Nosso primeiro jogo em Osaka, no Hanazono Rugby Stadium. No caminho para o estádio nota-se que a cultura do rugby permeia tudo, desde a decoração nas lojas e restaurantes, até as tampas de bueiro 😀 Foi muito legal assistir a uma partida num estádio exclusivo de rugby. Nesse caso, um estádio que existe desde 1929, o primeiro estádio de rugby no Japão!

Mas a história aqui é da Copa do Mundo de Rugby 2019, então vamos falar de Argentina x Tonga:
Muitos argentinos sempre vestindo a indumentária celeste e branca, cantando as músicas que já conhecemos bem. Os tonganeses em menor número – mas apoiados pela torcida local – que vestia camisetas do time e vibrava muito com os lances do time pacífico.
O primeiro tempo muito forte dos Pumas foi completamente diferente da partida contra a França. Tackles duros, defesa intensa, jogo muito físico para segurar os grandes tonganeses. Hat trick para o hooker Julian Montoya, coisa que não se vê todo dia, ainda mais no primeiro tempo, provam que o jogo intenso e físico de forwards funcionou bem para os Pumas.

Na volta do intervalo e com o ponto bônus garantido, os Pumas diminuíram o ritmo e deixaram o ritmo de ataque tonganes se impor, mas não chegou a assustar. Fica a dúvida se eles tiraram o pé de propósito ou se acabou o gás…
Depois ficamos na sala de imprensa vibrando junto com os voluntários pela vitória milagrosa dos Brave Blossoms japoneses sobre os irlandeses, primeiros no ranking de seleções.

- Continua depois da publicidade -