Stade Français é o campeão do TOP14

Capitaneados por Sergio Parisse, o Stade Français sagrou-se campeão do TOP14, o Campeonato Francês, em jogo disputado hoje no Stade de France em St Dennis – Paris contra o Clermont-Auvergne. Longe das finais desde a disputada em 2007, o Stade Français dominou a partida e conteve as fortes investidas organizadas por Morgan Parra, Camille Lopez e de Nick Abendanon, de longe o melhor jogador do Clermont na partida de hoje.

 

Para o Clermont, a sina continua. A sina de ser eterno vice-campeão. Só nesta temporada já acumula dois vice-campeonatos, o da Champions Cup e agora o do TOP14.

 

A única falha do jogo foi de não ter presenteado a torcida com tries, mas os ataques e as defesas foram eletrizantes e as torcidas (a do Stade Français em maior número) estavam empolgadas e ajudavam a elevar os ânimos de suas equipes. No início do primeiro tempo até tivemos faíscas saindo em uma “quase briga”, mas que não rendeu penalização para nenhum jogador.

 

A saída pertenceu ao Clermont que iniciou pressionando e logo aos 4 minutos teve uma chance de pontuar com um penal que Morgan Parra desperdiçou. O jogo seguia disputado, mas quando se concentrava nos packs de forwards, o time parisiense levava vantagem e quando o jogo se abria para a linha, Clermont conseguia bons avanços, mas contidos pelos parisienses com o apoio de sua terceira linha que jogava impecável.

 

Aos 17 minutos, Julien Bardy, terceira linha do Clermont, executou carga ilegal sobre Waisea, centro do Stade Français e foi punido com cartão amarelo. Essa penalidade foi um prato cheio para o sul-africano Steyn abrir o placar para o Stade Français. 3 x 0. Com um jogador a mais, o Stade Français dominou o jogo e as ações e não demorou muito para pontuar novamente. E em um novo penal, causado por Nick Abendanon em uma disputa de bola no ar, Morné Steyn ampliou para o time parisiense, 6 x 0.

 

Ainda sem Bardy, o time do Clermont conseguiu equilibrar forças do jogo e sempre com o apoio de Abendanon que no ataque consegue penetrar a defesa parisiense, mas que se vê a defesa parisiense se recuperar com a participação de sua terceira linha liderada por Parisse. Aos 30 minutos, mais uma tentativa desperdiçada por Parra de chute aos postes. Pela segunda vez no jogo ele erra um chute. Aos 33 minutos mais um penal causado por Abendanon que Steyn converte ampliando ainda mais a vantagem do Stade Français para 9 x 0. Logo após a conversão, Bardy retornou. Com seu retorno, Clermont conseguiu encaixar mais jogadas e facilitou a Camille Lopez a utilizar mais chutes para avançar sua linha. Abendanon dominava quase todas as bolas no alto. Já nos acréscimos do primeiro tempo, em um penal, a última chance para o Clermont nos pés, agora, de Lopez. Ele converteu e o primeiro tempo terminou 9 x 3.

 

A segunda etapa começou com o chute de Morné Steyn e as equipe se mantiveram na mesma pegada da primeira etapa, o pack de forwards do Stade Français dominava os scrums. E aos 5 minutos, após um scrum, Steyn tentou um drop gol, mas falhou. As equipes voltaram melhores defensivamente e pontuar estava mais difícil. Os penais não aconteciam perto das linhas de 22 metros e dificilmente proporcionavam chances de pontuação.

 

Somente aos 23 minutos um penal para o Clermont após uma formação volante próxima aos 22 metros, Brock James, que entrou fazia pouco tempo, cobrou e converteu para os Amarelos. Neste momento, 9 x 6 para os parisienses. Várias tentativas de ambos os times foram frustradas pelas defesas adversárias, mas aos 30 minutos, a chance de empate surgiu, mas Brock James também perdeu e errou a cobrança.

 

O time parisiense quando detinha a bola, gastava mais tempo e fazia mais pick and go em preparação para um possível drop gol de Steyn que não aconteceu. Mas aos 40 minutos, um penal para o time parisiense que Steyn cobrou e converteu, dando os números finais ao placar. Stade Français 12 x 6 Clermont.

 

Com a vitória o Stade Français conquistou o décimo quarto Bouclier de Brennus da história, o sexto da era profissional. O Clermont permanece com o único título conquistado na era profissional.

 

Top 14 logo novo

 

TOP14 – Campeonato Francês

 

 

clermont copy copy   6      versus copiar  12    stade français logo novo

 

 

Clermont 6 x 12 Stade Français – Stade de France, em Paris

 

Árbitro: M. Pascal Gauzere

 

Clermont-Auvergne

 

Penais: Camille Lopez e Brock James

 

15 Nick Abendanon, 14 Napolioni Nalaga, 13 Aurélien Rougerie, 12 Benson Stanley, 11 Jean-Marcellin Buttin, 10 Camille Lopez, 9 Morgan Parra, 8 Fritz Lee, 7 Julien Bardy, 6 Damien Chouly (c), 5 Sébastien Vahaamahina, 4 Paul Jedrasiak, 3 Davit Zirakashvili, 2 John Ulugia, 1 Thomas Domingo.

 

Suplentes: 16 Benjamin Kayser, 17 Raphaël Chaume, 18 Julien Pierre, 19 Alexandre Lapandry, 20 Ludovic Radosavljevic, 21 Brock James, 22 Mike Delany, 23 Clément Ric

 

 

Stade Français

 

Penais: Monré Steyn (4)

 

15 Djibril Camara, 14 Julien Arias, 13 Waisea, 12 Jonathan Danty, 11 Jérémy Sinzelle, 10 Morné Steyn, 9 Julien Dupuy, 8 Sergio Parisse (c), 7 Raphaël Lakafia, 6 Antoine Burban, 5 Alexandre Flanquart, 4 Hugh Pyle, 3 Rabah Slimani, 2 Rémi Bonfils, 1 Heinke van der Merwe

 

Suplentes: 16 Laurent Sempéré, 17 Zak Taulafo, 18 Pascal Papé, 19 Jono Ross, 20 Jérôme Fillol, 21 Meyer Bosman, 22 Geoffrey Doumayrou, 23 Davit Kubriashvili

 

 

 

Lista de campeões franceses da era profissional (desde 1996):

 

1 – Toulouse – 7 títulos;
2 – Stade Français – 6 títulos;
3 – Biarritz – 3 títulos;
4 – Castres – 1 título;
Clermont – 1 título;
Perpignan – 1 título;
Toulon – 1 título.

 

Lista de campeões do Campeonato Francês (desde 1892):

 

1 – Toulouse – 19 títulos;

2 – Stade Français – 14 títulos;

3 – Béziers – 11 títulos;

4 – Bordeaux (incluindo títulos do Stade Bordelais e do Bègles) – 9 títulos;

5 – Agen – 8 títulos;

Lourdes – 8 títulos;

7 – Perpignan – 7 títulos;

8 – Biarritz – 5 títulos;

Racing – 5 títulos;

10 – Castres – 4 títulos;

Toulon – 4 títulos;

12 – Bayonne – 3 títulos;

Pau – 3 títulos;

14 – Tarbes – 2 títulos;

Narbonne – 2 títulos;

Lyon OU – 2 títulos;

17 – Clermont – 1 título;

Grenoble – 1 título;

Mont-de-Marsan – 1 título;

Montauban – 1 título;

Carmaux – 1 tútulo;

Quillan – 1 título;

Vienne – 1 título;

La Voulte – 1 título;

Olympique de Paris* – 1 título

Lyon FC* – 1 título

* extintos

Comentários