Springboks em risco: Ministério do Esporte da África do Sul revoga direitos do rugby no país

O rugby sul-africano está sob grande ameaça. Nesta segunda-feira, o Ministro do Esporte da África do Sul, Fikile Mbabula, passou medida que caiu como uma bomba no rugby mundial.

 

O Ministério do Esporte do país revogou os direitos da União Sul-Africana de Rugby (SARU) de realizar competições internacionais no país. A ação não se restringiu ao rugby e foi replicada também para as federações de críquete, atletismo e netball. A entidade máxima do esporte na África do Sul publicou um relatório sobre os avanços conquistados por cada federação em seu trabalho de transformação social, que já havia sido imposto pelo governo. No caso do rugby, as medidas que deveriam ter sido tomadas e cujos resultados foram considerados insatisfatórios eram relativos ao aumento da participação de atletas negros no esporte.

 

Entre outras sanções que o Ministério pode tomar no futuro estão medidas drásticas como o fim de auxílio financeiro, fim de apoio político e mesmo o cancelamento do reconhecimento oficial da entidade – impedindo, por exemplo, os Springboks de representarem a África do Sul em competições.

 

Com a decisão, a realização das partidas do Rugby Championship em solo sul-africano ficam incertas, assim como a manutenção da candidatura da África do Sul para sede da Copa do Mundo de 2023. Também não estão claros os efeitos da medida sobre o andamento do Super Rugby.

 

Em resposta ao Ministro Mbabula, Jurie Roux, CEO da SARU, disse compreender as urgências do Ministério sobre as transformações necessárias, mas afirmou que o rugby cumpriu com 11 dos 13 pontos solicitados pelo governo, dizendo-se confiante sobre o assunto.

 

Camisa sul-africana pode perder o Springbok

Enquanto isso, outra briga está sendo travada em cima do rugby sul-africano, esta no parlamento. O deputado Strike Ralegoma passou uma proposta para que o símbolo do Springbok seja definitivamente retirado da camisa da seleção sul-africana. O motivo, novamente, é que todos os esportes no país devem jogar representados pela Proteas, a planta símbolo da África do Sul. A proteas, no entanto, está já no símbolo da SARU e na camisa dos Springboks, acompanhada pelo springbok.

 

Comentários