O Rio Preto tinha o mando de jogo e a chance de título antecipado, mas o Ribeirão Preto repetiu a boa atuação em casa e superou mais uma vez o adversário, reduzindo a vantagem do clube de 7 para 3 pontos e um jogo a menos na tabela e mantendo tanto pretensões ao título como a do Piracicaba vivas. Como esperado, a partida foi equilibrada e sabendo da importância de pontuar em todas as subidas, os visitantes abriram o placar no primeiro minuto com penal de Arthur Vale, e o Rio Preto só conseguiu furar a barreira adversária aos 18′, com Roger cruzando na linha. As equipes se alternaram na posse de bola mas desperdiçaram suas chances em erros forçados pelo bom trabalho das duas defesas, mas nos minutos finais o Ribeirão voltou à liderança com Amauri, após exclusão de Zanini desfalcando o Rio Preto. No entanto, mesmo em inferioridade numérica, o clube teve força para fechar a etapa na liderança com try de Eudi.

As equipes guardaram o poder de fogo para o início do segundo tempo, com Muryel anotando dois penais logo no começo, mas o Ribeirão estava ligado e após Pucciarelli anotar mais um try na estatística dos avançados pretenses, Vale recolocou o clube na liderança para não largar mais e o próprio Pucciarelli deixou mais um, seguido de Marcelão Danesin, abrindo a maior vantagem da partida. O Rio Preto insistiu, mas não teve forças para superar o visitante que não podia pensar em outro resultado que não fosse a vitória, e Vale deu números finais à partida com mais um penal certeiro, totalizando 13 pontos no dia.

Apesar da derrota, Muryel se tornou o quarto atleta do estado a ultrapassar a marca dos 100 pontos na temporada, com 107.

Em Taubaté, o alviceleste da casa recebeu o Pinda buscando melhorar sua colocação final, mas conheceu sua sexta derrota na divisão, mais uma vez diante do Pinda. O primeiro tempo começou equilibrado, com Fernando abrindo o placar para os Leões. Maicon reduziu com penal e teve chance de encostar, mas desperdiçou o chute seguinte aos 15′, mas a virada viria logo depois com try e conversão do camisa 12. No entanto, Alyfer e Luiz Henrique recolocaram os visitantes na frente e Carlos Gabriel manteve o Taubaté vivo, com um try nos minutos finais da etapa.

- Continua depois da publicidade -

O Pinda não perdeu tempo e abriu vantagem no começo da segunda etapa e mesmo perdendo pontos preciosos nos chutes, conseguiu administrar a vantagem e conter o avanço do time da casa, que acabou desfalcado do terceira linha Jean Morgado ao receber um cartão amarelo, dificultando a missão do Taubaté, que não conseguiu a virada e viu Antônio Rodrigues cruzar seu ingoal para dar números finais à partida.

Na próxima rodada, o Rio Preto vai a Taubaté enfrentar o clube da casa que ocupa a última posição, e fica de olho no duelo entre Piracicaba e Ribeirão, que tem um jogo a menos e ainda tem chances de título.

Campeonato Paulista D – Semana 9

Dia 15/09/2018 às 15h – Rio Preto 18 X 35 Ribeirão Preto
Árbitro: Guilherme Zaparoli
Auxiliares de linha: Rafael Nichioka e Elisângela Maranin
4º árbitro: Guilherme Wadt
Local: Campo do Tangará – São José do Rio Preto, SP

Dia 15/09/2018 às 15h – Taubaté 13 X 29 Pinda
Árbitro: Regis Dantas
Auxiliares de linha: Luciano Sampaio e Rafael Medeiros
4º árbitro: Camila Mariano
Local: SESI – Taubaté, SP

Classificação

ClubeCidadePJVED4+7-PPPCSPT
Ribeirão PretoRibeirão Preto318602522651291360
Rio PretoSão José do Rio Preto308602512921331590
PiracicabaPiracicaba1884042018717890
PindaPindamonhangaba18840411145208-630
TaubatéTaubaté180080181322-2410