Munster derrota o Cardiff Blues e se classifica matematicamente ao mata-mata. Foto: Munster Rugby

ARTIGO COM VÍDEOS – Antepenúltima rodada do PRO14 e com decisões! Neste fim de semana, a liga de Irlanda, Gales, Escócia, Itália e África do Sul definiu mais 2 classificados ao mata-mata final: Glasgow e Munster, que se somaram ao já classificado Leinster. Os 3 primeiros colocados de cada conferência avançam e o momento é de matemática.

Os escoceses do Glasgow, líderes da Conferência A, abocanharam a vaga ao vencerem em casa o Ulster, vice líder da Conferência B, por 30 x 07. Vitória categórica com direito a 3 tries no primeiro tempo, de Brown, Hastings e Seymour e outro no comecinho da segunda etapa, de Fagerson.

Enquanto isso, o vice líder da Conferência A, o Munster, também selou sua classificação vencendo o quarto colocado Cardiff Blues em um jogão de 45 x 21 em Cork. Os Blues mantiveram o jogo totalmente em aberto até o começo do segundo tempo, mas CJ Stander entrar e marcar try crucial para os irlandeses, que ainda cruzaram o in-goal com Conor Murray e Sammy Arnold.

O resultado foi ruim para os galeses, pois com isso os Blues – melhores do país no momento – ficaram 4 pontos distantes da zona de classificação ao mata-mata, uma vez que o Connacht, da Irlanda, terceiro colocado da chave, venceu na Itália o Zebre. Mas foi um jogo para matar do coração o torcedor verde, vencido por somente 6 x 5.

Na mesma chave, o Ospreys venceu fora de casa o Cheetahs, 31 x 14, mas ainda está 7 pontos abaixo do Connacht e tem missão quase impossível nas duas últimas rodadas.

Na Conferência B, a derrota do Ulster era tudo que os italianos do Benetton Treviso queriam. O terceiro colocado da chave foi à Irlanda arrancou um precioso histórico empate com o poderoso líder Leinster, 27 x 27. Quando Frawley, aos 70′, marcou try para o Leinster – que poupou muitos titulares – tudo parecia se encaminhar para a vitória azul. Mas com o tempo esgotado Tavuyara cruzou o in-goal para os italianos e decretou o empate.

Apesar do empate, Treviso segue sofrendo a pressão do quarto colocado Edinburgh, que triunfou em duelo direto pela vaga com o quinto colocado Scarlets, que ainda tem chances, mas se complicou de vez. 20 x 12 em Gales para os escoceses, com o sul-africano Jaco van der Walt fazendo mágica no segundo tempo para Edinburgh.

Por fim, já eliminados, Dragons e Kings ficaram em empate de 18 x 18.

 

Assista ao PRO14 na FLO!

A FloRugby está já disponível para o público brasileiro oferecendo as transmissões ao vivo do PRO14 e do Rugby Europe Championship. Os pacotes – que incluem todos os demais esportes (lutas, atletismo, futebol, futebol americano, vôlei e outros) – vão de 30 dólares (R$110, mensal) a 150 dólares (R$550, assinatura anual). Curtiu? Clique aqui, conheça mais e assine já!

- Continua depois da publicidade -
 

 

Guinness PRO14 – 2018-19 – Liga de Irlanda, Gales, Escócia, Itália e África do Sul

Kings 18 x 18 Dragons

Leinster 27 x 27 Benetton Treviso

Scarlets 12 x 20 Edinburgh

Zebre 05 x 06 Connacht

Cheetahs 14 x 31 Ospreys

Munster 45 x 21 Cardiff Blues

Glasgow Warriors 30 x 07 Ulster

 ClubePaísCidadeJogosPontos
Conferência A
Glasgow WarriorsGlasgow WarriorsEscóciaGlasgow2181
Munster copyMunsterIrlandaLimerick/Cork2177
connachtConnachtIrlandaGalway2161
OspreysGalesSwansea2158
Cardiff BluesCardiff BluesGalesCardiff2154
CheetahsÁfrica do SulBloemfontein2146
ZebreItáliaParma2119
Conferência B
LeinsterLeinsterIrlandaDublin2176
Ulster copy copyUlsterIrlandaBelfast2163
Benetton TrevisoItáliaTreviso2157
ScarletsGalesLlanelli2152
EdinburghEscóciaEdimburgo2151
DragonsGalesNewport2126
KingsÁfrica do SulPorto Elizabeth2122
- Vitória = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota = 0 pontos;
- Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
- Perder por 7 pontos ou menos de diferença = 1 pontos extra;

- 1ºs colocados de cada grupo = classificação direto às Semifinais e à Champions Cup;
- 2ºs e 3ºs lugares de cada grupo - classificação à Repescagem para as Semifinais e à Champions Cup;
- 4ºs colocados - repescagem pela Champions Cup;
- Nota: as equipes sul-africanas não podem se classificar à Champions Cup;