ARTIGO COM VÍDEO – Jamais em sua história o Campeonato Brasileiro de Rugby havia vivido uma final sem equipes paulistas. Neste sábado, a capital paulista assistiu a um clássico do Sul do Brasil no estádio do Canindé, com Desterro e Curitiba medindo forças pelo lugar mais alto do Super 8. Após um duro empate por 13 x 13 no tempo normal, a partida foi decidida somente em uma dramática decisão de drop goals alternados, com o Curitiba se sagrando campeão nacional pela segunda vez em sua história.

 

Com três títulos em seu currículo (o último em 2005) e com a melhor campanha da temporada regular, o quase imbatível Desterro, credenciado por 13 vitórias em 14 jogos pela competição, carregava consigo o favoritismo, mas encarava um clube mais do que acostumado nos últimos anos às decisões. O Curitiba, dono da segunda melhor campanha até a final, com 10 vitórias, foi à sua terceira final consecutiva, depois de vencer a competição em 2014 e ser vice em 2015.

 

- Continua depois da publicidade -

Na quinta partida do ano entre os dois times era esperável uma batalha física, sem espaços, com os dois lados plenamente conscientes das virtudes do oponente. Com três vitórias no ano sobre os Touros, incluindo as duas partidas da temporada regular do Super 8, o Desterro dominou todo o início do jogo e largou na frente com Panta, aos 16′, chutando penal certeiro, quando os rubroverdes jogavam com um homem a mais após amarelo para Vitão. Os catarinenses voltaram a ter chances, com predomínio nas formações, mas falharam nas decisões e deixaram de tentar pontos por meio dos chute. Dois amarelos foram mostrados para os paranaenses e um para os catarinenses, mas sem permitir a nenhum dos lados achar os espaços. O Curitiba cobrou o preço antes do intervalo, com Chicho chutando o penal do empate, levando a partida ao intervalo em 3 x 3.

 

O segundo tempo largou com os Touros impondo maior pressão e tentando drop goal sem sucesso. Quem achou os primeiro pontos na segunda etapa foi o Desterro novamente, com outro penal chutado por Panta, 6 x 3, aos 50′. A situação, no entanto, virou contra os catarinenses quando Rodox, aos 14′, recebeu amarelo. Com mais espaço para jogarem, os Touros pressionaram com uma série de fases nas 22 e, aos 59′, Ilha cravou no in-goal o primeiro try do jogo, com o TMO (Marcelo Toscano) validando o apoio.

 

Com 10 x 06 no placar, o Curitiba cresceu, apostou em chutes táticos, mas não conseguiu articular suas jogadas no campo ofensivo. Aos 70′, foi mostrado novo cartão para os Touros e o Desterro desperdiçou com Panta chance clara de penal. A partida ganhou em dramaticidade nos minutos derradeiros. Aos 76′, Douglas Rauth, da seleção M19, conduziu os Touros no ataque e um penal decisivo foi conquistado. Chicho não titubeou e deu 7 pontos de frente para os paranaenses, que dominavam o segundo tempo e anularam por completo o time de Florianópolis.

 

Melhor time da temporada regular, o Desterro não se abalou e logrou um try crucial no apagar das luzes, com Grampola arrancando e, na sequência, dois penais mantiveram os catarinenses nas 22 mesmo com o tempo já esgotado. O Curitiba recuperou a posse, mas errou no julgamento e não chutou a bola para fora, devolvendo-a ao Desterro, que trabalhou com paciência as fases e, aos 79′, o jogo de mãos catarinense funcionou, com Rodox rompendo para o try do empate. O TMO validou o try e Panta foi frio com a conversão, levando o jogo à prorrogação. 13 x 13!

 

O primeiro tempo da prorrogação teve mais requintes de dramaticidade, com Chicho acertando a trave em penal para o Curitiba logo no começo, enquanto Coghetto respondeu com drop goal também seu sucesso. O placar foi inalterado para o segundo tempo da prorrogação e, com os dois lados estafados, não houve espaços para nenhum lado se impor.

 

O inesperado ocorreu e a partida foi para a decisão de drop goals alternados, raramente vista no rugby. No primeiro chute, o scrum-half Shinho, do Desterro, acertou, enquanto Chicho, abertura do Curitiba, chutou na trave. Na segunda tentativa, Rodox errou pelo Desterro, mas Albertão errou para os Touros. Na terceira batida, Lê desperdiçou para o Desterro e Bicudo também errou para o Curitiba. Na quarta tentativa, Panta foi mais um que jogou fora para os rubronegros, dando a chance para Ilha (segunda linha!) empatar com chute certeiro para os Touros. No quinto e último chute, Coghetto errou para o Desterro e o jovem Leonardo deu a taça ao Curitiba acertando com frieza a cobrança final.

