Curitiba deu as boas-vindas ao Jacareí no Super 8

ARTIGO COM VÍDEO – Dia frio na capital paranaense, ainda assim perto de 150 pessoas acompanharam a belíssima estreia do Curitiba Rugby, atual campeão brasileiro, no renovado Super 8. E ela veio de forma contundente em cima do Jacareí, estreante na competição. Avassaladores 83 x 3 para os Touros, que deram dolorosas boas-vindas ao Jacareí na elite nacional.

 

Em praticamente todos os esportes coletivos, o calendário das competições é quase sempre baseado nas colocações do ano anterior, ou seja, o último, ou a equipe que obteve o acesso a uma divisão, estreia contra o campeão, ou o melhor colocado desta, e ainda sem o mando de campo. Junte-se a isso ser o primeiro jogo de sua história na elite do Rugby nacional e nunca ter enfrentado o atual campeão no XV, tem-se aí a tarefa indigesta que o Jacareí teria pela frente.

 

Como no ano passado, o Curitiba começou arrasador em sua defesa e nos seus fundamentos e, logo aos dois minutos de partida, ganhou um perfeito lineout seguido de um knock on na saída deste, o que parecia um problema foi transformado em força. Ao fazer muita pressão na saída do scrum, complicou a saída com chute do time paulista, o qual foi bloqueado antes de outro knock on do time paranaense, que mais uma vez foi usado a seu favor. O pack curitibano desta vez ganha o scrum contra resultante da jogada e o oitavo argentino, Francisco, apoia a bola no in-goal para dar números iniciais ao placar. Try convertido por Facundo Flores. Curitiba 07 x 00 Jacareí.

 

Aos seis minutos, o ponta Lucas Willian recebeu chute no meio do campo, e criou um excelente contra-ataque para time da casa, superando a linha adversária e chutando para a ponta do campo, onde Facundo agarrou a bola e precisou apenas acelerar para o try. Mais uma vez convertido por ele mesmo. Curitiba 14 x 00 Jacareí.

 

Os Touros, com seu pack mais experiente e pesado, davam o tom das formações fixas, o que aconteceria pelo resto da partida exceto em algumas raras exceções. Porém, aos 15′, o time pareceu voltar aos problemas de dois anos antes, cedendo dois penais seguidos ao Jacareí que começou a pressionar a equipe da casa, após line e srum ganhos pelos paulistas, um novo penal foi concedido, e Matheus Cruz não desperdiçou o chute aos postes. Curitiba 14 x 03 Jacareí.

 

Aos 18′, o Curitiba tomou uma decisão um pouco arriscada naquela altura da partida, quando o jogo ainda era parelho. Em penal que poderia ser facilmente convertido, escolheu chutar pela lateral de campo e o risco por muito pouco não foi bem aproveitado. Após ganhar o lineout e seguir por vários metros com um maul e alguns pick and go’s, os Touros cederam penal quase que em cima da linha de ingoal.

 

Em novo scrum, os 22′, nos dez metros adversários, o oitavo dos Touros Francisco tomou a rota cega e ganhou importantes metros. Na sequência da jogava, o asa Mariano, outro argentino da terceira linha, saiu também pela cega de um ruck e avança sem problemas para fazer seu try. Desta vez não convertido. Curitiba 19 x 03 Jacareí.

 

Tentando mudar a partida, o treinador do time do Vale trocou seu scrum-half. Contudo, logo após sua entrada, aos 28′, o time teve de jogar mais um scrum em suas cinco, com a pressão, e de maneira diferente teve o mesmo resultado, ao sair com um chute pressionado, Gabriel Dom (cabelo) recebe sozinho nas vinte e duas adversárias e tem apenas o trabalho finalizar. Convertido por Facundo. Curitiba 26 x 03 Jacareí.

 

Em mais um bom lineout cobrado por Martin e recebido por Mariano, aos 36′, a linha paranaense mostrou mais uma vez o entrosamento do ano anterior e criou ótima jogada para Mussum, que novamente furou a linha defensiva dos jacarés, jogada que culminou no try do scrum-half Martin, chegando apenas para complementar após ruck quase em cima da linha de ingoal e quase abaixo dos postes. Mais uma vez convertido por Facundo. Curitiba 33 x 03 Jacareí.

 

Aos 39′, novamente em jogada iniciada em um lineout e seguida de um volante, Martin decide muito bem a jogada, passa para o centro Stefano, que fura alguns tackles e passa para Mussum novamente aumentar o placar. Não convertido. Curitiba 38 x 03 Jacareí.

