Ma’a Nonu: o melhor dos All Blacks

Nessa sexta-feira, a Nova Zelândia viveu seu dia de premiações, com os melhores do ano do rugby do país sendo eleitos. E quem ficou com o título de melhor atleta do ano? Não foi Dan Carter, que o World Rugby elegeu como o melhor jogador do mundo neste ano. Foi Ma’a Nonu, que depois da Copa do Mundo se transferiu para o Toulon, da França.

 

Como esperado, Steve Hansen, técnico dos All Blacks, ganhou o prêmio de melhor técnico do ano no país, enquanto Nehe Milner-Skudder foi eleito o melhor jogador maori. O prêmio de melhor jogador da Nova Zelândia no Super Rugby ficou com Lima Sopoaga, do Highlanders. No sevens, Scott Curry ganhou o prêmio entre os homens e Tyla Nathan-Wong entre as mulheres. Já Kendra Cocksedge faturou o prêmio de melhor jogadora do XV feminino, depois de também vencer o mesmo prêmio do World Rugby. Por fim, o jovem Akira Ioane foi o vencedor do prêmio de melhor jogador juvenil, ao passo que Glen Jackson ganhou o prêmio de árbitro neozelandês de 2015.

 

União Sul-Africana de Rugby nomeia finalistas para seu prêmio

Na África do Sul, o prêmio do país para os melhores do ano será dado no dia 1º de janeiro e os finalistas foram revelados nesta sexta-feira. Schalk Burger, Damian De Allende, Lood de Jager, Eben Etzebeth e Jaco Kriel são os finalistas para o prêmio de melhor atleta do XV.

 

Szarzewski deu adeus ao rugby de seleções

Na França, a notícia do dia foi a aposentadoria da seleção do hooker Dimitri Szarzewski, de 32 anos. O jogador do Racing colecionou 83 partidas pelos Bleus, anotando 35 pontos (7 tries), jogando nada menos que três Mundiais.

Comentários