 

 

Festa no Paraná, os Touros, mesmo sem academia de alto rendimento, estão no topo do país em 2016.
 
 
Entrevistas
 
“Lalo” Lagarrigue (Curitiba)

 
 
Daniel “Nativo” (Desterro)

 
 
Luan Paduano (Curitiba)

 

Desterro atual13 (1)versus copiar13 (2)curitiba logo

Desterro (SC) 13 x 13 Curitiba (PR) – 1 x 2 nas cobranças alternadas

Árbitro: Ricardo Sant’Anna / Auxiliares: Renato Scalércio e Régis Dantas / TMO: Marcelo Toscano

Local: Estádio do Canindé – São Paulo – SP

 

Desterro

Try: Rodox

Conversão: Panta (1)

Penais: Panta (2)

 

Curitiba

Try: Ilha

Conversão: Chicho (1)

Penais: Chicho (2)

 

Nota: A informação de que em 1979 não houve paulistas na final do Brasileiro, contida na Wikipédia e replicada, é equivocada. O torneio não contou com uma partida final. No primeiro turno o Niterói ficou em 1º lugar, com Poli e Guanabara em 2º. No segundo turno, o Niterói foi novamente 1º colocado e o Pasteur foi o 2º. Na classificação agregada dos dois turnos, o Pasteur foi o vice campeão.

 