 

Ao final da primeira etapa, eram seis jogadores indicados a melhores da partida pelo primoroso início de jogo, e nesta lista estavam toda a terceira linha curitibana (Francisco, Mariano e o selecionável Michael), seus dois jogadores centrais (Martin e Facundo) e o ponta Mussum. Porém, na segunda etapa um deles mostraria que a partida era “sua”.

 

E ela começou da mesma maneira que a primeira, já no chute de reinício, o Curitiba recuperou a posse, a bola chegou nas mãos de Facundo que com um excelente passe colocou o fullback Filipe Bicudo em condições de furar a linha defensiva paulista sem grandes problemas. Try convertido por Facundo. Curitiba 45 x 03 Jacareí.

 

Os chutes de campo de Facundo colocavam o time da casa sempre em posição vantajosa, e aos seis minutos, ao colocar sua defesa para pressionar o lineout adversário a dez metros do ingoal, este errou no seu melhor fundamento na partida e Lucas “Piru”, em seu último lance no jogo, aproveitou, roubando a posse e correndo sem adversários para o in-goal. Convertido por Facundo. Curitiba 52 x 03 Jacareí.

 

Aos 50′, novamente a equipe do Vale do Paraíba errou em seu melhor fundamento, Mariano roubou o lineout, e, após o scrum, o Curitiba aposta no avança em velocidade para a ponta e garante novo e belíssimo try de Mussum. Não convertido. Curitiba 57 x 03 Jacareí.

 

Arma em 2014, a pressão defensiva em todo o campo do Curitiba culminou em mais um chute sob pressão, que Mussum recebeu no centro do campo e após nova jogada individual, passou para Mariano completar. Convertido por Facundo. Curitiba 64 x 03 Jacareí.

 

Além da vantagem técnica o Curitiba começou mostrar melhor preparação física na partida, quando aos 70′ Felipe Tissot roubou um lineout, ganhando vários metros e, na sequencia, Stefano quase marca vapós quebrar vários tackles adversários, mas o homem do jogo novamente apareceu para finalizar e aumentar o placar. Novo try de Mussum e conversão de Facundo. Curitiba 71 x 03 Jacareí.

 

Logo no reinício, o capitão curitibano Diogo recebeu a bola e avançou vários metros, comprometendo a defesa de Jacareí e abrindo a oportunidade para a linha dos touros encaixar nova bela jogada, com o ponta Elias pelo meio do campo e concluída pelo outro ponta Bettega. Não convertido. Curitiba 76 x 03 Jacareí

 

E havia tempo para mais, com os jacarés já abatidos. O asa Leandro “Rasta” entrou de maneira surpreendente pelo centro da defesa paulista e anotou o try que finalizaria o placar. Convertido por Facundo.

 

O Portal do Rugby elegeu Lucas William “Mussum” o melhor jogador da partida.

 

Escrito por: Carlos Gustavo Woellner

Foto: Fotojump

 

Placar final: Curitiba (39) 83 x 03 (03) Jacareí

Árbitro: Henrique Platais

Auxiliares de linha: Armando Gauna e Matheus Duraes

4a árbitra: Gabriela De Pellegrini

Local: Paraná Esporte – Curitiba – PR

 

Curitiba

Tries: Mussum (3), Mariano (2), Francisco, Facundo, Gabriel Dom, Martin, Filipe Bicudo, Lucas “Piru”, Jean Bettega, Leandro “Rasta”Grad

 

Conversões: Facundo Flores (8)

 

Jacareí:

Penal: Matheus Cruz
 

 

Equipe Cidade (Estado) P J V E D 4+ -7 PP PC SP
São José São José dos Campos (SP) 48 14 10 0 4 4 4 310 227 83
Band Saracens São Paulo (SP) 47 14 10 0 4 3 4 311 199 112
Curitiba Curitiba (PR) 42 14 9 0 5 3 3 341 214 127
SPAC São Paulo (SP) 40 14 8 0 6 5 3 322 213 109
Pasteur São Paulo (SP) 31 14 6 0 8 3 4 232 267 -35
Desterro Florianópolis (SC) 30 14 6 0 8 3 3 284 274 10
Farrapos Bento Gonçalves (RS) 22 14 5 0 9 1 1 236 356 -120
Jacareí Jacareí (SP) 12 14 2 0 12 2 2 207 493 -286

Comentários