Foto: Reds

Tempo de leitura: 5 minutos

O Rugby Union vai voltar na Austrália! Seguindo o exemplo da Nova Zelândia, os australianos terão nesse fim de semana o pontapé inicial para o Super Rugby AU, a competição que colocará em campo os 5 super times do país: Reds (de Brisbane), Waratahs (Sydney), Brumbies (Canberra) e Rebels (Melbourne), do Super Rugby, e o Force (de Perth), equipe que jogou o Super Rugby até 2017 e agora volta a enfrentar seus velhos rivais.


O nome da competição é uma brincadeira com “AU”, duas primeiras letras do nome do país e também sigla para o símbolo químico do ouro, cor tradicional do rugby australiano.

Os cinco times se enfrentarão em jogos de ida e volta e, diferente da Nova Zelândia, a Austrália decidiu ter semifinais e final, que rolarão em setembro. O Watch ESPN exibirá os jogos do Super Rugby AU para o Brasil.

- Continua depois da publicidade -

Leis experimentais

Assim como na Nova Zelândia, a Austrália também fará testes em leis, mas em número maior. Serão elas:

  • Drop out: uma bola presa no in-goal após knock-on ou após um atleta ser seguro será coloca em jogo com um drop out da linha de in-goal;
  • 50/22 e 22/50: Um chute dado de trás do meio campo que toque o chão e saia depois da linha de 22 resultará em arremesso lateral a favor do time que chutou a bola. O mesmo valerá para um chute dado de trás da linha de 22 que saia depois do meio campo;
  • Mark: um chute dado dentro das 22 de ataque não poderá ser defendido com um mark. Porém, o mark poderá ser pedido dentro do in-goal;
  • Substituição após vermelho: Em caso de cartão vermelho, a equipe punida poderá substituir o atleta expulso após 20 minutos jogar com um atleta a menos;
  • Prorrogação: Em caso de empate em jogos da temporada regular, haverá 2 prorrogações de 5 minutos cada com ponto de ouro. O empate só será decretado se persistir na prorrogação;

 

Favoritismo?

O rugby australiano não passava por bom momento quando o Super Rugby foi paralisado pela pandemia, com Rebels, Reds e Waratahs fora do G8. Porém, um time da Austrália se sobressaía: o Brumbies, dono da segunda melhor campanha do Super Rugby no momento da pausa, com 5 vitórias e somente 1 derrota.

Com isso, os Brumbies entram no Super Rugby AU como amplos favoritos, tendo vencido Reds (27 x 24, em janeiro, na abertura da temporada), Rebels (36 x 26, em fevereiro)  e Waratahs (47 x 14, em março, no último jogo antes da suspensão das atividades). A equipe se impunha com seu rolo compressor nas formações fixas liderado por Folau Fainga’a e capitaneado por Allan Alaalatoa, tendo ainda nomes experientes como Scott Sio, James Slipper, Pete Samu, no pack, e Tevita Kuridrani como referência na linha ao lado do avassalador tonganês Solomone Kata, vindo do League.

Em termos de elenco, no entanto, quem mais chamava a atenção era o reforçado Rebels, que acumulava 3 vitórias e 3 derrotas, tendo vencido os Waratahs (24 x 10, em fevereiro). Nomes como Jordan Uelese e Isa Naisarani reforçam um pack que não foi dos mais confiáveis, mas na linha estão nomes do calibre de Matt Toomua, Reece Hodge, Marika Koroibate, Andrew Kellaway e o capitão Dane Haylett-Petty.

Os tradicionais Reds e Waratahs foram decepções em 2020 até o momento e o fato de abrirem o Super Rugby AU fazendo o maior clássico australiano será crucial para recomeçarem bem. Os Reds têm uma linha inspirador, misturando a experiência de James “Bieber” O’Connor com a juventude de Jordan Petaia, ao passo que no pack os olhares estarão sobre a terceira linha do poderoso Salakaia-Loto e do oitavo Harry Wilson, o líder de talentosa geração vice campeã mundial M20 pela Austrália no ano passado. Já os Waratahs se apoiam na liderança de Michael Hooper para saírem do buraco. Com a perda de Kurtley Beale, o time de Sydney aposta a fichas no talentoso abertura Will Harrison, também vindo do M20.

Por fim, o Force é, no papel, o mais fraco, pois, após sair do Super Rugby, o time formou um elenco de desenvolvimento para jogar em 2020 o novo Global Rapid Rugby, que durou apenas uma rodada. No entanto, a sede do Force é tremenda por provar que não deveria ter sido destratado como foi e há muita expectativa sobre seu retorno, que só se efetivará na segunda rodada, após folgarem na abertura. O time de Perth trouxe o ex All Black Jeremy Thrush, o ex Wallaby Greg Holmes para garantir força no pack, tendo ainda 3 samoanos de Copa do Mundo.

