Zé vencedor da categoria de XV masculino. Bianca, vencedora do prêmio feminino, não pôde comparecer. Foto: Bruno Ruas

Na noite desta segunda-fera, dia 29 de abril, a Confederação Brasileira de Rugby realizou sua tradicional festa de premiação para os melhores do rugby nacional da temporada 2018. Foi a 9ª edição do Troféu Brasil Rugby, realizado no Novotel, em São Paulo.

A festa deste ano incluiu homenagens da CBRu aos atletas que bateram marcas individuais de caps, isto é, jogos oficial pelas seleções.

Nos prêmios por 2018, novidades, com nenhum prêmio de atleta sendo dado a alguém que já havia vencido a categoria. Lucas “Zé” Tranquez ganhou o prêmio de melhor jogador de XV, ao passo que Daniel “Maranhão” venceu o prêmio de sevens masculino – ambos da campeã Poli. No feminino, a melhor de 2018 foi a artilheira Bianca, das Leoas, ao passo que os juvenis premiados foram Silvana, também das Leoas, e Spaguinho, do Pasteur. Já as revelações adultas ficaram com Leozinho, do Charrua, e Mulan, do Delta.

O Charrua também celebrou o técnico Guilherme Marques, premiado como melhor treinador do XV, ao passo que Isadora “Izzy” Cerullo mostrou que é fera também fora de campo ficando com o prêmio de melhor treinadora de sevens.

- Continua depois da publicidade -

O destaque da arbitragem foi Natasha Olsen, enquanto Melina e Desterro repetiram o feito de 2017 e foram nomeados juntos os clubes Fair Play.

 

Portal do Rugby eneacampeão

Por fim, o Portal do Rugby mais uma vez recebeu o reconhecimento do público e ganhou o prêmio de Melhor Mídia, por votação popular. É o 9º prêmio consecutivo do Portal do Rugby na categoria. Agradecemos a todo(a)s que depositam sua confiança em nosso trabalho e nos ajudam a cada dia a fazermos nosso melhor trabalho, o qual não seria possível sem a ajuda inestimável de nossos colaboradore(a)s.

Premiado(a)s

Melhor Jogadora

Beatriz “Baby” Futuro (Niterói)

Bianca Silva (Leoas) – Vencedora

Raquel Kochhann (Charrua)

 

Melhor Jogador de XV

Geanfranco “Gean” Oliveira (Poli)

Jardel Vetoratto (Farrapos)

Lucas “Zé” Tranquez (Poli) – Vencedor

 

Melhor Jogador de Sevens

Ariel Rodrigues (Jacareí)

Daniel “Maranhão” Lima (Poli) – Vencedor

Stefano Giantorno (São José)

 

Melhor Jogadora Juvenil

Arielly Medeiros (Jacareí)

Giovanna “Gicosa” Olio (SPAC)

Silvana Oliveira (Leoas) – Vencedora

 

Melhor Jogador Juvenil

Henrique Ferreira (Curitiba)

Leonardo “Neymar” Souza (São José)

Lucas Spago (Pasteur) – Vencedora

 

Atleta Revelação Feminino

Juliana Brandão (São José)

Thalia “Mulan” Costa (Delta) – Vencedora

Thalita “Tchubata” Costa (Delta)

 

Atleta Revelação Masculino

Daniel “Maranhão” Silva (Poli)

João Pedro “Sininho” Talamini (Poli)

Leonardo Rosa (Charrua) – Vencedor

 

Melhor Treinador de XV

Guilherme Marques (Charrua) – Vencedor

Javier Cardozo (Farrapos)

Maurício Carli (Poli)

 

Melhor Treinador(a) de Sevens

Isadora “Izzy” Cerullo (USP) – Vencedora

Júlio Faria (Jacareí)

Will Broderick (Band Saracens)

 

Destaque da Arbitragem

Cauã Ricardo

Natasha Olsen – Vencedora

Victor Hugo Barboza

 

Clube Fair Play Masculino

Desterro – Vencedor

SPAC

Tornados

 

Clube Fair Play Feminino

Delta

Melina – Vencedor

USP

 

Melhor Mídia

ESPN

Portal do Rugby – Vencedor

Rugby de Calcinha

 

Destaque Fora de Campo

Fábio Mariz – Vencedor

 

Apoiador(a) do ano

Prefeitura de Indaiatuba – Vencedora

 

Caps:

– André “Buda” Arruda, pela marca de 25 jogos representando a Seleção Brasileira de Rugby, atingida no dia 09/03/2019 no jogo contra a Seleção do Uruguai;

– Cléber “Gelado” Dias, pela marca de 25 jogos representando a Seleção Brasileira de Rugby, atingida no dia 23/02/2019 no jogo contra a Seleção dos EUA;

– Daniel Sancery, pela marca de 25 jogos representando a Seleção Brasileira de Rugby, atingida no dia 09/02/2019 no jogo contra a Seleção do Canadá;

– Felipe Sancery, pela marca de 25  jogos representando a Seleção Brasileira de Rugby, atingida no dia 25/11/2017 no jogo contra a Seleção da Espanha;

– Jardel Vettorato, pela marca de 25 jogos representando a Seleção Brasileira de Rugby, atingida no dia 09/02/2019 no jogo contra a Seleção do Uruguai;

– Lucas Abud, pela marca de 25 jogos representando a Seleção Brasileira de Rugby, atingida no dia 24/06/2017 no jogo contra a Seleção da Romênia;

– Lucas “Zé” Tranquez, pela marca de 25 jogos representando a Seleção Brasileira de Rugby, atingida no dia 09/02/2018 no jogo contra a Seleção do Uruguai;

– Yan Rosetti, pela marca de 25 jogos representando a Seleção Brasileira de Rugby, atingida no dia 03/02/2018 no jogo contra a Seleção do Chile;

– Moisés Duaque, pela marca de 50 jogos representando a Seleção Brasileira de Rugby, atingida no dia 23/02/2019 no jogo contra a Seleção dos EUA;

– Lucas “Tanque” Duque, pela marca de 50 jogos representando a Seleção Brasileira de Rugby, atingida no dia 23/02/2019 no jogo contra a Seleção dos EUA;

Já entre as Yaras, os CAPS são entregues em virtude dos torneios ou etapas de campeonatos jogados pela pela Seleção Brasileira Feminina de Sevens. Foram elas:

– Angélica “Binha” Pereira, pela marca de 20 torneios representando a Seleção Brasileira de Rugby, atingida no QWS DUBLIN 2015;

– Haline Leme, pela marca de 20 torneios representando a Seleção Brasileira de Rugby, atingida no ODESUR 2018;

– Júlia Sardá, pela marca de 20 torneios representando a Seleção Brasileira de Rugby, atingida no WS LONDON 2015;

– Juliana “Juka” Esteves, pela marca de 20 torneios representando a Seleção Brasileira de Rugby, atingida no JJOO RIO 2016;

– Luiza Campos, pela marca de 20 torneios representando a Seleção Brasileira de Rugby, atingida no WS JAPAN 2017;

Beatriz “Baby” Futuro recebeu uma homenagem especial por ter participado em três edições de Copa do Mundo de Rugby Sevens – RW7s (Dubai 2009, Moscou 2013 e São Francisco 2018), representando a Seleção Brasileira de Rugby.