa 7Etapa 8Etapa 9Etapa 10
Fiji18613222215121722192222
EUA17719191919221517151715
Nova Zelândia16222151722171312121319
África do Sul14812171513102210221017
Inglaterra11417138171312101725
Austrália10415101012108510195
Samoa1078712319101513812
França99752101191981513
Argentina941085815101310510
Escócia721010131858773
Canadá59551053715108
Espanha49512510733211
Quênia3713715153110
Gales313215252551
Japão272117127132
Campeões por etapaNZLFIJFIJNZLEUAAFSFIJAFSFIJFIJ
- 1ª ao 4º colocados = classificados aos Jogos Olímpicos Tóquio 2020
- 15º colocado = rebaixamento;

Obs 1: Japão já está classificado aos Jogos Olímpicos;
Obs 2: Inglaterra, Gales e Escócia não disputam os Jogos Olímpicos, sendo representados pela Grã-Bretanha. A seleção inglesa foi designada para buscar a qualificação da Grã-Bretanha. Os resultados de Escócia e Gales não valerão para qualificar a seleção britânica;
Obs 3: nossa tabela não mostra a pontuação das equipes convidadas


Pontuação:
1º - 22 pontos; 2º - 19 pts; 3º - 17 pts; 4º - 15 pts;
5º - 13 pts; 6º - 12 pts; 7º e 8º - 10 pts;
9º - 8 pts; 10º - 7 pts; 11º e 12º - 5 pts;
13º - 3 pts; 14º - 2 pts; 15º e 16º - 1 pt.

 

O que esperar de cada grupo?

  • Como sempre, o torneio conta com 4 grupos com 4 times cada, sendo que avançam às quartas de final os 2 melhores de cada chave.
  • No Grupo A, Fiji tem um grupo bastante favorável, encarando Argentina, Inglaterra e Irlanda. Tanto ingleses como argentinos fizeram campanhas muito fracas na etapa passada, em Londres, ao passo que a convidada Irlanda chamou atenção, mas não foi páreo para os fijianos;
  • No Grupo B, África do Sul e Austrália são as favoritas, com os aussies mostrando evolução em Londres, ao passo que os Blitzboks tiveram uma campanha mais discreta. O destaque é o fato de Gales e Quênia estarem no mesmo grupo e ambos vão colocar muita pressão sobre os favoritos, pensando na salvadora ida às quartas;
  • No Grupo C, Estados Unidos é o time dominante e terá Canadá, Samoa e Espanha pela frente. Apesar da melhora de Samoa na temporada, o torneio samoano em Londres foi discreto, enquanto o Canadá perdeu justamente para os EUA;
  • Por fim, a Nova Zelândia e a anfitriã França prometem briga de arrepiar no Grupo D, com os franceses em franca evolução e despontando como um dos favoritos ao título do torneio. Escócia e Japão completam a chave, com os japoneses desesperados por um resultado expressivo;

 

Fiji ou EUA?

Na comparação entre Fiji e Estados Unidos, os fijianos contam com o jogador que lidera no momento o ranking de desempenho do torneio – o ranking que faz a média de várias estatísticas individuais. É Botitu, a máquina de turnover, offlaods e tackles do time do Pacífico. Em offloads, a especialidade fijiana, Botitu está atrás apenas do líder da temporada Derenalagi. Já entre os artilheiros, Fiji tem o 2º e o 4º colocados da temporada em tries, Tuimaba e Naduva.

Mas, sabe quem lidera a artilharia de tries? É o americano Carlis Isles, enquanto Ben Pinkelman aparece no Top 5 de desempenho e offloads. O elenco das Águias é forte, tendo ainda o atual melhor jogador do mundo Perry Baker e outra máquina de desempenho Martin Iosefo.

Fiji está acima dos EUA em número de tries marcados (os fijianos têm o melhor ataque do circuito), tackles dados e corridas, mas trata-se do time mais indisciplinado do circuito, no topo do número de cartões recebidos.

Até aqui, Fiji leva vantagem em reta final, o que colocado os fijianos acima no favoritismo. Fiji venceu nada menos que 4 das 9 etapas da temporada, incluindo a última em Londres, ao passo que os EUA venceram apenas 1, a que foi em sua casa, em Las Vegas. Mas os EUA têm uma incrível regularidade na temporada, tendo alcançado as semifinais em simplesmente todos os torneios. Time decisivo versus time regular. Se Fiji estiver em seu pico, dificilmente o título lhe escapará, mas um dia ruim dois fijianos na França tendo a terminar com título americano.

 

HSBC Sevens World Series 2018-19 – Série Mundial de Sevens – 10ª Etapa, em Paris, França

*Horários de Brasília

Grupo A: Fiji, Irlanda, Argentina e Inglaterra

Grupo B: Austrália, África do Sul, Gales e Quênia

Grupo C: Estados Unidos, Canadá, Samoa e Espanha

Grupo D: França, Nova Zelândia, Escócia e Japão

 

Sábado, dia 1º de junho

06h00 – Canadá x Samoa

06h22 – Estados Unidos x Espanha

06h44 – África do Sul x Gales

07h06 – Austrália x Quênia

07h28 – Irlanda x Argentina

07h50 – Fiji x Inglaterra

08h12 – Nova Zelândia x Escócia

08h34 – França x Japão

 

09h26 – Canadá x Espanha

09h48 – Estados Unidos x Samoa

10h10 – África do Sul x Quênia

10h32 – Austrália x Gales

10h54 – Irlanda x Inglaterra

11h16 – Fiji x Argentina

11h38 – Nova Zelândia x Japão

12h00 – França x Escócia

 

12h52 – Samoa x Espanha

13h14 – Estados Unidos x Canadá

13h36 – Gales x Quênia

13h58 – Austrália x África do Sul

14h20 – Argentina x Inglaterra

14h42 – Fiji x Irlanda

15h04 – Escócia x Japao

15h26 – França x Nova Zelândia

 

Domingo, dia 02 de junho

05h00 – Quartas de final Challenge Trophy (9º lugar) – 3A X 4D

05h22 – Quartas de final Challenge Trophy (9º lugar) – 3C X 4B

05h44 – Quartas de final Challenge Trophy (9º lugar) – 3D X 4A

06h06 – Quartas de final Challenge Trophy (9º lugar) – 3B X 4C

06h28 – Quartas de final pelo Ouro (1º lugar) – 1A X 2D

06h50 – Quartas de final pelo Ouro (1º lugar) – 1C X 2B

07h12 – Quartas de final pelo Ouro (1º lugar) – 1D X 2A

07h34 – Quartas de final pelo Ouro (1º lugar) – 1B X 2C

 

08h11 – Semifinal pelo 13º lugar

08h33 – Semifinal pelo 13º lugar

08h55 – Semifinal Challenge Trophy (9º lugar)

09h17 – Semifinal Challenge Trophy (9º lugar)

09h39 – Semifinal pelo 5º lugar

10h01 – Semifinal pelo 5º lugar

10h23 – Semifinal pelo Ouro (1º lugar)

10h45 – Semifinal pelo Ouro (1º lugar)

 

11h47 – Decisão de 13º lugar

12h09 – Final Challenge Trophy (9º lugar)

12h46 – Decisão de 5º lugar

13h08 – Decisão de Bronze (3º lugar)

13h33 – FINAL – Decisão de Ouro (1º lugar)