 

1ª rodada

versus copiar

Dia 03/07 – Reds x Waratahs, em Brisbane – Watch ESPN

Reds: 15 Bryce Hegarty, 14 Jock Campbell, 13 Hunter Paisami, 12 Hamish Stewart, 11 Filipo Daugunu, 10 James O’Connor, 9 Tate McDermott, 8 Harry Wilson, 7 Fraser McReight, 6 Liam Wright (c), 5 Lukhan Salakaia-Loto, 4 Angus Blyth, 3 Taniela Tupou, 2 Brandon Paenga-Amosa, 1 Harry Hoopert;

Suplentes: 16 16 Alex Mafi, 17 JP Smith, 18 Josh Nasser, 19 Tuaina Taii Tualima, 20 Angus Scott-Young, 21 Scott Malolua, 22 Chris Feauai-Sautia, 23 Josh Flook;

Waratahs: 15 Jack Maddocks, 14 James Ramm, 13 Alex Newsome, 12 Joey Walton, 11 Mark Nawaqanitawase, 10 Will Harrison, 9 Mitch Short, 8 Will Harris, 7 Michael Hooper, 6 Lachlan Swinton, 5 Rob Simmons (c), 4 Ned Hanigan, 3 Harry Johnson-Holmes, 2 Robbie Abel, 1 Angus Bell;

Suplentes: 16 Tom Horton, 17 Tetera Faulkner, 18 Tiaan Tauakipulu, 19 Tom Staniforth, 20 Jack Dempsey, 21 Michael Mcdonald, 22 Ben Donaldson, 23 Tepai Moeroa;

Brumbies logo copyversus copiar

Dia 04/07 – Brumbies x Rebels, em Canberra – Watch ESPN

Brumbies: 15 Mack Hansen, 14 Andy Muirhead, 13 Tevita Kuridrani, 12 Irae Simone, 11 Tom Wright, 10 Noah Lolesio, 9 Joe Powell, 8 Pete Samu, 7 Tom Cusack, 6 Rob Valetini, 5 Murray Douglas, 4 Darcy Swain, 3 Allan Alaalatoa (c), 2 Folau Fainga’a, 1 James Slipper;

Suplentes: 16 Connal McInerney, 17 Scott Sio, 18 Tom Ross, 19 Lachlan McCaffrey, 20 Will Miller, 21 Issak Fines, 22 Bayley Kuenzle, 23 Len Ikitau;

Rebels: 15 Dane Haylett-Petty (c), 14 Andrew Kellaway, 13 Reece Hodge, 12 Billy Meakes, 11 Marika Koroibete, 10 Matt Toomua, 9 Ryan Louwrens, 8 Michael Wells, 7 Richard Hardwick, 6 Josh Kemeny, 5 Michael Stolberg, 4 Matt Philip, 3 Pone Fa’amausili, 2 Jordan Uelese, 1 Matt Gibbon;

Suplentes: 16 Efitusi Maafu, 17 Cameron Orr, 18 Jermaine Ainsley, 19 Trevor Hosea, 20 Esei Haangana, 21 Rob Leota, 22 Frank Lomani, 23 Andrew Deegan;

 

Super Rugby AU

 EquipeCidadeJogosPontos
Brumbies logo copyBrumbiesCanberra518
RebelsMelbourne514
WaratahsSydney511
RedsBrisbane511
ForcePerth42
- Vitória = 4 pontos;
– Empate = 2 pontos;
– Derrota = 0 pontos;
– Vencer marcando 3 ou mais tries que o oponente = 1 ponto extra;
– Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto extra;

- Classificam-se às quartas de final o 1º colocado de cada uma das 3 conferências + os 5 melhores da classificação geral;

 

Tabela completa

03/07 – Reds x Waratahs

04/07 – Brumbies x Rebels

10/07 – Rebels x Reds

11/07 – Waratahs x Force

17/07 – Reds x Force

18/07 – Waratahs x Brumbies

24/07 – Rebels x Waratahs

25/07 – Force x Brumbies

31/07 – Force x Rebels

01/08 – Brumbies x Reds

07/08 – Rebels x Brumbies

08/08 – Waratahs x Reds

14/08 – Force x Waratahs

15/08 – Reds x Rebels

21/08 – Force x Reds

22/08 – Brumbies x Waratahs

28/08 – Brumbies x Force

29/08 – Waratahs x Rebels

04/09 – Rebels x Force

05/09 – Reds x Brumbies

12/09 – 2º x 3º

19/09 – FINAL – 1º x vencedor de 2º3