Lista de campeões brasileiros

DataLocalHorárioCasavsAdversário
04/07/2015Paraná Esporte - Curitiba(PR) 15:30CURITIBA 83X03JACAREÍ
04/07/2015ADC Panasonic - São José dos Campos(SP)15:30SÃO JOSÉ17X11BAND SARACENS
04/07/2015Arena Paulista de Rugby - São Paulo(SP)15:30SPAC07X03PASTEUR
04/07/2015AMOCAN - Florianópolis(SC)16:00DESTERRO29X17 FARRAPOS
11/07/2015Paraná Esporte -Curitiba(PR)15:30CURITIBA10X12PASTEUR
11/07/2015ADC Panasonic - São José dos Campos(SP) 15:45SÃO JOSÉ15X20FARRAPOS
11/07/2015SPAC - São Paulo(SP)15:00SPAC42X15JACAREÍ
11/07/2015AMOCAN - Florianópolis(SC)15:00DESTERRO21X19BAND SARACENS
18/07/2015Arena Paulista de Rugby - São Paulo(SP)13:00BAND SARACENS12X18CURITIBA
18/07/2015Arena Paulista de Rugby - São Paulo(SP)15:00PASTEUR19X32SÃO JOSÉ
18/07/2015Estádio da Montanha - Bento Gonçalves(RS)15:30FARRAPOS14X20SPAC
18/07/2015Campo do Balneário - Jacareí(SP)15:00JACAREÍ29X36DESTERRO
25/07/2015Estádio da Montanha - Bento Gonçalves(RS)15:30FARRAPOS06X19CURITIBA
25/07/2015Campo do Balneário - Jacareí(SP)13:30JACAREÍ09X27SÃO JOSÉ
25/07/2015Arena Paulista de Rugby - São Paulo(SP)15:00PASTEUR25X13DESTERRO
01/08/2015Paraná Esporte -Curitiba(PR)15:00CURITIBA21X03DESTERRO
01/08/2015ADC Panasonic15:00SÃO JOSÉ29X15SPAC
01/08/2015Estádio da Montanha - Bento Gonçalves(RS)14:00FARRAPOS21X13JACAREÍ
01/08/2015Arena Paulista de Rugby - São Paulo(SP)15:00PASTEUR12X13BAND SARACENS
08/08/2015SPAC - São Paulo(SP)14:30SPAC 22X15CURITIBA
08/08/2015Florianópolis(SC)15:30DESTERRO07X22SÃO JOSÉ
08/08/2015Arena Paulista de Rugby - São Paulo(SP)15:00BAND SARACENS31X38FARRAPOS
08/08/2015Campo do Balneário - Jacareí(SP)13:30JACAREÍ19X15PASTEUR
15/08/2015Paraná Esporte - Curitiba(PR)15:30CURITIBA26X20SÃO JOSÉ
15/08/2015AMOCAN - Florianópolis(SC)17:00DESTERRO23X13SPAC
15/08/2015Estádio da Montanha - Bento Gonçalves(RS)15:30FARRAPOS 25X05PASTEUR
15/08/2015Arena Paulista de Rugby - São Paulo(SP)15:00BAND SARACENS28X06JACAREÍ
22/08/2015Campo do Balneário - Jacareí(SP)13:30JACAREÍ 23X36CURITIBA
22/08/2015Clube Campestre do Palmeiras - São Paulo (SP)15:00BAND SARACENS21X15SÃO JOSÉ
22/08/2015SPAC - São Paulo (SP)14:30SPAC41X05PASTEUR
22/08/2015Estádio da Montanha - Bento Gonçalves (RS)15:30FARRAPOS 20X19DESTERRO
29/08/2015Paraná Esporte - Curitiba(PR)15:30CURITIBA8X22 BAND SARACENS
29/08/2015ADC Panasonic - São José dos Campos (SP)15:30SÃO JOSÉ 12X19PASTEUR
29/08/2015SPAC (SP)14:30SPAC 42X17FARRAPOS
29/08/2015Associação Cruz de Malta – Florianópolis (SP)12:30 DESTERRO 49X11JACAREÍ
25/07/2015Clube Campestre do Palmeiras - São Paulo (SP)10:00BAND SARACENS16X6SPAC
12/09/2015Arena Paulista de Rugby - São Paulo14:00PASTEUR21X18CURITIBA
12/09/2015Estádio da Montanha - Bento Gonçalves15:30FARRAPOS 14X35SÃO JOSÉ
12/09/2015Campo do Balneário - Jacareí14:00JACAREÍ3X33SPAC
12/09/2015Clube Campestre do Palmeiras - São Paulo15:00BAND SARACENS 22X8DESTERRO
19/09/2015Paraná Esporte - Curitiba15:30CURITIBA 37X17FARRAPOS
19/09/2015Campo do Balneário - Jacareí13:30SÃO JOSÉ22X15 JACAREÍ
19/09/2015SPAC - São Paulo14:30SPAC 18X19BAND SARACENS
19/09/2015AMOCAN - Florianópolis14:00DESTERRO 25X5PASTEUR
26/09/2015AMOCAN - Florianópolis15:30DESTERRO 13X15CURITIBA
26/09/2015SPAC - São Paulo14:30 SPAC 15X17SÃO JOSÉ
26/09/2015Campo do Balneário - Jacareí13:30JACAREÍ 26X10FARRAPOS
26/09/2015Clube de Campo do Palmeiras - São Paulo15:00BAND SARACENS 17X15PASTEUR
10/10/2015Associação Viking - Curitiba11:00CURITIBA 13X09SPAC
10/10/2015Teatrão - São José dos Campos14:00SÃO JOSÉ 16X14DESTERRO
10/10/2015Estádio da Montanha - Bento Gonçalves15:30FARRAPOS 10X27BAND SARACENS
10/10/2015Arena Paulista de Rugby - São Paulo15:00PASTEUR38X28 JACAREÍ
17/10/2015CT Ange Guimerá - São José dos Campos15:30SÃO JOSÉ 31X22CURITIBA
17/10/2015SPAC - São Paulo14:30SPAC39X24 DESTERRO
17/10/2015Arena Paulista de Rugby - São Paulo14:00PASTEUR38X07 FARRAPOS
17/10/2015Campo do Balneário - Jacareí13:30JACAREÍ 07X3BAND SARACENS
25/10/2015Estádio Ícaro de Castro Melo - São Paulo, SP16:00SÃO JOSÉ (SEMIFINAIS)19X16SPAC (SEMIFINAIS)
25/10/2015Estádio Ícaro de Castro Melo - São Paulo, SP19:00BAND SARACENS (SEMIFINAIS)08X12CURITIBA (SEMIFINAIS)
31/10/2015Estádio Ícaro de Castro Melo - São Paulo, SP18:00SÃO JOSÉ18X06CURITIBA

 

 

Foto: Daniel Venturole

1 COMENTÁRIO

  1. Comentários do grande Portugal ao final do vídeo são os mais evidentes e claros: mesmo sem Academia os frutos vem sendo colhidos. Não existe mais nenhum porquê para que não reabra Academia de Alto Rendimento no Paraná, por justiça, por clareza de própósitos, por aqui também estar sendo feito um trabalho sério e comprometido. A bola está com a CBRu.