Foto: Warren Little - World Rugby via Getty Images

O World Rugby confirmou a expansão de seu Conselho para 52 membros, com o Uruguai sendo finalmente contemplado com 1 voto.

Os uruguaios alcançaram o voto por contemplarem todos os critérios, que incluem duas participações seguidas na Copa do Mundo (motivo pelo qual o Brasil não vota). Tonga e Namíbia, que atendem a esse critério, por outro lado, não têm voto por conta de não cumprirem com todos os critérios de governança. A Romênia, que não jogou o Mundial de 2019, está arriscada de perder voto ao final do ano, mas seu caso ainda será analisado.

Com isso, a distribuição de votos é o seguintes:

  • 3 votos para: Inglaterra, Gales, Escócia, Irlanda, França, Itália, Nova Zelândia, Austrália, África do Sul e Argentina;
  • 2 votos para: Japão, Europa (Rugby Europe), Oceania (Oceania Rugby), Ásia (Asia Rugby), África (Rugby Africa), América do Norte (Rugby Americas North) e América do Sul (Sudamérica Rugby);
  • 1 voto para: Fiji, Samoa, Geórgia, Romênia, Canadá, Estados Unidos, Uruguai e para o Presidente do World Rugby;